Listas

Como fazer o financiamento de veículos e quais opções

Por

Maria Eduarda 

| Publicado em

Ter um carro é o sonho de muitos brasileiros, e isso não é segredo para ninguém.

Mas e quando não é possível comprar à vista?

Será que é possível realizar o seu sonho sem ter o valor total para compra?

A resposta é sim.

Você pode fazer o financiamento de veículos e comprar o carro que mais combina com você!

Mas antes de se comprometer com um financiamento de veículos, você precisa pesquisar quais são as opções e os bancos com as melhores taxas para essa modalidade.

Vamos lá? Confira qual a melhor forma de financiar um carro para você!

Opções de financiamento de veículos
ANÚNCIOS

Opções de financiamento de veículos

O financiamento é, com certeza, a alternativa mais escolhida para comprar um carro sem ter o valor total. 

Basicamente, o financiamento de veículos é quando a instituição financeira faz o pagamento total da sua compra e, então, você passa a ter uma dívida com o banco, por exemplo, e não com a concessionária. 

Financiamento de veículos

Por meio dessa modalidade, é possível que você dê uma entrada e financie o restante.

Além disso, o número de parcelas permitidas depende de cada banco e o valor da taxa de juros também. 

A boa notícia é que com o financiamento já é possível levar o carro para sua casa, mesmo sem pagar um entrada e nem mesmo a primeira parcela do financiamento.

Isso porque você quitou sua dívida com a concessionária.

Agora sua negociação é com o banco, é um “empréstimo”, por assim dizer. 

Se você deseja comprar um carro de forma rápida, essa é uma boa alternativa.

Como funciona o financiamento de veículos?

Como funciona o financiamento de veículos?

Primeiramente, ressalta-se que é o banco que faz o pagamento total do automóvel para a concessionária.

Ao mesmo tempo em que você faz um financiamento com a instituição financeira.

Normalmente, o valor da dívida pode ser parcelado em até 60 vezes. Ou seja, 5 anos.

Ademais, se você tem um bom relacionamento com o seu banco é provável que já tenha um financiamento pré-aprovado em seu nome.

Mas, caso não possua, as própria concessionárias oferecem o serviço por meio de um banco com a qual elas possuem um relacionamento. 

Essa é uma boa alternativa, pois a taxa de juros costuma ser mais baixa e a recompra já fica inclusa no contrato.

Em outras palavras, o financiamento funciona da seguinte forma:

Você solicita o “empréstimo” junto ao banco, o valor é liberado, você realiza a compra e retirada do automóvel na hora e faz o pagamento das parcelas do financiamento junto ao banco de sua escolha. 

Lembre-se que o financiamento é uma boa escolha para quem deseja comprar um carro de forma mais rápida e mantê-lo por, pelo menos, cinco anos.

Consórcio
ANÚNCIOS

Consórcio

Na modalidade do consórcio não há pagamento de juros.

Contudo, é necessário aguardar ser sorteado para levar o carro para casa. Ou então, dar um lance e ser contemplado. 

Quem deseja economizar, essa é uma ótima opção.

As taxas são, de fato, atrativas.

Mas, conforme mencionamos, você não leva o carro para casa imediatamente. Você precisa ser contemplado.

Todo mês é realizado um sorteio, e todo mês você paga uma prestação do consórcio.

Mesmo depois de ser sorteado, você continua pagando. 

Se você não tem pressa para ter o veículo, pode escolher uma parcela que cabe em seu bolso e aguardar. Quando tiver um certo montante, pode optar por dar o lance.

Quem der o lance mais alto, retira o carro.

Como funciona o Consórcio

Como funciona o consórcio?

Para iniciar um consórcio você precisa escolher uma administradora e fazer parte de um grupo que também optou por essa forma de financiamento.

O valor do carro fica dentro de uma certa categoria, que equivale a um modelo, como Uno, Corsa, etc. Ou seja, ele corresponde ao modelo que você deseja comprar. 

Depois de assinado o contrato, você inicia o pagamento das parcelas e participa dos sorteios.

Cada mês, uma carta de consórcio é sorteada.

E, se você desejar dar o lance, quanto maior for o valor, maior a chance de ser contemplado. 

O contrato de consórcio pode ser de até 84 meses e as parcelas podem ser pagas por boletos.

Contudo, as prestações podem variar caso o carro do seu interesse aumente ou diminua de preço. 

Em outras palavras, a modalidade de consórcio funciona da seguinte forma:

Contrato com administradora, pagamento das parcelas, participação de sorteios ou lance, retirada de veículos por conta do lance ou ao final do pagamento de todas as parcelas. 

Essa é a melhor forma de financiamento para quem não deseja ter o carro com tanta pressa. 

Leasing
ANÚNCIOS

Leasing

Para empresas essa costuma ser a melhor forma de financiar um veículo.

O leasing é uma espécie de aluguel.

Por conta disso, as parcelas são mais baixas.

Contudo, a quando o leasing finalizar é preciso quitar o valor total com a instituição financeira. 

Se você não tem a intenção de permanecer com o carro por tanto tempo essa pode ser uma ótima opção.

Afinal, as parcelas são mais baixas e as taxas de juros também.

Ademais, você tem o carro em mãos rapidamente também. 

Entretanto, é importante destacar que o carro não fica em seu nome, mas no banco.

Afinal, ele não é seu e sim da instituição que fez o leasing.

Ou seja, você pode utilizar o carro, mas caso fique inadimplente, o banco o tomará de volta.

Ao final do leasing, você pode “comprar” ou “vender” o carro para o mesmo. 

Além disso, o leasing não cobra IOF.

Sendo assim, é uma opção atrativa, dependendo da sua necessidade. 

Como funciona o leasing?

Como funciona o leasing?

Primeiramente, você deve escolher uma instituição financeira para usar o leasing.

Se você já tem um relacionamento com algum banco, pode solicitar o serviço.

É com ele que você acordará o número de parcelas e o prazo final para quitação, escolhendo se quer ficar ou não com o carro. 

Depois de você finalizar o pagamento das parcelas, deverá pagar um pequeno valor para o carro ser seu.

Caso não tenha interesse, você o “vende” para o banco. 

Em outras palavras, o leasing funciona da seguinte maneira: você assina um contrato com a instituição e retira o veículo.

Depois, faz o pagamento das parcelas para o banco.

Ao final, escolhe se deseja “comprá-lo” e passá-lo para o seu nome.

Ou então, “vendê-lo” para o banco. 

Conforme mencionamos, essa modalidade é mais utilizada por empresas.

Mas, nada impede que você, como pessoa física, opte por esse tipo de financiamento.

Empréstimo pessoal
ANÚNCIOS

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é realizado por bancos ou por instituições financeiras.

Essa modalidade também é conhecida como crédito pessoal. 

Essa é uma forma de financiamento que também é oferecida por fintechs. 

Primeiramente, você passa por uma análise de crédito, verificando o seu histórico como pagador e suas condições financeiras para comprometer-se com um empréstimo.

Caso você seja aprovado, o valor é transferido diretamente para sua conta bancária informada. 

A diferença das outras formas de financiamento é que com o crédito pessoal, você escolhe o que fazer com o valor emprestado.

Ou seja, você pode utilizá-lo para comprar um carro.

Essa se torna uma boa opção por ter menos exigências.

E, assim, a aprovação é mais rápida.

Como funciona o empréstimo pessoal?

Como funciona o empréstimo pessoal?

Conforme mencionamos, você precisa procurar uma instituição financeira ou uma fintech para solicitar um empréstimo pessoal.

O valor total do empréstimo e as parcelas dependem do seu perfil e da instituição escolhida. 

Depois da solicitação realizada, você passará por uma análise do seu perfil de crédito.

Será verificado se o seu nome está restrito a algum órgão de crédito, como Serasa ou CPF.

Ou seja, se o seu nome está “sujo na praça”. 

Ressalta-se que algumas empresas não fornecem empréstimos para quem está negativado.

Portanto, se você se enquadra nessa situação, verifique primeiro as condições do empréstimo pessoal da instituição escolhida. 

Em outras palavras, podemos dizer que o crédito pessoal funciona da seguinte maneira:

Escolha do banco ou fintech, análise de crédito, aprovação do empréstimo, compra do carro à vista na concessionária e pagamento de parcelas conforme acordado na contratação. 

Essa é uma boa alternativa para quem está com dificuldade em conseguir outra forma de financiamento.

Além disso, normalmente o montante emprestado costuma ser maior e a quantidade de parcelas ter um prazo maior também. 

ANÚNCIOS

Financiamento de veículos no Banco do Brasil

O Banco do Brasil é considerado um dos melhores bancos para fazer o financiamento de veículos.

Por meio dele, você consegue financiar tanto carros novos como usados, desde que tenham até dez anos de fabricação. 

Ademais, não é necessário deslocar-se até uma agência para realizar um financiamento.

Você pode utilizar o próprio app BB para simular as condições disponíveis e escolher a opção que melhor se enquadra em seu perfil e no seu orçamento.

Caso concorde, basta finalizar a contratação enviando os seus documentos. 

Financiamento de veículos no Banco do Brasil

Em outras palavras, faça o download do app do Banco do Brasil e realize uma simulação antes de contratar.

Escolha o modelo e marca do seu carro, bem como o valor total que deseja financiar.

Em seguida, envie uma foto (pode ser a Nota Fiscal do Veículo ou o Certificado de Registro do Veículo) diretamente pelo app. 

Então, você escolherá a melhor opção para você e finaliza a solicitação do financiamento.

Você pode acompanhar o status de sua proposta pelo app na opção “Acompanhe sua Proposta”.

O financiamento do Banco do Brasil fornece maior praticidade, pois você realiza o financiamento direto para conta do vendedor.

Além disso, você tem flexibilidade, podendo escolher 1 ou 2 meses por ano para não debitar o valor da parcela.

Ademais, você consegue solicitar o financiamento direto da sua casa, a qualquer hora.

E as parcelas são debitadas direto em conta corrente para que você não corra o risco de esquecer.

Além disso, mesmo que você já tenha um carro financiado com o BB, você pode refinanciá-lo junto ao valor do saldo devedor. 

ANÚNCIOS

Financiamento de veículos no Banco Itaú Unibanco

O Banco Itaú Unibanco também é considerado um dos melhores bancos para fazer o financiamento de veículos. 

Assim como no BB, você pode realizar uma simulação e verificar quais são as condições oferecidas para o seu perfil.

Caso você já possua uma conta-corrente no banco,é possível realizar uma pré-contratação diretamente no site.

E então, finalizar o pedido de financiamento do seu veículo com o gerente da sua conta. 

Financiamento de veículos no Banco Itaú Unibanco

Ou então, ir direto na sua agência para finalizar o pedido.

Ademais, você também pode realizar o financiamento direto em uma revenda ou concessionária que esteja cadastrada no Itaú.

Caso você ainda não possua uma conta, precisará ir até a revenda ou concessionária cadastrada com sua CNH. 

Normalmente, a aprovação ou não da sua solicitação de financiamento de veículo chega em poucos instantes.

Assim, ao saber o valor de cada parcelas e as informações sobre o Custo Efetivo Total (CET), você já pode combinar para retirar o veículo com o estabelecimento escolhido.

ANÚNCIOS

Financiamento de carros usados

Conforme mencionamos, o banco BB também realiza financiamento de carros usados. Assim como o Itaú. 

Você pode optar por essa modalidade por meio do CDC e entrar em contato com o seu banco para negociar as condições.

Se você já possuir um bom relacionamento com o mesmo, é provável que já tenha um limite pré-aprovado.

Assim, o processo poderá ser iniciado por meio do internet banking.

E, no caso no BB, por meio do app. 

Nesse tipo de financiamento, as taxas de juros, o valor total a ser financiado e a quantidade de parcelas dependem do seu perfil como cliente e do banco escolhido. Bem como do modelo e versão do veículo. 

Financiamento de carros usados

Você também pode solicitar um leasing, mesmo que o carro seja usado. Assim como no caso do CDC, as taxas de juros são fixas. 

Ressaltamos, por fim, que todo tipo de financiamento tem suas características positivas e negativas.

A melhor opção depende de sua necessidade e se você já possui ou não algum limite pré-aprovado. 

Realize simulações em diferentes instituições e compare as condições oferecidas.

Pesquise bem e avalie qual a que melhor se enquadra com o seu orçamento.

Verifique não apenas as taxas de juros oferecidas, mas também as condições de pagamento. 

Agora que você já conhece as opções de financiamentos existentes, e que elas também estão disponíveis para carros usados, conheça alguns com os melhores descontos no post abaixo.

ANÚNCIOS

Listas

Descubra quais são as 10 motos mais baratas do Brasil

Conheça as 10 motos mais baratas do Brasil

Por

Murilo C. 

| Publicado em

Motocicletas sempre foram ótimas opções para quem deseja fugir do trânsito e ganhar tempo, além de gastar menos tanto na manutenção quanto na aquisição. Mas você já parou para pensar quais são as motos mais baratas do Brasil?

Apenas para título de comparação curiosa o Onix que foi o carro mais vendido em 2019 teve 210.458 unidades emplacadas enquanto a Honda CG comercializou no país 253.244 unidades. A diferença de preço entre ambos os veículos fica na faixa dos R$ 40 mil. 

Motos mais baratas do Brasil

Embora o setor motociclístico enfrente uma queda com relação ao ano passado a pandemia do novo coronavírus elevou as vendas de motos. Principalmente porque o delivery se tornou uma opção para muita gente que perdeu o emprego. 

Outro ponto a favor das motos é a economia de combustível. Já que tem modelos que ultrapassam os 40 km/L. 

Se você está pensando em comprar uma moto nós do Senhor Carros sugerimos que não feche negócio antes de ler o artigo de hoje. Ele pode te ajudar a economizar um bom dinheiro. Bora pra leitura?

As 10 motos mais baratas do Brasil

Conheça agora as 10 motocicletas mais baratas comercializadas no Brasil. 

10. Yamaha Factor 150 ED

Começamos a nossa lista com a Yamaha Factor 150 ED. O modelo é uma ótima opção para quem deseja rodar em grandes centros mas também precisa fazer alguns deslocamentos em rodovias. 

Com um tanque de 15,2 litros a Factor tem uma média combinada de consumo de 40,5 km/L quando abastecida com álcool. Sim o modelo é Flex. 

Yamaha Factor 150 ED
Yamaha Factor 150 ED

A motocicleta conta com freio a disco na dianteira e a tambor na traseira trazendo conforto e segurança para o condutor. O modelo custa R$ 10.790.

9. Honda CG 160 Fan

Na nona posição temos a CG 160 Fan. A motocicleta é outra ótima opção para ruas e deslocamentos intermediários nas estradas. Suas 160 cilindradas são suficientes para rodar tranquilamente a 100 km/h. 

Honda CG 160 Fan
Honda CG 160 Fan

O modelo também é flex e quando abastecido com gasolina é capaz de rodar até 41 km/L. Equipada com partida elétrica, a CG 160 Fan tem freio a disco na dianteira e a tambor na traseira. A pequena guerreira da Honda sai por R$ 10.598.

8. Yamaha Factor 125

Aqui temos a irmã mais nova da Factor 150. Esse modelo é um pouco mais manso e conta com o antigo motor de 125cc da Yamaha que equipava a antiga YBR e era conhecido por sua economia e durabilidade. 

Equipada com injeção eletrônica e motor flex a factor é uma 125 completa. No entanto sua indicação de uso é para cidades já que seu motor não consegue manter altas velocidades em rodovias. 

Yamaha Factor 125
Yamaha Factor 125

Quando abastecida com gasolina faz uma média de 46,8 Km/L. A exemplo dos modelos anteriores a Factor também possui sistema de freio a disco na dianteira e tambor na traseira. Seu preço é de R$ 9.790.

7. Honda CG 160 Start

A Honda CG 160 Start é mais uma dentre as motos mais baratas do Brasil. O modelo é equipado com o mesmo motor da CG Fan carregado com a mesma tecnologia. 

Assim seu consumo e velocidades são praticamente os mesmos. A CG 160 Start faz uma média combinada de 41 km/L combinando percursos rodoviários e urbanos. 

Honda CG 160 Start
Honda CG 160 Start

Embora tenha um acabamento mais simplório ela é tão funcional e segura quanto sua irmã Fan e pode ser adquirida pela bagatela de R$ 9.444.

6. Yamaha 125 Neo

A Neo é uma scooter que faz muito sucesso em grandes centros pelo fato de não precisar de trocar de marchas. Assim o condutor só precisa acelerar e frear. 

O modelo é equipado com um motor de 125cc com respostas rápidas e espertas. Além disso o baixo peso a torna um tanto quanto ágil para mudanças de faixas. Sob o banco há bastante espaço para transporte de itens e até mesmo um segundo capacete. 

Yamaha 125 Neo
Yamaha 125 Neo

O visual da pequena Neo chama bastante atenção assim como seu consumo. Por ser uma scooter automática ela acaba sendo um pouco mais gastona que os modelos anteriores, mas sua média ainda é surpreendente: São 35/km/L.

O valor também agrada. A scooter sai por R$ 9.200.

5. Honda Elite 125

A Honda Elite possui raízes na Tailândia e traz uma uma mistura interessante de peças nacionais importados como motor e componentes eletrônicos. Especialistas afirmam que o motor é um mix de simplicidade e eficiência!

O público alvo da Honda são os motoristas cansados de ficarem no trânsito e os motociclistas que querem trocar seus scooters usados por um novo. 

O que chama atenção logo de cara no Elite é o seu design bastante moderno e feito para brigar com o Neo da concorrente Yamaha. 

Honda Elite 125
Honda Elite 125

Outro item muito elogiado é o sistema de freios CBS – Combined Brake System. Quando o condutor aciona apenas um dos freios ambos são ativados o que traz mais estabilidade ao conjunto.

De acordo com a Honda o Elite é capaz de rodar até 50 km/L por litro e custa apenas R$ 9.100.

4. Haojue DK 150

A Haojue DK é considerada o carro chefe da marca chinesa. Com um motor de 150 cilindradas com injeção eletrônica e um visual diferenciado aposta em um preço mais enxuto para concorrer com suas rivais Factor e CG.

De acordo com a montadora o Motor TSR garante maior capacidade de aceleração e manutenção de velocidade do que as concorrentes. A DK 150 ainda conta com sistema de freio CBS como mais um chamariz. 

Haojue DK 150
Haojue DK 150

As rodas possuem design diferenciado e a posição de pilotagem é confortável. O modelo que não é flex, possui uma média de 40 km/L e tem preço de R$ 8.980.

3. Haouje Nex 115 

A Haouje Nex 115 chega com o intuito de apimentar ainda mais o segmento das pequenas cub com a promessa de ser versátil, prática e claro: muito econômica

A motocicleta possui um visual atraente com linhas modernas e muito parecidas com os modelos da categoria. 

A Nex 115 conta com partida elétrica. Além disso possui sistema de freio combinado com disco na dianteira e já vem de fábrica com um bagageiro traseiro para aumentar sua capacidade de carga. 

Haouje Nex 115
Haouje Nex 115 

Outro chamariz da pequena já vem no mome. A Nex conta com um motor de 115 cilindradas. 

Na cidade com trânsito carregado o modelo faz 35 km/L e atinge velocidade máxima de 90 km/h. Hoje a Nex é vendida por R$ 8.490.

2. Honda Biz 110i

A honda Biz é um dom modelos mais tradicionais da Honda. Com um design clássico, peças únicas e um desenho sempre moderno a motocicleta conquista milhares de pessoas anualmente por conta do seu preço e da economia que proporciona. 

Para 2020 o porta-objetos está maior e o banco recebeu finos ajustes visando o conforto do condutor. 

Honda Biz 110i
Honda Biz 110i

Por ter um câmbio semi automático ela é simples de pilotar. Além disso ganhou recentemente uma tomada de 12V que permite recargas de celular. Com motor flex quando abastecida com gasolina faz uma média de 50 km/L. 

Tudo isso por um preço de R$ 8.476.

1. Honda Pop 110i

E na liderança das motos mais baratas do Brasil temos a “estranha” Pop 110i. 

Pesando apenas 87 kg a pop possui o mesmo motor da Biz. A pequena é capaz de se deslocar no trânsito com bastante agilidade e segurança. Por conta de seu baixo peso as mudanças de direção são um tanto quanto divertidas. 

Honda Pop 110i
Honda Pop 110i

As acelerações e retomadas de velocidade são eficientes e firmes e como forma de deixá-la ainda mais segura a Honda também instalou nela o sistema de freios CBS que garante mais estabilidade nas frenagens. 

Entretanto por conta do seu peso e tamanho é uma motocicleta indicada apenas para uso urbano. Sua média com gasolina é de 46 km/L. 

Conclusão

Assim como ocorre no mercado automotivo o mercado de motos também é um tanto quanto disputado com algumas marcas se sobressaindo sobre outras como é o caso da Honda e Yamaha por exemplo.

Mas agora queremos saber de você. Dentre as opções de motos aqui mostradas qual é a sua favorita? Já pilotou alguma delas? 

Deixe um comentário pra gente contando qual é a sua experiência com motocicletas. 

E já que estamos falando das motos mais baratas do Brasil que tal descobrir quais são os 10 modelos de carros mais baratos por aqui? Para saber quais são é só clicar abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta