Artigos

Consórcio ou financiamento? Qual melhor opção para comprar seu carro?

Descubra de uma vez por todas se é melhor comprar seu carro por meio de consórcio ou financiamento

Anúncios

por Murilo C.

Publicado em 24/07/2021

Consórcio ou financiamento? A resposta definitiva

Quando o assunto é a compra de veículos, os brasileiros possuem à disposição uma série de alternativas para levar um carro para garagem, mas duas acabam sendo as preferidas do público em geral. Para te dar uma resposta definitiva sobre consórcio ou financiamento, nossos especialistas trazem todos os pontos sobre cada uma dessas modalidades. 

image

Saiba tudo sobre leasing

Conheça o que é o leasing, como funciona e porque ele pode ser uma ótima opção para você.

Hoje o consumidor brasileiro opta basicamente por duas modalidades na hora de comprar um carro a prazo: consórcio ou financiamento. 

Você certamente já deve ter parado para pensar sobre qual das duas seria melhor, não é mesmo?

A resposta que nossos especialistas dão para esse tipo de questão é: depende do objetivo do comprador. 

No entanto, a resposta para essa simples equação se resume a duas nuances importantes: custo e tempo. 

No artigo de hoje vamos (tentar) responder a essa dúvida cruel que assola a maioria das pessoas que desejam comprar um veículo. 

Anúncios

Consórcio ou financiamento: Uma análise racional

Quando você faz esse tipo de pergunta para um matemático ou um economista, ele vai te dizer que nenhuma das opções é boa. 

Que o ideal é juntar dinheiro para comprar o carro à vista com dinheiro na mão, que o mais indicado é um bom planejamento financeiro e que você tem que ter paciência e reavaliar se você realmente precisa comprar o carro por consórcio ou financiamento. 

Ou seja, aquela velha ladainha de sempre. 

Mas quando o bem a ser comprado é algo de alto valor, pouca gente vai conseguir ter dinheiro para juntar e comprar tudo à vista, assim recorrer ao consórcio ou financiamento é algo que no jargão popular muitos diriam que: faz parte. 

Veja o seguinte exemplo: Uma casa que é um bem para moradia e um tanto quanto caro, precisa de um financiamento ou de um consórcio para ser comprado, e o mesmo não deixa de ser válido quando falamos de um carro. 

Depois dessa introdução, vamos te mostrar o que levar em consideração em cada uma dessas duas opções. Bora lá?

Entendendo como o consórcio funciona

O consórcio é composto por um grupo de pessoas que se reúne com um mesmo objetivo. Nesse caso, comprar um carro. 

Dessa maneira, os consumidores usam uma administradora para guardar o dinheiro para uma compra, quando há fundo, consequentemente há compra. 

Falando de maneira popular, o consórcio é uma vaquinha coletiva. Trata-se de uma compra planejada para quem faz um planejamento financeiro e não possui pressa ou urgência imediata para ter o carro. 

Um ponto importante do consórcio é que ele não tem juros, mas sim uma taxa de administração, que é cobrada ao longo do período de participação do cliente. 

Hoje, esse valor administrativo não chega aos 0,2% ao mês, mas para quem possui planejamento financeiro, é algo que precisa ser levado em consideração. 

Consórcio é para quem não tem pressa
Consórcio é para quem não tem pressa

No caso do consórcio, o cliente é contemplado, ou seja, recebe a carta de crédito no valor do bem escolhido através do sorte ou de lance, como em um leilão veicular. 

Esses dois processos acontecem uma vez por mês. Existe inclusive, administradoras de consórcios que aceitam veículos usados como lance, o que pode facilitar a vida de quem busca um consórcio para trocar de carro. 

Entretanto, como em todo e qualquer tipo de negociação no Brasil, nem tudo são flores. 

Para se precaver e evitar problemas, o consumidor antes de entrar em qualquer consórcio, deve entrar no site do Banco Central e verificar se a administradora do consórcio está autorizada pela instituição. 

No site do Banco Central, é possível também verificar quantas reclamações a empresa de consórcios tem. 

E ainda alertamos para um novo golpe na praça envolvendo consórcios: O de venda de cotas contempladas, algo que simplesmente não existe. 

Anúncios

Dica dos especialistas sobre grana e consórcio de carro

Aqui cabe uma dica interessante: Se seu objetivo é juntar grana para comprar um carro, você pode ao invés de pagar as parcelas de um consórcio, colocar seu dinheiro em algum tipo de aplicação todo mês. 

Pode ser CDB, um CDI, LCA, LCI ou até mesmo na boa e velha poupança. Todas essas opções trazem algum tipo de rendimento financeiro. 

Caso você seja muito azarado e não queira dar o lance no consórcio, essa opção de investimento é válida, pois não existe a taxa de administração presente no consórcio. 

Se você for sorteado apenas no final do consórcio, terá gasto mais dinheiro do que poderia ter economizado. 

Agora que te mostramos tudo sobre o consórcio, é hora de falarmos do financiamento. 

Sabendo como o financiamento funciona

Para dar continuidade no assunto: consórcio ou financiamento, agora é hora de falarmos sobre a segunda opção. 

Um ponto importante sobre essa forma de compra é que ela possui uma grande vantagem perante ao consórcio: a posse imediata do veículo. No entanto, isso tem um preço – que normalmente é mais caro!

Podemos dizer que existem três tipos de financiamento. 

O primeiro deles é o mais comum, no qual a instituição financeira fornece o crédito com juros normais de mercado. 

Existem também o consórcio subsidiado pelos fabricantes, com taxas menores e em ocasiões especiais até mesmo com taxa zero. 

E por último existe o financiamento que garante a recompra do veículo. Nessa última opção, normalmente o cliente utiliza o próprio carro para dar entrada na troca por outro veículo 0 km.

Financiamento é para quem tem pressa
Financiamento é para quem tem pressa

Essa operação de recompra é muito utilizada em outros países. Ela é muito semelhante ao leasing operacional. 

Ela é vantajosa, pois o cliente está sempre de carro novo em um período curto de tempo, dependendo diretamente de sua capacidade financeira. 

Ao optar por um financiamento, o consumidor deve sempre observar além da taxa que é cobrada por bancos ou financeiras, esse olhar além deve se voltar para o chamado Custo Efetivo da Transação, o famoso CET. 

No CET estão incluídos taxas e impostos cobrados na operação financeira. 

Para evitar confusão e excesso de informações sobre juros e CET o que importa mesmo é o valor final da parcela do financiamento. 

Se o cliente, por exemplo, quer comprar um carro de R$ 30 mil e possui R$ 10 mil na conta para dar entrada, ele precisa observar quanto será o valor da prestação e comparar. 

É basicamente o que as pessoas fazem quando vão comprar uma TV, ou uma geladeira, ou seja, comparam o quanto podem pagar. 

Dica dos especialista sobre grana e financiamento de carro

Todo financiamento vai solicitar um certo percentual de entrada, isso é uma forma de segurança e amortização de parcelas. 

Os financiamentos são conhecidos pelas altas taxas de juros. Assim, quanto mais longo for o seu financiamento mais juros você vai pagar. 

Existem situações onde se paga até duas vezes o valor do carro. Por isso, observe tudo com muita calma e serenidade antes de entrar de vez em um financiamento. 

A resposta final: Consórcio ou financiamento?

Depois de tudo isso, é hora do veredito final, qual é a melhor opção na hora de comprar um carro: consórcio ou financiamento?

Então vamos a resposta direta e reta:

Precisa de um carro o quanto antes? Nossa indicação é o financiamento, embora tenha um custo mais elevado, mesmo com taxas de juro em quedas. 

Não tem pressa e possui prazo para se programar? Então, escolha o consórcio! 

Em suma, tudo depende da realidade e do momento atual de cada pessoa. 

Conclusão

Agora que você já sabe como escolher entre consórcio ou financiamento, que tal conhecer uma modalidade na qual você pode alugar o veículo por um determinado período e no final do aluguel optar pela compra do carro!

Trata-se do leasing. Uma opção que embora venha caindo em desuso, pode ser utilizada por quem gosta e precisa de carros, mas não é tão apegada fisicamente aos veículos. 

Para conhecer sobre essa modalidade, você só precisa clicar abaixo!

Saiba tudo sobre leasing

Conheça o que é o leasing, como funciona e porque ele pode ser uma ótima opção para você.

Sobre o autor

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Revisado por

Luiza Lamas

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Movida Locadora de Veículos: conheça e saiba se é confiável

Conheça a Movida Locadora de Veículos, algumas vantagens da empresa e se ela é confiável para conseguir carros de lazer, viagem ou trabalho.

Continue lendo
content

Leilão de veículos dos Correios: conheça e saiba se é confiável

Nos leilões dos Correios, você encontra motos ou furgões em bom estado de conservação. Veja se o leilão de veículos dos Correios é confiável!

Continue lendo
content

Carros usados e seminovos: qual a diferença, afinal?

Descubra de uma vez por todas quais são as diferenças entre carros usados e seminovos e saiba o que levar em consideração na hora da compra!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Descubra onde e como comprar carro antigo de leilão

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Descubra onde e como comprar carro antigo de leilão

Continue lendo
content

Aceena carro por assinatura: como se cadastrar e assinar

Procurando em diversos sites a melhor opção de carro por assinatura? A Aceena une várias locadoras em um só lugar: saiba como alugar!

Continue lendo
content

Os 20 carros de menor custo na hora de fazer a manutenção!

Ao comprar um veículo novo, há diversos critérios que devem ser analisados. Um deles que é muito importante é a manutenção!

Continue lendo