Siga nas Redes Sociais

Listas

Nostalgia em duas rodas: 10 motos que fizeram história no Brasil

Saiba quais são as motos que fizeram história no Brasil e deixam saudade até hoje nos puristas apaixonados por duas rodas.

Por

Murilo C. 

| Publicado em

Motos que fizeram história no Brasil
ANÚNCIOS

Brasileiros também amam motos

A exemplo do amor que os brasileiros têm por carros, há uma grande parcela que tem nas motocicletas sua grande paixão. E a exemplo dos automóveis há muitas motos que fizeram história no Brasil e até hoje arranca suspiros de homens e mulheres país afora. 

Pensando em matar a saúde dos apaixonados por duas rodas a equipe de especialistas do Senhor Carros caiu na estrada atrás daquelas que são consideradas as 10 motos que marcaram época por aqui e literalmente entraram para história. 

Apenas um verdadeiro apaixonado por motos vai conhecer todos os modelos que apresentaremos a seguir. Caso você seja um louco por motocicletas e tem menos de 20 anos, não deixe de conferir a evolução desse tipo de veículo em nosso país. 

É chegada então a hora de conhecer as motocicletas que fizeram história por aqui! Bora?

ANÚNCIOS

As 10 motos que fizeram história no Brasil

Conheça agora os modelos de motocicletas que entraram para a história do Brasil por conta de particularidades um tanto quanto específicas. 

ANÚNCIOS

10. Yamaha RD 50 1974

Começamos com a famosa cinquentinha da marca dos três diapasões. 

A Yamaha RD 50 foi a primeira moto made in Brazil. Além do pioneirismo a marca japonesa criou uma motocicleta inovadora para a época com baixo custo de manutenção um desempenho mais do que satisfatório para época. 

A moto foi literalmente a base para o desenvolvimento das primeiras gerações das motocicletas produzidas por aqui. 

Yamaha RD 50
Yamaha RD 50 1974

A motocicleta tinha características únicas como sistema de Torque Induction que ajudava a manter a pressão interna no cilindro para que a explosão ocorresse com menor refluxo de mistura, o que aumentava o rendimento do motor e melhorava a queima da gasolina. 

O desempenho e o barulho dessa dois tempos deixa muita gente com saudade. 

ANÚNCIOS

9. Honda CG 125 1976

A CG foi certamente a primeira moto que muito brasileiro pilotou. O que pouca gente sabe é que ela assim como o Volkswagen Gol já passou dos 40 anos de idade. 

A pequena motocicleta foi desenvolvida em 1976 especialmente para o mercado brasileiro levando em consideração as necessidades e o poder econômico da época e foi um tiro mais do que certeiro da montadora japonesa.

A Honda CG 125 1976 era robusta e isso por si só já era mais do que suficiente para chamar atenção. 

Honda CG 125 1976
Honda CG 125 1976

Seu motor aguentava o tranco quando era exigido acima de suas capacidades. O câmbio contava com 4 marchas que sem serem rotativas apontavam apenas para baixo e o retorno ao ponto morto era feito apenas no sentido inverso para cima.

Rapidamente foi apelidada de fusca de duas rodas por conta de sua popularidade, baixo custa e confiança que passava aos pilotos. Sem sombra de dúvidas uma das motos que fizeram história no Brasil. 

ANÚNCIOS

8. Vespa PX 200E 1986

A vespa PX 200E chamou atenção em seu lançamento em 1986 por conta de sua cilindrada. 

Em testes feitos pela própria montadora a “scooter” conseguiu superar a marca dos 100 km/h algo inimaginável para a época. O que chamou a atenção de muita gente. 

A moto mantinha a tradição dos modelos anteriores com câmbio de 4 marchas engatadas ao girar a manopla esquerda. 

Vespa PX 200E 1986
Vespa PX 200E 1986

Na traseira rechonchuda tampas cobriam o estepe do lado esquerdo enquanto o motor dois tempos ficava à direita da roda. A moto foi um verdadeiro sucesso de vendas no ano de seu lançamento.

Nos dias de hoje pilotar um exemplar desses é voltar no tempo e ficar cheirando óleo diesel por conta da “tecnologia embarcada”. 

ANÚNCIOS

7. Yamaha DT 180 1981

Foi a DT que ensinou os brasileiros a andar no meio do mato e não apenas isso. Mostrou também quão versátil uma moto pode ser fora do asfalto! 

A Yamaha DT 180 1981 é uma verdadeira mosca branca nos dias de hoje e são reconhecidas por uma característica única: A balança com suspensão traseira fabricada com tubo de seção circular e não retangular como as DT 180 lançadas depois dela. 

Yamaha DT 180 1981
Yamaha DT 180 1981

Com motor dois tempo e um torque que agrada até os dias de hoje a DT 180 foi fabricada até 1997 e é muito difícil encontrar um modelo que seja original. Os preços atualmente variam. As mais novas podem valer por volta dos R$ 8 mil. 

Já a primeirona, com os tubos redondos podem chegar a custar o dobro. O que a faz literalmente entrar para a história das motocicletas brasileiras. 

ANÚNCIOS

6. Yamaha YBR 125 2000

A Yamaha YBR 125 foi um marco na história da fabricante japonesa no Brasil por ser o primeiro modelo popular equipado com um motor quatro tempo. 

A motocicleta se provou um sucesso e rapidamente se tornou o equipamento mais vendido da Yamaha no Brasil sendo o alvo de muito elogios Na época a motocicleta se destacava por possuir um design mais moderno e um motor mais atual que a concorrente Honda CG 125 Titan. 

O grande trunfo do modelo estava na economia e confiabilidade do seu motor monocilíndrico de 124 cm³ de capacidade, duas válvulas com comando simples no cabeçote e com refrigeração a ar. 

Yamaha YBR 125 2000
Yamaha YBR 125 2000

De acordo com a montadora esse motor foi eleito por todas as subsidiárias como propulsor mais compacto, resistente e econômico do mundo. 

Alguns anos após o lançamento muitos motoboys viralizaram ao mostrar os odômetros de suas YBR que já haviam rodado mais de 100 mil quilômetros. Sem sombra de dúvidas é uma das motos que fizeram história no Brasil. 

ANÚNCIOS

5. AME amazonas

Aqui temos um exemplar de motocicleta que é oito ou oitenta. Ou você ama ou você odeia não existe meio termo quando falamos da AME Amazonas. 

A AME Amazonas era uma moto enorme que contava com câmbio e motor do fusca. A motocicleta tinha até marcha a ré e na época custava o equivalente a seis exemplares da honda CG 125. 

AME amazonas
AME amazonas

A motocicleta começou a ser produzida em série no ano de 1978 e tinha como intuito atender o público que não podia importar motos por conta de uma proibição de importação veicular que pairava sobre o Brasil. 

Até hoje alguns exemplares desse verdadeiro trambolho podem ser encontrados por aí. 

ANÚNCIOS

4. Honda CB 400 1980

A primeira moto brasileira made in Japan foi a CB 400 1980 que vinha desmontada do país oriental e era montada em Manaus. 

A motocicleta chegou ao mercado em um momento um tanto quanto peculiar quando a importação de motocicletas ainda estava proibida. Isso só fez a sede por motos grandes crescer de maneira considerável. 

Honda CB 400 1980

A solução de montagem em Manaus deu alívio a essa escassez e fez com que a moto se tornasse um sucesso praticamente imediato. Um ano depois surgiria uma versão mais luxuosa batizada de CB 400 II. 

A primeira CBzona como foi apelidada e a CB 400 II são itens de desejos até hoje. Uma motocicleta que realmente fez história em cidades e rodovias brasileiras. 

ANÚNCIOS

3. Yamaha Fazer 250 2005

Você deve estar se perguntando: Mas o que uma fazer está fazendo em uma lista das 10 motos que mais fizeram história no Brasil?

A resposta é simples: A Yamaha Fazer 250 2005 foi a primeira moto produzida no Brasil a sair de fábrica com injeção eletrônica. Um verdadeiro marco para a época. 

Yamaha Fazer 250 2005
Yamaha Fazer 250 2005

A sonda da injeção deixava a moto muito mais esperta do que sua principal concorrente da época a Honda Twister. Além disso a queima de combustível era mais linear o que tornava a motocicleta um tanto quanto econômica. 

A Yamaha Fazer foi e ainda é uma ótima moto que pode ser utilizada na cidade e na estrada sem nenhum tipo de problema. 

ANÚNCIOS

2. BMW GS 650 2010

Aqui temos mais um exemplar que pode parecer estranho em nossa lista mas sua presença é totalmente explicável. Como muitos sabem a BMW sempre foi uma marca reconhecida mundialmente que zelou e ainda zela pelo seu nome. 

Por isso foi uma verdadeira surpresa quando a montadora anunciou que produziria uma motocicleta fora do território alemão. Pois bem o lugar escolhido para a produção foi o Brasil e o modelo em questão foi GS 650. 

BMW GS 650 2010
BMW GS 650 2010

Esse comportamento mais brando foi a porta de entrada para muitas outras motocicletas passassem a ser produzidas por aqui! 

ANÚNCIOS

1. Suzuki Burgman AN 125 2005

Lançado em 2005 o scooter Suzuki Burgman AN 125 foi um verdadeiro desbravador desse segmento motociclístico no Brasil e por muito tempo liderou como o exemplar mais vendido dentre os outros. 

Apelidado de burgminha o scooter ajudou a dar luz a uma legião de scooters no país como o Yamaha Neo, o Honda PCX e o Honda Elite.

Suzuki Burgman AN 125 2005
Suzuki Burgman AN 125 2005

Renovado em 2011 e sendo rebatizado de Burgman i, o modelo saiu de linha por conta da incompatibilidade do novo sistema de freios ABS e CBS que são obrigatórios para todas as motos zero km produzidas ou importadas para cá. 

ANÚNCIOS

Conclusão

Embora sejam consideradas por muitos como um veículo perigoso as motocicletas realmente despertam tanta ou ainda mais paixão do que os carros e certamente possuem um lugar especial no coração de muitos brasileiros. 

Prova disso é que o número de motocicletas é maior do que o de carro sem 45% das cidades das brasileiras. Portanto seja para passear ou para trabalhar o brasileiro também gosta das motocicletas. 

Na sua opinião faltou alguma modelo dentre as motos consideradas históricas por aqui? Se sim deixe um comentário falando qual é o modelo. A partir de sua participação novos artigos podem ser criados! 

E depois de conhecer as 10 motos que fizeram história no Brasil que tal saber quais são os exemplares mais baratos do Brasil? Para saber quais são as motocicletas mais baratas que rodam por aqui é só clicar no botão abaixo:

ANÚNCIOS
ANÚNCIOS

Em Alta


Siga nas Redes Sociais

AVISO LEGAL

O Senhor Carros não solicita em nenhuma situação quantias em dinheiro para liberação de qualquer tipo de produto financeiro, seja cartão de crédito, financiamento ou empréstimo. Caso isto aconteça, nos avise imediatamente.

Trabalhamos para manter todas informações o mais atualizadas possível. Porém, vale ressaltar que essas informações podem divergir das informações encontradas nos sites de instituições financeiras e/ou de provedores de serviços de um site específico. Com relação a instituições com as quais não temos parceria: não garantimos a precisão e atualidade das informações. Lembre-se sempre de ler as condições de uso e termos de aquisição das instituições financeiras que você escolher. Recebemos uma pequena quantia das publicidades em nosso site e dos nossos parceiros quando indicamos um usuário que solicita algum produto ou proposta. Tudo que publicamos é baseado em avaliações quantitativas e qualitativas de cada produto. Vale ressaltar que nossos parceiros podem influenciar diretamente os produtos sobre os quais escrevemos e revisamos, e também sobre a ordem dos "melhores" artigos e posicionamento de produtos no Senhor Carros. Dada a quantidade de informações em nosso site, não fornecemos nenhum tipo de garantia sobre a qualidade e atualidade das informações; por isso, priorizamos informações de nossos parceiros.