Siga nas Redes Sociais

Listas

Descubra quais são os hatches mais econômicos do Brasil

Por

Murilo C. 

| Publicado em

Hatches são conhecidos por serem compactos, funcionais, práticos e acima de tudo por conta de sua capacidade de economia de combustível. A exemplo do que ocorre com os SUVs, o setor dos hatches compactos também está repleto de modelos, mas você sabe qual é o mais econômico?

Se você não tem a resposta, fique tranquilo, pois nós do Senhor Carros vamos responder no artigo de hoje quais são os hatches mais econômicos do Brasil. 

hatches mais econômicos do Brasil

Se você está pensando em comprar um hatch compacto, nossa sugestão é que você leia o nosso texto a seguir antes de fechar negócio, afinal, economia nunca é demais, não é mesmo?

Partiu conferir quais são os hatches mais econômicos do Brasil 

ANÚNCIOS

Saiba quais são os 5  Hatches mais econômicos do Brasil

Confira agora nossa lista com os 5 Hatches mais econômicos do Brasil!

ANÚNCIOS

5. Chevrolet Onix LTZ 1.0 MT

O Chevrolet Onix LTZ 1.0 possui motor turbo Flex de três cilindros e uma coisa podemos falar para você: Ele anda bem e gasta pouco, mérito também de sua caixa de câmbio de seis velocidades. 

Embora não tenha injeção direta, as respostas do motor são rápidas e precisas, além disso há uma curiosidade. O motor entrega 116 cavalo tanto no etanol, quanto na gasolina, entretanto, quando abastecido com álcool, é possível sentir um torque um pouco mais forte. 

O Motor, batizado de Ecotec possui funcionamento suave e boa resposta em baixa rotação, circulando tranquilamente entre 1.500 e 1.000 rpm sem pedir arrego. O torque é ótimo, mas o limitador o corta em 6.000 rotações por minuto, mas até lá o turbo fica cheio e responde de maneira pronta ao acelerador, deixando o motorista à vontade em todas as marchas. 

Onix
Chevrolet Onix LTZ 1.0 MT

Nas retomadas, mesmo como uma transmissão não esportiva, o Onix LTZ não fica devendo para carros com motor maiores do que o famigerado 1.0. Os engates são suaves e funcionais e dificilmente será necessário “encaixar” alguma marcha. Trancos praticamente não existem. 

No dia a dia o câmbio manual é mais do que o suficiente, assim como sua embreagem que é bem macia. Como citado, o modelo possui seis marchas, sendo a sexta recomendada para manutenção de giro em estrada, capaz de causar economia. 

E por falar em economia, esse que é um dos hatches mais econômicos do Brasil, possui uma média combinada de 13,9 km/L. 

ANÚNCIOS

4. Fiat Argo Drive 1.0

O Argo Drive 1.0 possui sob o capô o valente motor Firefly 1.0 6V Flex, com três cilindros aspirados capaz de gerar 72 cavalos com gasolina e 77 com etanol, e é ele que faz o modelo entrar na lista dos hatches mais econômicos do Brasil. 

O motor surpreende por conta do seu torque. Inclusive sua força aparece por volta das 2.500 rpm, não sendo necessário esgoelar o motor para que se obtenha um bom torque.

Todas essas características fazem do Argo Drive 1.0 um carro esperto que enfrenta tanto o trânsito, quanto a estrada sem grandes dificuldades.

Porém, ele precisa de uma relação íntima com a embreagem, principalmente antes de encarar alguma ladeira ou se precisar parar em alguma subida mais íngreme. 

A caixa de manual da Fiat ainda é algo que deixa a desejar, pois continua imprecisa e de curso longo - longe de ser um exemplo - e, para piorar, ela utiliza o mesmo escalonamento para diferentes motores e modelos, o que acaba por prejudicar a eficiência e entrega de torque de cada um. 

Fiat Argo Drive 1.0
Fiat Argo Drive 1.0

Quando lotado, com pessoas ou com o porta-malas cheio, algumas limitações podem aparecer.

Na estrada, o Argo 1.0 se porta como todo carro dessa potência. Ultrapassagens exigem grandes margens e cautela, pois mesmo com reduções de marchas, o carro pode levar um tempo um pouco mais excessivo para a manobra. 

O consumo combinado do Argo 1.0 é positivo, ficando na faixa de 14,1 km/L. 

ANÚNCIOS

3. Fiat Argo Drive 1.3

A medalha de bronze dos Hatches mais econômicos do Brasil e do Fiat Argo 1.3. Como citado, o motor é um moderno 1.3 de quatro cilindros capaz de atingir os 109 cavalos quando abastecido com etanol. 

Seu desempenho surpreende ao apresentar respostas sensíveis com bom torque desde as faixas rotações. Embora a velocidade final não seja o forte dessa versão, o projeto se destaca pela força, que na prática é traduzida com boa dirigibilidade e baixo consumo. 

Fiat Argo Drive 1.0
Fiat Argo Drive 1.3

O desempenho na cidade é muito bom, sendo uma boa opção para encarar subidas sem grandes dificuldades. Na estrada, ultrapassagens são feitas sem a necessidade de grandes reduções, uma vez que, devido ao torque, é relativamente simples manter as velocidades altas em constância. 

E por fim, temos o consumo combinado com média de 14,6 km/L. 

ANÚNCIOS

2. Renault Kwid Zen

No segundo lugar dos hatches mais econômicos do Brasil temos o Renault Kwid Zen, que tem sob seu capô um motor 1.0 SCe Flex de três cilindros. O mesmo utilizado em modelos maiores, como o Logan e o Sander, mas com algumas mudanças para simplificar seu funcionamento e consequentemente reduzir seus custos de fabricação. 

O motor do Kwid perdeu o sistema duplo de comando de válvulas variáveis, além do coletor de escape integrado ao cabeçote. Essas alterações deixam a produção mais barata, além de diminuir o peso do conjunto, embora torque e potência também tenham diminuído. 

Quando abastecido com etanol, o motor atinge os 70 cavalos de potência. Já com gasolina, a cavalaria é de 66.

Com um câmbio de seis marchas e torque e potência “diminuído”, o Kwid Zen não tem um desempenho ruim, afinal, o modelo é leve e pesa somente 779 quilos, o que aumenta sua relação peso x potência.

Renault Kwid Zen
Renault Kwid Zen

No geral, o Kwid Zen possui um desempenho digno de um carro 1.0 não tão moderno, e ao rodar com ele é possível concluir que ele foi desenhado com o foco para cidade e não para estradas.  

Por ser muito leve, ele não tem um bom comportamento em velocidades altas, principalmente em rodovias, o que pode passar a impressão de insegurança para seus ocupantes.

No que diz respeito ao consumo, o Kwid Zen apresenta bons números, com uma média combinada de 14,7 km/L.

ANÚNCIOS

1. HB20 evolution 1.0 MT

E no topo do pódio dos hatches mais econômicos do Brasil está o HB20 Evolution 1.0 com câmbio manual.

A principal novidade do modelo, como era de se esperar, é o motor 1.0 turbo da família GDI com injeção direta de combustível, três cilindros, turbocompressor e intercooler com 120 cavalos e torque de 17,5 kgfm, tanto com gasolina quanto com etanol. 

O câmbio manual de cinco marchas proporciona trocas precisas e funcionais. O modelo enfrenta tranquilamente os percalços das cidades, e apresenta bom desempenho nas estradas, com facilidade de manutenção de velocidade.

Apenas em caso de ultrapassagem que o modelo precisa de um pouco mais de espaço com reduções mais pesadas. 

Por ter um motor de três cilindros, seu desempenho é semelhante ao do Onix. Entretanto, seu consumo combinado de 15 km/L o coloca no topo da nossa lista dos hatches mais econômicos. 

HB20 evolution 1.0 MT
HB20 evolution 1.0 MT

Depois de conhecer quais são os hatches mais econômicos do Brasil, que tal conferir outra lista interessante feita por nós?

Estamos falando daqueles carros que devem ser evitados em 2020.

Para saber quais são eles, é só clicar no botão abaixo.

ANÚNCIOS
ANÚNCIOS

Em Alta