Artigos

Combustível caro? Mitos e verdades sobre o GNV

Conheça os principais mitos e verdades sobre o GNV em época de combustível caro e descubra se o Gás Natural Veicular é realmente uma boa opção!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

ANÚNCIOS

Mitos e verdades sobre o GNV

Existem uma série de mitos e verdades sobre o GNV que vira e mexe vêm à tona quando o preço do álcool ou gasolina sobem, como têm acontecido recentemente no país. Muita gente acredita que o Gás Natural Veicular é uma opção mais barata, mas será que isso é mesmo verdade?

Conteúdo Recomendado
vantagens e desvantagens do carro híbrido

Vantagens e desvantagens do carro híbrido

Conheça os pontos positivos e negativos de ter um veículo híbrido no Brasil

Como você bem sabe, não existe missão dada aos nossos especialistas que não são cumpridas!

Sendo assim, colocamos nosso time para pesquisar tudo e mais um pouco sobre o assunto e o resultado é um compilado de mitos e verdades sobre o GNV.

GNV é mais barato?  

Carro com GNV pode explodir? 

O GNV estraga o motor do seu carro?

O carro fica menos potente com o GNV?

Esses são alguns exemplos do que iremos desvendar hoje aqui para você. 

Se você acha que a gasolina, o álcool e o diesel estão caros e tá pensando em mudar para o GNV, fica a aqui a nossa ordem:

Leia o artigo de hoje antes de tomar qualquer tipo de conduta. 

Bora conhecer os mitos e verdades sobre o GNV?

Então partiu! 

Mitos e verdades sobre o GNV

Depois de muitas perguntas em nosso email, e dúvidas sobre Gás Natural Veicular em tempos de combustíveis caros, resolvemos que era hora de falar sobre isso.

Assim, nosso time de especialistas entrou em contato com engenheiros automotivos, montadoras e até mesmo pessoas comuns que têm o kit de GNV instalado no carro. 

O resultado de toda essa pesquisa e trabalho, você encontra agora, em um conteúdo mais do que especial onde vamos te mostrar Mitos e verdades sobre o GNV. 

GNV sempre é mais barato? Mito

E já vamos começar quebrando um verdadeiro mito sobre o GNV. 

Muita gente acha que o GNV sempre é mais barato que gasolina, álcool ou diesel, mas não é bem assim!

O preço do metro cúbico do gás é sim, mais barato que os dos demais combustíveis. 

Mas é preciso levar em consideração os gastos de instalação do KIT GNV.

Colocar um kit no seu carro custa hoje cerca de R$ 3 mil, para kits de 2ª e 3ª geração que são os veículos fabricados até 2007. 

Para veículos de 5ª geração, que foram fabricados depois de 2007, o custo do Kit alcança hoje a faixa dos R$ 6 mil. 

De acordo com a GASMIG - Companhia de Gás de Minas Gerais, o GNV rende até 60% mais do que a gasolina, quando consideramos o sistema mais moderno, de quinta geração. 

De acordo com dados da ANP - Agência Nacional de Petróleo, um motorista que anda 3 mil km por mês com um carro que faz 9 km/l com gasolina possui um custo médio de 0,58 km por litro. Com GNV esse custo é de R$ 0,29.

GNV é mais barato no km rodado, mas é preciso considerar mais coisas

No entanto, essa é uma média de quilometragem alcançada em geral por veículos profissionais, como táxis ou de transporte por app. 

Em um ano, essa economia representaria mais de R$ 10 mil, que é mais do que o valor da instalação do Kit. 

Para quem roda menos, o GNV pode até se pagar, mas vai demorar mais. 

Mas é importante ter em mente que além da instalação, outros gastos também estão ligados ao GNV, como revisões do cilindro, mão de obra e o registro no Detran. 

Assim, é preciso levar em conta todos esses gastos e não apenas o custo por km rodado. 

Carro com kit GNV pode explodir em um acidente? Mito

Dando continuidade aos mitos e verdades sobre o GNV, aqui temos mais um dos mitos malucos que se propagaram por aí!

Se a instalação do Kit ocorrer dentro das normas não há nenhum risco de explosão do veículo, afirma a AEA - Associação Brasileira de Engenharia Automotiva. 

Os acidentes que envolvem carros movidos à Gás Natural Veicular estão ligados a modificações realizadas fora das normas de segurança. 

O GNV, assim como o seu sistema são seguros. Em caso de vazamento, o gás se dissipa no ar e não coloca em risco os ocupantes do veículo. 

O sistema do GNV possui uma série de dispositivos de segurança. 

Esses dispositivos controlam o comportamento do gás em caso de excesso de pressão, temperatura e fluxo. 

Há ainda um dispositivo especial que bloqueia grandes vazamentos e um sensor que é responsável pela dissipação do gás quando o cilindro é expostos a altas temperaturas para que o sistema não entre em combustão. 

Se a modificação for feita em uma oficina especializada, você pode confiar! 

É preciso manter combustível líquido no tanque? Verdade

Essa é uma verdade! 

para garantir o funcionamento adequado do motor e evitar problemas no sistema de injeção eletrônica de combustível líquido do veículo, é preciso manter gasolina ou álcool no tanque.

O reservatório de partida a frio também precisa ser mantido com gasolina. 

Os sistemas mais modernos de injeção de gás que já saem instalados de fábrica possuem uma pequena injeção de combustível líquido contínua. 

Isso serve para manter o sistema de alimentação lubrificado e a  limpeza de válvulas em dia. O simples fato do combustível bater na válvula por si só já causa a limpeza. 

Sem o combustível líquido o desgaste da válvula é mais intenso. 

Outro ponto importante que precisa ser lembrado é que o número de postos que oferecem gás natural é menor do que os que  oferecem combustível líquido. 

Assim, é melhor prevenir e garantir uma reserva de álcool ou gasolina no tanque. 

O motor perde um pouco de potência com GNV? Verdade 

Em continuação aos nossos mitos e verdades sobre o GNV, temos aqui uma verdade tida por muitos como mentira. 

Um conjunto de fatores faz sim, com que o motor do carro perca um pouco de potência com a instalação do Kit de GNV. 

Motor perde um pouco de potência com GNV

O principal motivo disso é que os motores a combustão dos veículos que conhecemos não foram projetados para a queima do GNV. 

Ou seja, eles não são otimizados para esse tipo de combustível. 

Assim, é natural que percam performance. 

A instalação do Kit GNV afeta o ressarcimento do seguro auto? Verdade

Qualquer tipo de alteração que for feita no veículo deve ser comunicada à seguradora.

A negativa do sinistro pode ocorrer se um incidente for causado por algum componente que foi adicionado depois da vistoria. 

A mudança causada pela instalação do Kit GNV também afeta o preço do seguro auto. 

Isso porque ela agrega valor ao veículo, além de deixá-lo mais propenso a roubos e acidentes. 

Assim, é preciso fazer a instalação em uma empresa homologada pelo Inmetro, caso contrário o segurado perde o direito à garantia.

Por isso, se seu carro está segurado e você está pensando em instalar um Kit de GNV, converse com a sua seguradora antes de mais nada. 

É preciso registar meu carro no Detran depois de instalar o Kit de GNV? Verdade

O que poderia parecer mentira, é verdade. 

Para que seu veículo movido a GNV esteja dentro das leis do seu estado, a instalação deve antes de tudo, acontecer em uma empresa credenciada pelo Inmetro.

Depois da conversão, o veículo deve ser levado até um posto de inspeção, também acreditado pelo Inmetro. 

Depois da instalação e da inspeção as notas dos serviços devem ser apresentadas para o Detran do seu estado, para que o registro da alteração possa ser concluído. 

Como é fácil de notar, trata-se de um negócio um tanto quanto burocrático.

O GNV é menos lesivo à saúde do que outros combustíveis? Verdade

Os combustíveis derivados do petróleo, como gasolina e diesel ou de cana de açúcar, como o etanol, emitem gases nocivos ao meio ambiente e ao ser humano. 

O Gás Natural Veicular não foge disso, mas a emissão de CO2 proveniente da queima em automóveis é até 20% menor do que a dos combustíveis citados. 

Assim, quem opta por instalar o kit de GNV acaba rodando de maneira mais sustentável e ecológica. 

É mais difícil adulterar GNV do que combustíveis líquidos? Verdade

Aqui tínhamos mais uma história entre os mitos e verdades sobre o GNV que fazia muita gente discutir.

As análises de qualidade dos gás natural veicular são estudadas antes da sua distribuição. 

De acordo com a lei nº 16 de 17/6/2008 da ANP, está previsto o envio de dados de análise da qualidade do GNV realizados tanto pelo carregador, quanto pelo transportador. 

Para adulterar o GNV o posto iria precisar instalar um novo compressor para adicionar ar ao gás, o que seria inviável do ponto de vista financeiro. 

O GNV estraga o motor do carro? Meia verdade

E aqui temos o nosso último da nossa série de mitos e verdades sobre o GNV. 

Muita gente diz que o GNV estraga o motor do carro e isso é uma meia verdade. 

A adequação do combustível para o gás natural não se trata de uma conversão literal para o GNV. 

Isso porque o motor ainda continua a funcionar com etanol ou gasolina e assim, essa adaptação pode causar alguns probleminhas. 

GNV pode danificar o motor do carro a longo prazo!

O motor dos carros que foram adaptados ao gás podem ter problemas a longo prazo, por não terem a limpeza da válvula de maneira frequente, como citamos anteriormente. 

O ideal então, é trocar o óleo lubrificante dentro de um intervalo adequado para garantir que a parte debaixo do motor fique protegida. 

Conclusão

E depois de desvendar mitos e verdades sobre o GNV, cabe a cada um avaliar as necessidades, gastos e burocracia envolvida no processo. 

Mas já é possível adiantar algo importante: O GNV não é pra todo mundo, embora com o combustível custando os olhos da cara, muitos sintam vontade de migrar para uma opção mais barata. 

Uma saída para quem visa economizar com combustível é optar por veículos híbridos. 

Mas assim, como os carros modificados para GNV existem vantagens e desvantagens nesse tipo de carro. 

Que tal conhecer os prós e contras e alguns modelos que podem ser comprados por aqui?

Ficou curioso? Quer saber mais? Então, é só clicar abaixo para ficar por dentro do assunto! 

Conteúdo Recomendado
vantagens e desvantagens do carro híbrido

Vantagens e desvantagens do carro híbrido

Conheça os pontos positivos e negativos de ter um veículo híbrido no Brasil

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Não feche negócio: 10 Carros 0km que você deve evitar

Não feche negócio antes de ler esse artigo com os 10 carros 0km que você deve evitar de comprar!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Você já parou para pensar que existem carros 0km que você deve evitar? Parece louco, mas é a pura verdade. Existe uma série de modelos que não devem ser comprados por uma série de motivos.

Pensando em te manter informado nós do Senhor carros separamos 10 modelos de carros 0km que você não deve comprar. As razões são as mais distintas e vão desde incerteza de continuidade até o preço em si. 

Carros 0km que você deve evitar

Se você está prestes a comprar um carro aqui vai um aviso: Não feche negócio antes de ler o artigo de hoje. Ele pode salvar o seu bolso! 

10 carros 0km que você deve evitar

Conheça agora quais são os 10 carros 0km que você deve evitar. 

10. Mitsubishi ASX

O Mitsubishi ASX é um carro legal que muita gente gosta, mas é preciso dizer que ele parou no tempo. 

O modelo é produzido há dez anos sobre a mesma plataforma e mesmo com reestilizações, ainda tem um design ultrapassado perante aos seus rivais e até mesmo quando comparados a outros modelos da marca. 

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

O acabamento é um tanto quanto simples para o seu valor. Além do mais, proprietários afirmam que o motor 2.0 Flex deixa a desejar e o pós-venda tem fama de complicado.Por fim, o preço também um tanto quanto salgado.

Existem outras opções no mercado que são mais espaçosas e mais acessíveis em termos financeiros como é o caso do Jeep Compass e o Volkswagen Tiguan Allspace. 

9. Chery New QQ

O New QQ já não pode mais nem se valer de ser o carro mais barato do país, já que o Moby é agora o detentor desse título. 

O New QQ tem uma estrutura frágil, motor fraco e sua manutenção tem fama de ser complicada. Além disso a montadora já confirmou que 2020 é o fim da linha para o modelo. 

Chery New QQ
Chery New QQ

Tão ruim quanto comprar um New QQ 0km é ter que vendê-lo no futuro. Por isso, se você tem amor ao seu dinheiro não compre os modelos remanescentes nas concessionárias por mais que isso possa parecer um bom negócio. 

8. Volkswagen Fox

Você deve estar pensando: Essa galera do Senhor Carros está louca. O Fox é um carrão! Sim… Não há dúvidas quanto a isso e vamos mostrar porque o modelo está nessa lista. 

O Volkswagen Fox ficou um pouco deslocado na linha da marca depois da chegada do Up e do Polo. O Fox hoje é vendido em três versões que vão de  R$ 51 mi a R$ 56 mil. 

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox

Só que o Polo que é muito mais moderno e mais prazeroso de pilotar, tem preço inicial na faixa dos R$ 53 mil.  

Mesmo a versão 1.6 MSI do Polo que sai por R$ 61 mil acaba tendo melhor custo benefício por conta da tecnologia e segurança e novidades estruturais. Além disso, há rumores fortes que o Fox saia de linha já em 2021.

Ter nas mãos um carro obsoleto e fora de linha é prejuízo na certa. Por isso, o ideal é evitá-lo. 

7. Nissan March

Aqui temos um motivo direto para você evitar o Nissan March 0km: 2020 é o último ano do modelo. A Nissan já confirmou que ele sai de linha. 

O modelo já vinha meio esquecido pela Nissan há algum tempo. Além do mais seu preço era um tanto quanto salgado com valores entre R$ 51 mil e R$ 56 mil. 

Nissan March
Nissan March

Seria um negócio muito melhor comprar o sedã que usa a mesma plataforma e tem ainda um porta-malas maior e amplo espaço interno. Isso sem contar que é uma versão com menos desvalorização. 

6. Renault Duster

A reestilização do Renault Duster foi uma verdadeira vergonha e não apenas por isso que ele é mais um dos carros 0km que você deve evitar.

A montadora que estava prometendo mudanças drásticas à SUV fez apenas uma maquiagem no exterior e pouco mexeu no interior e na mecânica, tirando ainda uma das versões mais vendidas que era a 4x4. 

Renault Duster
Renault Duster

A nova versão conta apenas com um tipo de motor o antigo e defasado 1.6. Para o futuro se espera o 1.3 t turboflex que entrega um ótimo custo x benefício em termos de desempenho e consumo. 

5. Citroen

A exemplo do que ocorre com o Nissan March, o Citroen C3 parece ter sido abandonado pela montadora francesa. 

O modelo que é repleto de itens de série e preços relativamente acessíveis era um chamariz para diferentes perfis de consumidores. Mas seu futuro no Brasil ainda é incerto. 

Citroen
Citroen

Seguindo o padrão atual do mercado automotivo de crossover, o C4 Cactus deve ganhar as ruas ano que vem e com isso modelos mais antigos tendem a cair no esquecimento ou até mesmo saírem de linha.

Embora a Citroen não confirme há fortes rumores de que o C3 está próximo de ser descontinuado. 

4. Fiat Grand Siena

O Fiat Grand Siena é mais um entre os carros 0km que você deve evitar. 

O modelo possui valor de entrada na faixa dos R$ 50 mil equipado com motor 1.0 e custa cerca de R$ 56 mil com motorização 1.6. No entanto existe outro sedã da mesma marca e com custo X benefício muito mais atrativo.

Fiat Grand Siena
Fiat Grand Siena

 Estamos falando do Cronos. Que embora parta de valores na faixa de R$ 58 mil vem equipado com o moderno motor 1.3 FireFly muito mais econômico e com melhor dirigibilidade sem contar os diversos itens de série. 

O Siena é um modelo ultrapassado que dificilmente vai passar por um processo de renovação. Por isso deve ser evitado. 

3. Lifan X60

O Lifan X60 tem um custo x benefício melhor que muitos outros veículos que são concorrentes. Além disso parte de uma faixa de R$ 70 mil, muito mais em conta que seus concorrentes EcoSport e Tracker por exemplo.

Lifan X60
Lifan X60

O Lifan X60 também vem recheado de opcionais de série. Mas então por que ele é um carro a ser evitado?

Simples: Existem poucas concessionárias e o modelo tem fama manutenção cara e complicada. Além do mais o modelo tem uma liquidez ruim o que o desvaloriza muito mais do que seus rivais. Triste não é mesmo?

2. Fiat Doblò

o Fiat Doblò é mais um caso de carros que não devem ser comprados 0km. 

Na verdade, modelo é uma verdadeira incógnita. Trata-se de um projeto antigo e sem nenhum tipo de renovação com um motor antigo e pouco eficiente. Além do mais o modelo só possui opção de câmbio manual e acabamento extremamente simplório.

Fiat Doblò
Fiat Doblò

O Doblò é um carro que serve para trabalhar e também para famílias que tenham algum ente portador de necessidades especiais. O modelo é muito mal visto no mercado automotivo e tem grande desvalorização.

Além do mais anualmente o Doblò é colocado na lista dos carros que podem deixar de ser produzidos. Por isso não recomendamos. 

1. Chevrolet Tracker

O Tracker vem sendo amplamente elogiado e isso é correto, afinal o modelo é muito bom e tem muita qualidade. Entretanto não se trata de um modelo que deve ser comprado 0km. 

A justificativa são: preço, plataforma e comparação com um veículo da mesma marca.A versão de entrada do Tracker parte de R$ 85 mil. Já a versão top de linha do Onix Plus custa R$ 80 mil.

Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker

O Tracker e o Onix Plus usam a mesma plataforma e o mesmo motor. Enquanto o Tracker vem pelado, por R$ 5 mil a menos o Onix Plus vem completão.

Assim, se você está pensando em comprar um Tracker 0km reveja com calma e dê valor ao seu suado dinheiro. 

Conclusão

E na sua opinião? Além dos modelos que mostramos aqui tem mais algum modelo que não deve ser comprado 0km? Se sim, deixe um comentário pra gente contando qual é o modelo.

Depois de conhecer os modelos de carros 0km que você deve evitar, que tal conhecer modelos baratos que são exemplos de segurança? Para isso, é só clicar no botão abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta