Artigos

Faça você mesmo! Incrível Guia de cuidados caseiros com o carro

por

Senhor Carros

Publicado em

| Atualizado em

Ter um carro é uma das sensações mais prazerosas da vida. Entretanto, só quem é proprietário de um veículo sabe como manter o automóvel funcionando adequadamente pode ser trabalhoso. Cuidados caseiros com o carro são ótimas maneiras de economizar um dinheiro, ganhar conhecimento e de quebra manter veículo funcionando adequadamente. 

Se você busca manter seu carro em ordem, preza por economia e quer aprender sobre reparos caseiros, então não deixe de conferir as dicas que nós do Senhor Carros separamos hoje para você. 

Cuidados caseiros com o carro
ANÚNCIOS

Cuidados caseiros com o carro: Aprenda a realizar pequenos reparos

Pagar seguro, IPVA, ter que lidar com possíveis multas, combustível e estacionamento. Esses são algumas das despesas mais comuns que um proprietário de carro encontra, o que faz com que muita gente até desista da delícia que é ter um carro. 

Ter um automóvel dá gastos? Sim, mas existem formas de economizar, e a realização de cuidados caseiros com o carro é a melhor em temos de guardar aquele dinheiro, que pode ser reinvestido no próprio carro. 

Mostraremos agora, os principais cuidados caseiros com o carro que você mesmo pode fazer na garagem da sua casa. Confira!

ANÚNCIOS

Para cuidar do seu carro é preciso conhecê-lo

Antes de realizar cuidados caseiros em seu carro existem algumas questões que precisam ser respondidas.

Você realmente conhece o funcionamento do seu veículo? Quais são os principais componentes mecânicos? Onde eles ficam? Quais defeitos eles podem apresentar? Além dessas perguntas, existem muitas outras. Por isso, antes de pensar em praticar uma manutenção caseira, é preciso ter o básico de conhecimento. 

Lógico que há muito conhecimento na internet, com uma série de tutoriais que ensinam muitos tipos de cuidados caseiros com o carro que você pode seguir para fazer a manutenção por si só. 

Mas tenha em mente que em alguns casos isso pode ser perigoso. Na verdade, existem poucas coisas que uma motorista leigo está habilitado a fazer em seu veículo sem causar nenhum tipo de dano ou prejuízo às peças e com segurança. É importante ter em mente que com a evolução tecnológica, os componentes veiculares se tornaram mais complexos do que eram, cinco, dez anos atrás

E é justamente essa complexidade atual que pode dificultar reparos que antigamente podiam ser feitos pelos proprietários, ao invés de recorrer a uma oficina. 

Motivos para conhecer seu carro

Conhecer seu carro não serve apenas para realização de cuidados caseiro por conta própria. É importante estar familiarizado com seu veículo para compreender o funcionamento e a importância de seus componentes para a segurança de condução. 

Assim, se você conhecer seu automóvel de maneira específica e somar a isso um conhecimento básico de mecânica, será capaz de evitar problemas e ainda poderá economizar dinheiro com algumas manutenções. 

Aprender
É importante ter conhecimento básico para cuidar do seu carro

Mas aqui cabe um aviso! É importante conhecer o limite dos cuidados caseiros com o carro e com isso saber que existem muitos casos onde apenas um mecânico de sua confiança poderá solucionar o problema.  

Com isso em mente, é chegada a hora então de aprender quais são as principais manutenções caseiras que você pode fazer em seu carro!

ANÚNCIOS

Verificação e completação de fluídos

O simples ato de verificar semanalmente os fluídos do seu carro já uma grande ação de manutenção caseira com seu automóvel. Importante lembrar de que essa verificação deve ser feita com o motor frio. 

O primeiro passo, é observar se o fluído de arrefecimento está nivelado de maneira adequada, de acordo com a marcação presente no reservatório. Caso esteja abaixo, basta completar, usando o fluído que é indicado pelo fabricante. Essa informação está disponível no manual do proprietário. 

Quanto à verificação do óleo do motor, aquela sempre oferecida nos postos de combustível é extremamente simples de ser feita em casa, também. Basta retirar a vareta do motor, limpando com um pano ou toalha de papel para retirar os resíduos. Em seguida, é só colocá-la de volta e puxar para verificar se o nível bate com a marcação. 

fluídos
Cuidar dos fluídos é importante e extremamente barato

É natural que o nível do óleo esteja um pouco baixo, para contornar o problema, basta apenas completar com o mesmo óleo que foi usado na troca anterior. Lembrando que a aferição e a completação devem ser feitas com o carro desligado e o motor frio. 

Substituição das paletas do limpador

Aqui temos mais um exemplo de cuidados caseiros com o carro extremamente simples de ser feito. 

Os limpadores de para-brisa não podem ser esquecidos, uma vez que são importantes itens de segurança, seja nas estradas ou dentro da cidade. Por estarem sempre expostos, esse item tem uma vida útil bastante limitada perto de outras peças, cerca de seis meses ou até que comecem a ressecar ou riscar o vidro. 

Paletas
Substituição das paletas é barato e promove segurança

A troca de paletas é simples. Basta de ter um pouco de cuidado para não forçar o braço do limpador quebrando-o. As paletas podem ser encontradas em auto-peças ou postos de combustível, é preciso apenas encontrar um modelo que seja compatível com seu veículo. 

ANÚNCIOS

Troca de óleo lubrificante e filtro

É muito comum que as pessoas façam a troca do óleo lubrificante e do filtro em oficinas ou até mesmo em postos de gasolina. Mas se você tiver o mínimo de conhecimento mecânico e um pouco de espaço, é possível fazer a troca em sua casa, mesmo.

Para isso, é preciso deixar o motor desligado, retirar o parafuso do cárter e deixar o óleo escorrer em algum recipiente. Após o óleo escorrer, o reservatório deve ser fechado novamente.

Antes de colocar a nova solução, aproveite para trocar o filtro, retirando-o com uma ferramenta específica para essa finalidade. Basta tirar o filtro velho e colocar o filtro novo e encher de óleo lubrificante logo em seguida. 

óleo
Troca de óleo e filtros pode ser feita em sua garagem

As especificações de quais tipos de filtro e óleo utilizar, assim como a quantidade, também estão disponíveis no manual do proprietário. Após toda a retirada do óleo, lembre-se de levar o produto a um local adequado para descarte.

Checagem dos pneus

Esse é um dos cuidados caseiros com o carro mais simples de ser feito em casa. A checagem é uma tarefa importante, pois permite verificar se os pneus estão murchos, se houve danos na roda, se há algum furo e por fim notar se há algum desgaste irregular ou se o pneu está careca. 

A checagem dos pneus devem ser feitas semanalmente pelo proprietário do veículo, assim como a calibragem. Pneus descalibrados promove desgastes prematuros de peças do veículo, aumenta o consumo de combustível e até pode até mesmo diminuir a eficácia dos freios. 

Pneus
Checar os pneus é simples e muito importante

Checar os pneus é um cuidado caseiro gratuito capaz de promover uma série de economias futuras, além de trazer segurança. 

Troca de bateria

Geralmente a bateria começa a apresentar algum tipo de problema com cerca de três anos de uso, esse o prazo médio de sua vida útil. A substituição do componente é extremamente simples e não requer ajuda profissional, basta apenas que você tenha as ferramentas necessárias e realize a troca em segurança. 

Para iniciar o procedimento, é preciso soltar os parafuso com uma chave específica, geralmente uma chave “L” é o suficiente. Os polos positivos e negativos estão informados com os sinais de + e – assim, comece soltando o cabo do pólo negativo e sem seguida solte o do polo positivo. 

Bateria
Embora simples, troca de bateria requer atenção

Em seguida retire a bateria com problemas e coloque a bateria nova. No entanto, na hora de ligar os cabos o procedimento deve ser o inverso, começando por conectar primeiro o pólo positivo e depois o polo negativo. 

Limpeza e substituição do filtro de ar condicionado

Aqui temos mais um exemplo simples de cuidados caseiros com carro. Caso seu carro tenha ar-condicionado, sabia que você mesmo pode fazer a manutenção do sistema? 

Vídeos simples podem ser encontrados mostrando como essa limpeza pode ser feita. Geralmente, o sistema é aberto e com a ajuda de panos de limpeza e um filtro novo, você pode limpar e fazer a substituição. 

ar condicionado
Limpeza do ar-condicionado é simples e benéfica à saúde

A limpeza do sistema, e a troca do filtro devem ser realizadas uma vez por ano. Entretanto, caso você more em uma cidade poluída, esse prazo pode ser menor.  

Restauração de faróis ressecados

É muito comum que os faróis do carro embacem com o tempo. Por ser um tipo de plástico, o sol e o clima acabam por tornar o material opaco, mas a boa notícia é que é possível resolver esse problema de maneira caseira, sem o auxílio especializado (e caro). 

O primeiro passo para restaurar faróis ressecados é descobrir se o problema é interno ou externo. 

Caso o problema seja por fora, é possível simplesmente restaurar a peça fazendo uso de uma lixa d’água e uma massa de polimento de maneira calma e precisa para não danificar ainda mais a peça.

farois
Faróis também podem ser restaurados em casa

Caso o problema seja interno, é provável que ele tenha uma rachadura e nesse caso, o melhor a ser feito é comprar um novo e realizar a troca.

Troca de para-lamas

Quem enfrenta trânsito pesado com frequência e precisa usar garagens apertadas, normalmente acaba com algum amassado no carro, e os para-lamas são as áreas mais suscetíveis a quebras e amassados, mas o que poucos sabem é que esse é um dos cuidados caseiros com o carro mais simples de serem feitos. 

A troca de para-lamas não dá trabalho, mas requer um pouco de força e envolve apenas parafuso, mas para isso é preciso soltar o para-choques antes de iniciar o processo. Dessa forma,  basta desparafusar o para-lamas abalroado e parafusar a nova peça. 

Para-lamas
Embora seja trabalhoso, também é possível trocar para-lamas em casa

É possível efetuar a troca com uma chave de fenda ou então com uma parafusadeira  elétrica. É um serviço simples, mas já adiantamos que requer um pouco de paciência. 

Remoção de riscos e arranhões

A remoção de arranhões também faz parte do rol de cuidados caseiros com o carro, porém, trata-se de um serviço bastante específico. 

É preciso ter bastante cuidado com essa tarefa. Antes de tentar reparar um arranhão é preciso ter tempo para inspecionar cada arranhão com cuidado, por isso, é fundamental que esse procedimento seja feito em uma área com bastante iluminação. É possível, inclusive usar uma lupa para uma observação mais atenta e profunda. Para esse tipo de cuidado é importante ficar atento à profundidade dos riscos. 

Muitos riscos e arranhões são superficiais e passam levemente pela cobertura da pintura. São esses os tipos de riscos que você pode facilmente remover em sua casa. 

riscos e arranhões
Riscos e arranhões superficiais podem ser consertados em casa

Para realização desse tipo de trabalho, é preciso buscar produtos específicos de polimento que podem ser facilmente encontrados em lojas de produtos automotivos. Há quem faça uso de lixa mesmo quando o arranhão ou risco é pequeno, nesses casos você deve procurar uma lixa número 2000 ou superior, lixas grossas podem danificar ainda mais a pintura do carro. 

Para casos mais simples, a aplicação de cera no local afetado com um pano polidor em seguida já é o suficiente para resolver o problema. 

Entretanto se você visualizar um risco ou arranhão com revestimento em branco, não tente resolver esse problema em casa. Nesse caso, busque uma oficina de funilaria de sua confiança. 

Troca da antena

Independentemente do tipo de antena do seu carro, ela pode quebrar. e sua troca é uma das tarefas mais simples que existem. 

Antena
Troca de antena é extremamente simples

Em modelos novos, basta apenas desparafusar a antena quebrada e parafusar uma antena nova. Caso seja um modelo mais antigo, a tarefa é um pouco mais trabalhosa, sendo necessário afrouxar os parafusos para retirar a antena velha e quebrada e colocar a antena nova. 

Conserto de amassados

E por último, mas não menos importante dentre os cuidados caseiros com o carro está o processo de desamassar os amassados. Afinal, quem nunca deu uma barbeirada que atire a primeira pedra. 

Existem diversas formas de desamassar o carro de maneira caseira. Separamos aquelas que são as mais funcionais. 

1. Água quente e água fria

Como se sabe, o calor é capaz de tornar materiais mais maleáveis e flexíveis. Sendo assim, a sugestão é esquentar uma panela de água e despejar de maneira lenta sobre a parte amassada do seu carro.

Às vezes, o simples ato de jogar a água quente pode fazer com que a lataria volte a ser como era de maneira instantânea devido ao processo de dilatação. 

Caso seja uma parte plástica, como um pára-choques ou para-lamas, a peça ficará mais maleável e suscetível ao processo de desamassar.

Nesse caso, é possível despejar a água quente ou passar o pano umedecido sobre o amassado e empurrá-lo para o local original. Para realizar esse empurrão, é possível usar as próprias mãos ou então um martelo de borracha. 

Em áreas difíceis de serem acessadas , onde não é possível alcançar por meio de batidas ou empurrões é possível usar água bem gelada logo após ter utilizado a água quente. 

água
Água é uma ótima opção para amassados

O Objetivo dessa técnica é bem simples. Através da variação de temperatura, as moléculas plásticas em um primeiro se afastam por meio do calor e logo em seguida se unem, por meio do contato com a água fria, o que faz com que a carroceria volte à posição de origem. 

2. Desentupidor doméstico

Mesmo depois de ter jogado água quente e água fria e está esperando a lataria voltar à posição original e acha que um empurrão na face oposta da avaria seria uma boa opção para desamassá-la? 

Para isso, basta usar um desentupidor doméstico. O ideal aqui, é que se use desentupidores maiores e sem furos ou dobras, pois são mais eficientes para esse tipo de reparo. 

desentuipidor
Desentupidor é boa alternativa

Dessa forma, basta posicionar o desentupidor de modo firme no local do amassado, tentando recuperar toda a área. Assegure-se de que a pressão será aplicada no local correto e puxe de maneira delicada, mas firme.  Essa conduta deve fazer a carroceria voltar ao devido lugar. 

3. Secador de cabelo e spray de CO2 

E aqui temos a última forma de cuidados caseiros com o carro: A reversão de amassados com o uso de Spray de CO2 e secador de cabelos. 

Para isso é preciso apontar o secador na temperatura mais alta possível sobre o amassado e manter movimentos circulares no local por cerca de 2 minutos.

Após o aquecimento, aplique o spray de CO2, mas tenha cuidado e cheque antes de usar, pois elementos que causam resfriamento rapidamente, como é o caso do CO2 podem gerar bolhas ou estufar a carroceria.

Essa técnica é mais eficaz quando aplicada em áreas do carro que são menos rígidas. 

secador
Secador é importante parte do processo caseiro para desamassar o carro

Agora que você já sabe quais são os principais cuidados caseiros com o carro, é hora de colocar a mão na massa. Caso saiba de algum outro tipo de reparo que pode ser feito em casa que não citamos deixe um comentário pra gente, sua opinião e participação são muito importantes para nós!

Aproveitando que estamos falando de cuidados com o carro, você o que precisa fazer pelo seu automóvel em tempos de pandemia?

Se a resposta foi negativa, então confira os principais cuidados que precisam ser tomados com o carro no botão a seguir! 

Listas

Nacionais que não fazem falta: Os 10 piores carros produzidos no Brasil

Conheça os piores carros produzidos no Brasil e evite-os a todo custo!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Automóveis despertam uma paixão natural em muita gente e isso pode ser um problema, pois leva muita gente a pensar com a emoção e não com a razão. O fato de ser passional já fez muita gente comprar os piores carros produzidos no Brasil.

Embora passional, o consumidor brasileiro também é exigente. Uma matéria da revista Exame mostrou há anos que as montadoras se preparam para atender clientes cada vez mais exigentes. 

Piores carros produzidos no Brasil

Em tempos de crise muita gente pode acabar vendendo seu carro e comprando um carro usado como forma de manter as contas em dia, mas para isso alguns cuidados devem ser tomados. 

Como forma de refrescar a memória de muita gente e evitar trocas ruins, nós do Senhor Carros fizemos uma lista com aqueles que são os 10 piores carros nacionais já produzidos. 

Para saber quais são eles é só continuar a leitura do artigo de hoje!

Os 10 piores carros produzidos no Brasil

Conheça agora quais são os 10 piores carros produzidos no Brasil.

10. Fiat Marea

Sim! O Marea vai estar em toda lista de carros ruins. O modelo é uma unanimidade quando o assunto é carro problemático e infelizmente o modelo justifica essa horrorosa fama. 

A principal discrepância de qualidade é a necessidade de se tirar o motor por completo para para trocar uma simples correia dentada. Mas os problemas não param por aí.

Fiat Marea
Fiat Marea

Os modelos e versões do Marea tinham alguns erros inaceitáveis de projetos. Ou seja, a FIAT o tratava com um verdadeiro Frankenstein. 

Um exemplo clássico disso é o modelo 2005 que tinha um motor 2.4 de 160 cavalos e um câmbio automático de apenas 4 marchas. Além disso, o Marea é conhecido por explosões e fogo sob o capô. 

Sem sombra de dúvidas é um modelo que merece estar presente em nossa lista. 

9. Fiat Tipo

Na nona posição temos mais um veículo da montadora italiana que ficou famoso pela sua má qualidade. 

Assim como o Marea o Tipo teve a imagem manchada por casos de incêndio. Um problema nas mangueiras do sistema hidráulico da direção, fazia com que um líquido inflamável fosse despejado no motor. 

O Resultado: Fogo! Já pensou estar dirigindo e o carro começar a pegar fogo? Não dá, né?

Fiat Tipo
Fiat Tipo

O Tipo foi lançado em 1988 e até 1991 contava com uma série de opções de motor e potência. Teve até modelo movido a diesel. 

Em 1993 o Tipo passou por uma renovação e ganhou até mesmo uma versão com três portas (muito antes do Veloster). Em 1994 o modelo recebeu melhorias de segurança, até sair de linha em 1995, sendo substituído pelo Bravo. 

Até hoje o Tipo é visto como um dos piores carros produzidos por aqui. Sendo assim você deve evitá-lo a todo custo.

8. Fiat Freemont

Não. Essa lista não tem apenas carros da Fiat. Mas o Freemont é mais um caso que precisa ser citado. Principalmente os modelos mais antigos. 

Embora seja um carro amplo e com bastante espaço sendo uma ótima opção para famílias é mais um exemplar dentre os piores carros brasileiros. 

Fiat Freemont
Fiat Freemont

Muito semelhante ao Dodge Journey quando lançado contava com uma opção de câmbio automático com apenas 4 marchas. Algo que acabava com seu desempenho e aumentava o já alto consumo de combustível.

Se você gosta muito do design e o espaço do Fiat Freemont é um atrativo para você nossa sugestão é que busque as versões mais novas que passaram por melhorias no câmbio, consumo e potência. 

Caso contrário as chances de você passar raiva e virar sócio dos postos de gasolina são grandes.

7. Troller Pantanal

Além de ruim, o Troller Pantanal é um desconhecido de muita gente por conta do seu baixo número de vendas. Apenas 77 unidades foram vendidas, uma verdadeira vergonha. 

Troller Pantanal
Troller Pantanal

O Modelo foi produzido durante os anos de 2006 e 2008 e passou por um recall pelo simples fato de que sua estrutura poderia se desfazer de uma hora para outra enquanto estivesse andando. 

Hoje os modelos são comercializados são vendidos a preços MUITO baratos, mas não caia em tentação. Se você se deparar com um Troller Pantanal à venda você só deve fugir. 

6. Hyundai Veloster

Aqui temos um exemplar que causou muita confusão e sofreu com críticas pesadas da mídia especializada na época em que ainda era vendido. 

O Veloster era bonito e contava com bom acabamento interno e externo. Porém era chamado pela montadora de esportivo. 

Hyundai Veloster
Hyundai Veloster

A Hyundai anunciou que o motor dispunha de 140 cavalos quando na verdade possuía “somente” 128. Muitos proprietários se sentiram lesados e processaram a montadora que precisou pagar multa por propaganda enganosa. 

A falta de potência do motor aliada ao escândalo fez o modelo se tornar um dos piores carros produzidos no Brasil. Afinal ninguém gosta de ser enganado.

5. Lada Laika

O Laika chegou ao Brasil no início da década de 1990 e tinha na confiabilidade mecânica o seu ponto alto. Além disso a tração traseira fazia do modelo uma opção interessante e divertida de dirigir.

Lada Laika
Lada Laika

Entretanto embora fosse produzido no Brasil o modelo foi desenvolvido com tecnologia para rodar com gasolina pura, assim como era na Rússia seu país de origem. Por aqui a gasolina era diluída com etanol e isso acabou com o desempenho do Laika. 

4. Peugeot Hoggar

A Peugeot Hoggar é outro exemplo crônico de carro ruim fabricado em solo nacional. 

A pequena picape foi produzida para brigar com Montana, Saveiro e Strada. Sendo as duas últimas líderes de no segmento. 

Peugeot Hoggar
Peugeot Hoggar

Sem nenhum tipo de experiência anterior no segmento de pequenas picapes a Hoggar se mostrou fraca e com alto consumo de combustível quando estava com a caçamba carregada. 

Além disso muitos exemplares sofrem um desgaste precoce na suspensão. O que aumenta os gastos dos proprietários com manutenção muito antes do considerado ideal. Por isso é um modelo com lugar cativo em nossa lista. 

3. Citroen Xantia

Muito do receio que os brasileiros possuem com os carros da Citroen é proveniente de tempos antigos e o Xantia tem sua parcela de culpa nisso. 

O Xantia era considerado um carro à frente do seu tempo quando foi produzido. Com uma ampla gama de itens de série até agradava em um primeiro momento. Mas se seus proprietários precisassem de mão de obra especializada estavam literalmente perdidos.

Citroen Xantia
Citroen Xantia

Com tecnologia alta para a época e com componentes sofisticados eram poucos o que sabiam mexer nos seus sistemas elétricos e hidráulicos. E isso fazia qualquer tipo de reparo se tornar uma fortuna! 

Além do mais seus motores eram fracos para época quando comparados aos concorrentes nacionais já consolidados como era o caso do Volkswagen e Chevrolet, por exemplo. 

2. Simca Chambord

A Simca era uma montadora francesa que produziu carros no Brasil entre as décadas de 50 e 60. 

A montadora quis trazer aos brasileiros veículos com linhas americanas e conseguiu! Pelo menos em teremos de visual. 

Simca Chambord
Simca Chambord

O Simca Chambord que ganhou até música era bonito e espaçoso mas não andava nada. O modelo que era pesado possuía sob o capô um motor V8 com míseros 80 cavalos que era insuficiente para empurrar nas ruas e estradas. 

Nos dias atuais até mesmo os colecionadores fogem do Simca Chambord e o consideram um dos piores carros já produzidos em terras nacionais 

1. Gurgel BR 800

E como não poderia faltar temos também o Gurgel. 

Lançado em 1987 o Gurgel BR 800 tinha uma proposta louvável: ser um modelo barato, popular e 100% nacional. 

Na época o objetivo era fazer com que o modelo não custasse mais de 3 mil dólares. Mas por conta de uma série de problemas fiscais o modelo acabou sendo lançado na média dos 7 mil dólares. 

Gurgel BR 800
Gurgel BR 800

Apelidado de feinho até hoje, o modelo rodava incríveis 25 km por litro, não tinha correias e dispunha de refrigeração à água. No entanto não deslanchou em vendas. 

Sua performance era ruim e seu preço ficou muito semelhante aos de concorrentes da época, como é o caso do Uno Mille. Assim, o BR 800 é considerado por muitos até hoje como um dos piores carros produzidos no Brasil. 

Conclusão

Agora queremos saber a sua opinião. Concorda ou discorda com a nossa lista? Deixe um comentário contando quais são os seus motivos. 

Depois de conhecer os piores carros produzidos no Brasil, que tal conhecer modelos raros produzidos aqui que você nem sabia que existiam? Para saber quais são eles é só clicar no botão abaixo.

Continuar Lendo

Em Alta