Siga nas Redes Sociais

Artigos

Top 10: Os melhores carros e os maiores campeões da história da Fórmula 1

Por

Murilo C. 

| Publicado em

Fórmula 1

A Fórmula 1 está em rota de iniciar sua 70ª  temporada e como tudo no ano de 2020 acabou sendo atrapalhada e atrasada pela pandemia de coronavírus. Com o certame começando na Áustria, nós do Senhor Carros, depois de muita análise, resolvemos te mostrar quais são os melhores carros e pilotos de toda a história da categoria. 

Para acompanhar a temporada que está prestes a começar antenado e com bastante conhecimento, é só ler o conteúdo a seguir! 

ANÚNCIOS

Os 10 melhores carros da história da Fórmula 1

Antes de descobrir quais são os 10 melhores carros da história da Fórmula 1, já adiantamos de antemão, que quatro deles foram pilotados por dois brasileiros, o nosso grande e eterno Ayrton Senna e Rubens Barrichello. Confira agora, quais são esses carros. 

ANÚNCIOS

10. Williams FW14B

A Williams FW14B começou a ser desenvolvida em 1991, e o projeto foi a base para os carros da equipe inglesa até o ano de 1994. 

Em 1992, ano que foi às pistas, o FW14B praticamente não teve concorrentes e o Nigel Mansell nadou de braçada. A inteligente suspensão eletrônica fazia o carro ter respostas positivas em qualquer situação de pista, mantendo o carro nivelado de acordo com ondulações ou inclinações de pista.

Williams FW14B
Williams FW14B

Das 16 provas disputadas, o carro venceu 10, um aproveitamento de 62% em termos de vitória. Mansell foi campeão com quase o dobro de pontos do que seu companheiro, Riccardo Patrese, que tinha o mesmo equipamento.

ANÚNCIOS

9. McLaren MP4-5

Utilizando a base do modelo MP4-4, com especificações para aquela temporada, o McLaren MP4-5 foi sem sombra de dúvida um dos melhores carros da história da Fórmula 1. 

MP4-5
McLaren MP4-5

O bólido literalmente sobrou nas pistas no ano de 1989 e levou Prost e Senna a brigarem até a última corrida pelo título mundial, dando início à uma das maiores rivalidades da categoria. Equipado com o motor Honda V10 RA109-E de 3.5 L com cerca de 650 cavalos, o McLaren MP4-5 venceu 11 das 16 corridas do campeonato. 

ANÚNCIOS

8. McLaren MP4-2 

O projeto do MP4-2 foi liderado por John Barnard e não ganhou somente 1 título na categoria, mas sim 3, com suas variações de chassi, levando pra Woking o caneco de construtores nos anos de 1984 e 1985, e o de vice em 1986. 

McLaren MP4-2
McLaren MP4-2 

Em 1984, ano em que o M4-2 correu pela primeira vez, Nikki Lauda se sagrou campeão, com seu companheiro Alain Prost terminando na segunda posição com apenas meio ponto de diferença. Na ocasião, a equipe venceu 12 das 16 corridas da temporada.

ANÚNCIOS

7. RedBull RB7

O Red Bull RB7 foi desenvolvido pelo famoso projetista Adrian Newey e teve um desempenho simplesmente avassalador em 2011, garantindo o título de pilotos à Sebastian Vettel com quatr provas de antecedência e o de construtores com três.

Red Bull RB7
RedBull RB7

O RB7 cravou 18 poles em 19 corridas, um aproveitamento de 95% e levou 12 vitórias, um percentual de 63% de aproveitamento. O motor, era um Renault RS27 V8 2.4 L. 

ANÚNCIOS

6. Williams FW18

O Williams FW18 é mais um carro de Fórmula 1 com a assinatura de Adrian Newey, só que dessa vez com participação de Patrick Head. O modelo foi às pistas no ano de 1996 e fez com que os pilotos da equipe inglesa na época: Damon Hill e Jacques Villeneuve disputassem o título de modo quase isolado. 

Williams FW18
Williams FW18

Hill venceu 8 provas e Villeneuve apenas 4. Com isso, a equipe somou 12 vitórias em 16 corridas, um aproveitamento de 75%. O FW18 era equipado com um câmbio semi automático acoplado a um motor Renault V10 de 3.0 L. Como é de praxe dizer na categoria, a equipe fez barba, cabelo e bigode nesse ano.

ANÚNCIOS

5. RedBull RB9

Parece repetição, mas não é. Aqui temos mais um modelo projetado por Adrian Newey, esse foi mais um modelo da equipe austríaca que não teve muitas dificuldades para ter sucesso nas pistas. 

Pilotado por Sebastian Vettel e Mark Webber, o RB9 dominou a temporada de 2013 da Fórmula 1, vencendo 13 das 19 corridas, gerando um aproveitamento de pouco mais de 68%. 

Red Bull RB9
Red Bull RB9

O motor mais uma vez foi um Renault, V8 2.4L com giros limitados a 18.000 RPM, uma verdadeira sinfonia para os amantes dos motores. Além disso, o RB9 contava com um sistema de recuperação de energia dos freios, o KERS. Com esse carro, Vettel conquistou seu tetracampeonato seguido. Até então, foi o último carro da equipe a dominar o campeonato mundial. 

ANÚNCIOS

4. Ferrari F-2004

Com Ross Brawn na direção técnica e Rory Byrne como chefe de design, a Ferrari dominou a temporada de 2004 com muita tranquilidade. Tendo o Brasileiro Rubens Barrichello e o multicampeão Michael Schumacher como pilotos, o F-2004 ganhou 15 das 18 corridas da temporada daquele ano, atingindo a marca de 83% de aproveitamento. 

Ferrari F-2004
Ferrari F-2004

Como era de se esperar, o F-2004 era equipado com um poderoso motor Ferrari V10 com mais de 900 cavalos de potência. O peso do conjunto carro + piloto era de somente 605 quilos. A equipe de Maranello não teve concorrentes à altura neste ano. 

ANÚNCIOS

3. Mercedes W05 Hybrid

O Mercedes W05 Hybrid foi pilotado por Lewis Hamilton e Nico Rosberg no ano de 2014, o primeiro da era híbrida da Fórmula 1. O modelo era equipado com um motor Mercedes V6 1.6 turbo, com injeção direta capaz de gerar 730 cavalos, além de motores elétricos de recuperação de energia térmica e cinética que alcançavam mais 161 cavalos extras. 

Mercedes W05 Hybrid
Mercedes W05 Hybrid

Na temporada 2014, nenhum outro carro foi tão consistente quanto essa flecha de prata que venceu ao todo 17 das 19 provas, além de anotar 18 pole positions. 

ANÚNCIOS

2. Ferrari F-2002

Na vice-liderança da nossa lista, está a Ferrari F-2002, mais um projeto da parceria de Ross Brawn e Rory Byrne, que foi o verdadeiro pesadelo da concorrência na temporada 2002. Também pilotado por Schumacher e Barrichello, o bólido era equipado como motor Ferrari V10 aspirado 3.0 Litros, instalado à 90º.

Ferrari F-2002
Ferrari F-2002

Nas mãos da dupla de pilotos a Ferrari F-2002 conquistou 15 vitórias nas 17 etapas daquela temporada, uma coeficiente de 88% de aproveitamento. O modelo era tão eficiente, que a equipe utilizou em 2003 uma variação B nas primeiras provas enquanto o carro novo não ficava pronto.

ANÚNCIOS

1. McLaren MP4-4

E na liderança da nossa lista dos melhores carros da história da Fórmula 1, temos o McLaren MP4-4, bólido que deu o primeiro título ao nosso ídolo Ayrton Senna. 

O MP4-4 é considerado uma verdadeira obra prima, construída por Steve Nichols e Gordon Murray e não tinha como estar no topo da nossa lista, afinal, mesmo depois de tantos anos, ele ainda é o principal dono dos recordes de pole e vitórias em uma temporada da categoria.

O McLaren MP4 conquistou 15 vitórias em 16 corridas, o que dá um percentual de 93,75% de aproveitamento. No número de poles, o coeficiente de aproveitamento foi o mesmo. Além disso, dos 240 pontos possíveis, a equipe conquistou 199, o que resulta na obtenção de 82,92% dos pontos disponíveis e para confirmar de vez a dominância do modelo, das 1031 voltas da temporada 1988, o carro liderou 1003, ou seja, 97,28%.

McLaren MP4-4
McLaren MP4-4

Além da extrema habilidade, talento e arrojo de Senna e Prost, o MP4-4 contava com um chassis com centro de gravidade mais baixo, o que gerava mais downforce, ou seja, literalmente grudava o carro no chão nas curvas e dava mais velocidade em retas.

Por debaixo da carenagem, o MP4- contava com um motor Honda V6 biturbo de quase 1500 cilindradas com potência próxima aos 700 cavalos. Um conjunto para nenhum piloto colocar defeito. 

ANÚNCIOS

Os maiores campeões da história da Fórmula 1

De nada adianta engenheiros e projetistas desenvolverem carros velozes se não houver pilotos capazes de levar essas máquinas até o limite e conquistar títulos. Pensando nisso, separamos também a lista dos 10 pilotos com maior número títulos na categoria máxima do automobilismo mundial. Confiram quais são os nomes. 

ANÚNCIOS

10. Nelson Piquet

O Brasileiro Nelson Piquet foi o primeiro brasileiro a conquistar três títulos mundiais. Nelsão, como é chamado nos dias de hoje, foi duas vezes campeão pela Brabham em 1981 e 1983 e uma vez pela Williams em 1987.

Nelson Piquet
Nelson Piquet e sua Brabham em 1991
ANÚNCIOS

9. Ayrton Senna

A exemplo de Nelson Piquet, Ayrton Senna também foi tricampeão na Fórmula 1. Nosso herói ganhou os títulos de 1988, 1990 e 1991. Todos os títulos de Senna foram conquistados nos anos em que corria pela McLaren.

Ayrton Senna
Ayrton Senna durante GP Brasil 1991
ANÚNCIOS

 8. Niki Lauda

O austríaco Niki Lauda também faz parte do top 10 dos maiores campeões da categoria. Campeão nos anos de 1975 e 1977 pela Ferrari e 1984 pela McLaren, Lauda é o único piloto a ser campeão por ambas as equipes. 

Niki Lauda
Niki Lauda, Monza 1975
ANÚNCIOS

7. Jackie Stewart

O escocês Jackie Stewart é mais um tricampeão da Fórmula 1. O piloto ganhou seu primeiro campeonato em 1969 correndo pela Matra. Em 1970, Stewart foi para a Tyrrell, onde conquistou mais dois títulos em 1971 e 1973. 

O piloto, ainda foi proprietário de uma equipe de Fórmula 1 batizada com seu sobrenome durante as temporadas de 1997 a 1999, conquistando uma vitória com Johnny Herbert no GP da Europa de 1999. No ano seguinte, a equipe foi vendida para a Jaguar. 

Jackie Stewart
Jackie Stewart e seu Tyrell durante etapa do campeonato 1973
ANÚNCIOS

6. Jack Brabham

O Australiano é o último piloto da classe de tricampeões da categoria. Brabham conquistou os canecos de 1959 e 1960 pela equipe Cooper. Um fato marcante no seu primeiro título, foi a necessidade do piloto empurrar seu carro pelos 300 metros finais por conta de uma pane seca durante o GP dos Estados Unidos. Em 1969 como piloto e dono da equipe, Brabham conquistou um terceiro e icônico título. 

Jack Brabham
Jack Brabham e seu Brabham 1969
ANÚNCIOS

5. Sebastian Vettel

O alemão Sebastian Vettel realmente teve uma sequência de títulos meteórica. Como piloto da RedBull, Vettel conquistou quatro campeonatos entre os anos de 2010 e 2013, um feito raro na Fórmula 1.

Sebastian Vettel
Sebastian Vettel em Interlagos 2013
ANÚNCIOS

4. Alain Prost

Apelidado de professor, o piloto francês não é bem-visto no Brasil por conta de sua ferrenha disputa com Ayrton Senna nos tempos de McLaren. 

Prost conquistou três títulos pela McLaren nos anos de 1985, 1986 e 1989. Quando a relação com Senna tornou-se insustentável, se mudou para Ferrari, onde foi vice campeão em 1990. Após um 1992 sabático, o professor voltou a categoria em 1993 correndo pela Williams, conquistou seu quarto título e se aposentou.

Alain Prost
Alain Prost durante etapa do campeonato 1993
ANÚNCIOS

3. Juan Manuel Fangio

Juan Manuel Fangio foi o primeiro penta da Fórmula 1 e foi por muito tempo o maior campeão da categoria. O Argentino venceu os campeonatos de 1951, 1954, 1955, 1956 e 1957. 

Seu primeiro título foi a bordo da Alfa Romeo, o segundo e o terceiro foram conquistados com Maserati e Mercedes, o quarto com Ferrari e o último novamente pilotando pela Maserati. É o único piloto a ser campeão por quatro equipes diferentes, além disso, Fangio foi vice em 1950 e 1953.

Juan Manuel Fangio
Juan Manuel Fangio e sua Maserati
ANÚNCIOS

2. Lewis Hamilton

O piloto britânico é o atual campeão da categoria, e busca na temporada 2020 igualar o número de títulos de Michael Schumacher. 

O Inglês que já é o detentor de maior número de poles, pode esse ano também alcançar a marca de maior vencedor da categoria. Hamilton foi campeão pela primeira vez com a McLaren em 2008 após disputa ferrenha com o brasileiro Felipe Massa até a última curva. 

Nos anos de 2014, 2015, 2017, 2018 e 2019, o piloto conquistou os títulos a bordo da Mercedes. 

Lewis Hamilton
Lewis Hamilton durante GP da Inglaterra 2008
ANÚNCIOS

1. Michael Schumacher

E aqui temos o maior campeão da história da Fórmula 1. O alemão, a exemplo de Prost não é muito bem visto pelo público brasileiro por ter sido companheiro de Rubens Barrichello durante as temporadas de glória da Ferrari nos anos 2000.

Os dois primeiros títulos de Schumacher foram conquistados com a extinta equipe Benetton, em 1994 e 1995. Após um pequeno hiato, o alemão conquistou seguidamente os títulos de 2000 a 2004, sagrando-se como o piloto com o maior número de canecos da história. 

Michael Schumacher
Michael Schumacher e sua Benetton durante GP da Austrália 1994

Embora a conquista de um título seja uma importante métrica, é possível definir qualidade em termos de pilotagem, há pilotos extremamente competentes que passaram pela categoria e não possuem títulos ou vitórias enfileiradas. 

Pensando nisso, nós montamos uma lista com base em qualidade e aproveitamento, mostrando aqueles que seriam os 20 melhores pilotos que já passaram pela Fórmula 1. Para conhecer os nomes dessa lista exclusiva e também dar sua opinião, basta clicar no botão abaixo. Bora lá?

ANÚNCIOS

Em Alta