Artigos

Quer dirigir um carro elétrico, mas não tem grana? Beepbeep é solução

Tem vontade de dirigir um carro elétrico pensando no meio ambiente, economia, mas não tem grana para comprar um exemplar? Não se preocupe, a Beep Beep é a solução para você!

por

Murilo C.

Publicado em

ANÚNCIOS

Beepbeep veio para ficar

O crescimento de veículos elétricos é uma realidade em todo o mundo e no Brasil não é diferente. Embora aqui a hibridização pareça ser o caminho mais plausível em um primeiro momento, a verdade é que estamos em um caminho sem volta rumo à eletrificação, e um exemplo claro disso é a atuação da Beepbeep no Brasil. 

Conteúdo Recomendado
alugar carro elétrico

Como alugar carro com a Beepbeep?

Saiba quais são os passos para alugar um veículo elétrico com a Beepbeep

Como muitos sabem, somos especialistas em veículos e abordamos os mais variados assuntos que envolvem automóveis. 

E hoje trazemos à tona um tema que embora não seja tão novo assim, ainda não é conhecido de muita gente. 

Estamos falando da Beepbeep, uma startup de car sharing apenas de veículos elétricos que já está funcionando em algumas cidades brasileiras. 

No artigo de hoje vamos mostrar todo o seu aparato de funcionamento e te mostrar quais são os caminhos para, enfim, pilotar um modelo elétrico. 

E aí? Quer se locomover pelos grandes centros de maneira sustentável e barata sem nenhum tipo de perrengue? É só continuar lendo o artigo de hoje. 

Partiu?

Beepbeep entra na tendência crescente do carsharing

O carsharing, que é o compartilhamento de veículos, ainda não tem a mesma força no Brasil em relação aos países europeus. 

Mas esse tipo de serviço vem se difundindo, principalmente em tempos de Covid-19, já que evita aglomerações em transporte público e é um dos conselhos mais importantes para evitar adoecer. 

Para se destacar de empresas que já oferecem esse tipo de comodidade, como é o caso da Turbi, por exemplo, a Beepbeep aposta num diferencial que realmente chama atenção: uma frota composta 100% de carros elétricos. 

O compartilhamento de carros veio na esteira da invasão de patinetes e bicicletas compartilhados que foram uma verdadeira febre algum tempo atrás, com as empresas Grin e Yellow. 

O movimento ocorre também, junto do crescimento do uso dos apps de corrida e da tendência de parte das pessoas trocarem o carro próprio por deslocamentos feitos a partir de ferramentas oferecidas por diferentes empresas e aplicativos. 

Enquanto os patinetes e bicicletas tiveram vida curta, o compartilhamento de carros segue firme e em crescimento saudável. 

Oportunidade e facilidade

Operando desde o fim de julho de 2019 no estado de São Paulo, a Beepbeep atua nas cidades de: São Paulo e São José dos Campos. 

A meta é expandir as operações para outras praças, como a cidade de Barueri, que em breve deve receber os elétricos. Avançar em outros estados também está nos planos da startup. 

"O usuário paga mais caro se decidir pegar um Uber ou um ônibus entre São Paulo e São José dos Campos, então por isso decidimos ir para as cidades do interior", afirma Fábio Fagionato, co-fundador da beepbeep.

O investimento inicial da empresa foi na faixa dos R$ 3 milhões para desenvolver um aplicativo e comprar veículos elétricos. 

Os veículos tem como base estacionamentos de parceiros, entre supermercados, centros comerciais, condomínios corporativos e hotéis, onde são encontrados pelos clientes e também podem ser deixados. 

Parte desses pontos possui sistema de recarga que permite recarregar o sistema em até duas horas. 

Fabio Fagionato, presidente executivo e cofundador da Startup, diz que a maior vantagem da Beepbeep ao apostar nos veículos elétricos é a atratividade que eles oferecem na hora de buscar parcerias por seu apelo à sustentabilidade. 

Desafios da empresa

Embora seja uma empresa inovadora, a Beepbeep tem grandes desafios pela frente para que o negócio realmente se torne rentável. 

Embora experiência e apelo ambiental sejam importantes para muita gente, esses fatores têm menor peso se o preço for elevado. 

O preço é determinante na hora que uma pessoa precisa escolher entre alugar um carro elétrico ou andar com um veículo cujo motor é à combustão. 

Beepbeep é oportunidade repleta de desafios!

Por isso o preço da locação hoje é equivalente aos modelos tradicionais. 

Outro desafio encarado e que está sendo superado pela startup é o de que o carro elétrico é ainda mais caro que um modelo tradicional equivalente. 

Seguindo o Fagionato, o investimento para cada veículo foi de cerca de R$ 150 mil, mas como sabemos, conforme a tecnologia avança, em especial, falando de baterias, o custo deve baixar. 

Mesmo com o alto custo, a Beepbeep é uma aposta que veio em boa hora devido à popularização dos modelos de aluguel de veículos por aplicativos, de um lado, e pela possibilidade de a startup ser pioneira em um mercado com grande potencial de crescimento.

A ideia por trás de toda a operação, é estar bem posicionado no mercado quando empresas maiores, inclusive montadoras, começarem a lançar serviços semelhantes. 

Aluguel de carros elétricos não é novidade no Brasil

Embora pouca gente saiba ou até mesmo se lembre, a Beepbeep não é a primeira a experimentar o modelo no Brasil. 

No ano de 2018, a startup Urbano chegou a ter 60 veículos elétricos para locação em São Paulo. 

A companhia, que permitia que seus veículos fossem estacionados na rua, enfrentou dificuldades como a depreciação, roubos e avarias por conta de inundações, além de uma série de problemas na hora de transferir multas para os usuários. 

Como na Beepbeep os carros não ficam estacionados na rua, esses problemas não se repetem, o que dá grande fôlego para a empresa. 

Urbano foi pioneira da locação de carros elétricos no Brasil, mas enfrentou dificuldades

No final do ano, a Urbano acabou por mudar o seu modelo de negócios e agora se chama Ucorp e se dedica a atender outras empresas, oferecendo serviço de locação de carros e digitalização da gestão. 

A startup não desistiu de trabalhar com carros elétricos e tem como objetivo para cada cliente, substituir anualmente de 3% a 5% da frota por veículos do tipo, com o intuito de colaborar para um ambiente mais sustentável. 

Renault Zoe foi o primeiro escolhido da Startup

O modelo para dar início à toda operação foi o Renault Zoe. 

De acordo com os fundadores da startup, o modelo acabou sendo uma escolha óbvia pelo fato de ter uma série de vantagens e atributos que estariam alinhados com a filososofia da empresa, tais como tecnologia e desempenho; design, zero emissão, autonomia e facilidade de carregamento. 

Vamos falar sobre cada um desses atributos agora. 

Tecnologia e desempenho

O Renault Zoe possui tecnologia de última geração.Com 100% de torque desde o início, ele vai de 0 a 50km/h em 4s. 

Além disso, possui baterias que não viciam, regeneração de energia e é projetado para garantir máxima eficiência dos componentes. 

O modelo possui menos peças do que um carro a combustão, otimizando a manutenção e garantindo melhor desempenho no aproveitamento da energia.

Design

As inovações do Renault Zoe vão muito além da mobilidade. Com linhas suaves, fechaduras integradas ao vidro, lanternas de LED e rodas diamantadas 16", ele traz a identidade elétrica em todo o seu design e comprova a sua exclusividade em cada detalhe, assim como a empresa. 

Zero emissão

Com sistema de bateria Zero Emission 40 e motor elétrico, o Renault Zoe não emite poluentes, ruídos de motor ou de mudança de marcha, ele é um autêntico Zero Emissão.

Autonomia

O modelo possui uma bateria com autonomia para mais de 300 quilômetros e tecnologia de recarga regenerativa durante a frenagem, além de ser fácil e super rápido recarregá-la.

Facilidade de carregamento

O Renault Zoe Conta com um sistema de carregamento que se adaptaa diferentes níveis de potência, o Chameleon Charger™ capta a quantidade máxima de energia disponível, reduzindo o tempo de carregamento através do WallBox, otimizando a sua rotina.

Outros veículos

Embora o Renault Zoe ainda seja literalmente o carro chefe, a empresa deu início a compra de outros veículos, como é o caso do iEV40. 

Fabricado pela Jac, o iEV40 é um dos carros elétricos mais baratos do Brasil. Ele foi desenvolvido em parceria com a Volkswagen na China, e foi apresentado no início de 2019.

JAC iEV40 e Renault Zoe foram os escolhidos pela startup

O modelo foi totalmente inspirado no SUV T40, também da montadora chinesa. 

Seu motor possui 115 cavalos e 27,5 kgfm de torque. Segundo a montadora, as baterias do seu carro elétrico garante ao veículo uma autonomia de 300 km alcançando 130 km/h.

Entre os carros elétricos no Brasil, o iEV40 já foi o mais acessível. Quando chegou, custaria R$ 129.990, depois passou para R$ 139.990 e, agora, é oferecido por R$ 153.500

Como alugar um carro da Beepbeep? Quanto custa?

A locação de um veículo da Beep Beep é muito simples e é dividida em simples passos que incluem: 

Baixar o app, se cadastrar, locar o veículo e sair rodando. Simples e direto assim. 

Como mencionado anteriormente, um ponto importante sobre a locação dos veículos elétricos da startup são os preços. 

O valor de uma locação com a Beepbeep é muito semelhante aos preços praticados por locadoras de veículos à combustão, transporte por aplicativos e até mesmo transportes públicos. 

Existe uma taxa de locação fixa que é de R$ 9,90. Em seguida, os valores são cobrados por minutos em intervalos de tempos diferentes, conforme a tabela a seguir:

  • Até 3 horas R$ 0,79 por minuto;
  • A partir de 3 horas R$ 0,65 por minuto;
  • A partir de 6 horas R$ 0,35 por minuto;
  • A partir de 12 horas R$ 0,25 por minuto;
  • A partir de 24 horas R$ 0,16 por minuto;
  • A partir de 48 horas R$ 0,15 por minuto. 
Quanto mais você usar, menos você paga!

Como é fácil perceber, quanto mais tempo você ficar com o veículo, menos pagará por ele. 

Onde usar os veículos da Beepbeep?

Na cidade de São Paulo a Beepbeep trabalha com estações em locais privados.

Você pega o carro em uma estação e pode devolver em qualquer um outra.

As estações concentram-se nas regiões sul e oeste de São Paulo e estão instaladas em algumas unidades do Supermercados St. Marche, em estacionamentos da rede Netpark, em alguns condomínios corporativos administrados pela JLL, além de shoppings como Market Place e JK Iguatemi e hotéis como Tívoli Mofarrej São Paulo, Pullman São Paulo Ibirapuera e Maksoud Plaza Hotel.

Em São José dos Campos a beepbeep opera com uma região delimitada no mapa e estações privadas,que podem ser acessadas pelo aplicativo. 

É possível usar veículos da startup onde você quiser - em todo o território nacional mas só dentro dessa região ou nas estações é possível iniciar e encerrar corridas.

Mas é preciso muita atenção na hora de finalizar a corrida. Só é permitido encerrar corrida:

  • Dentro da região delimitada no mapa;
  • Em vagas públicas, desde que não seja proibido estacionar;
  • Nas nossas vagas exclusivas nas estações beeepbep;
  • Logo, não é permitido encerrar a viagem em locais privados (que não sejam estação da beepbeep), como: farmácias, supermercados, condôminos fechados, shoppings, posto de gasolina e etc.

É possível ainda retirar um veículo em São José dos Campos e devolver em São Paulo e Vice-versa, sem nenhum custo adicional por isso. 

Atenção com a carga da bateria

Outro ponto que precisa de muita atenção por conta dos locatários diz respeito à carga de bateria. 

Se for se movimentar por mais quilômetros do que autonomia disponível no carro verifique se tem um carregador de carro elétrico no seu trajeto e planeje-se com tempo para carregar.

Autonomia dos veículos alcança faixa dos 300 km

No app estão sinalizadas as estações de carregamento que são liberadas e o tempo de recarga.

Para conforto, comodidade e segurança todos os veículos possuem tag de estacionamentos e pedágios. Você só será cobrado pelo o que usar, no seu cartão de crédito. 

Para alugar um carro com a montadora são necessárias apenas duas coisas: Uma CNH válida e definitiva e um cartão de crédito válido. 

E se acontecer algum acidente durante a locação?

Como é de se imaginar, os veículos da startup são segurados, o que traz tranquilidade tanto para a empresa, quanto para quem está alugando. 

Em caso de acidente ou falha mecânica, basta entrar em contato com a central que você receberá todo o suporte que precisar. 

Os veículos contam com seguro de casco, contra danos, furtos, roubos, incêndios e colisões, até os limites estabelecidos conforme a apólice de seguro vigente.

No caso de alguma batida, acidente, furto ou roubo o usuário terá responsabilidade, independentemente do evento e de culpa, do pagamento da franquia do veículo ou conserto do dano, o que tiver menor custo.

Em caso de acidente, o motorista será responsável até o valor da franquia e caso ultrapasse este valor, incide a taxa de administração de 15%. Cada veículo possui um valor de franquia de R$ 6 mil. 

Como é possível notar, tanto os preços de locação, quanto de seguro são muito semelhantes aos de locadoras tradicionais. 

Conclusão

Agora que você já sabe tudo sobre a empresa, deve estar se perguntando: Ok, mas quais são os passos para alugar um veículo elétrico com a Beepbeep e sair dirigindo por aí?

A resposta para essa questão você encontrará clicando no link abaixo que vai te direcionar para um artigo exclusivo mostrando não apenas o passo a passo, mas também as vantagens de alugar um carro com startup. 

Bora conferir?

Conteúdo Recomendado
alugar carro elétrico

Como alugar carro com a Beepbeep?

Saiba quais são os passos para alugar um veículo elétrico com a Beepbeep

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Não feche negócio: 10 Carros 0km que você deve evitar

Não feche negócio antes de ler esse artigo com os 10 carros 0km que você deve evitar de comprar!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Você já parou para pensar que existem carros 0km que você deve evitar? Parece louco, mas é a pura verdade. Existe uma série de modelos que não devem ser comprados por uma série de motivos.

Pensando em te manter informado nós do Senhor carros separamos 10 modelos de carros 0km que você não deve comprar. As razões são as mais distintas e vão desde incerteza de continuidade até o preço em si. 

Carros 0km que você deve evitar

Se você está prestes a comprar um carro aqui vai um aviso: Não feche negócio antes de ler o artigo de hoje. Ele pode salvar o seu bolso! 

10 carros 0km que você deve evitar

Conheça agora quais são os 10 carros 0km que você deve evitar. 

10. Mitsubishi ASX

O Mitsubishi ASX é um carro legal que muita gente gosta, mas é preciso dizer que ele parou no tempo. 

O modelo é produzido há dez anos sobre a mesma plataforma e mesmo com reestilizações, ainda tem um design ultrapassado perante aos seus rivais e até mesmo quando comparados a outros modelos da marca. 

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

O acabamento é um tanto quanto simples para o seu valor. Além do mais, proprietários afirmam que o motor 2.0 Flex deixa a desejar e o pós-venda tem fama de complicado.Por fim, o preço também um tanto quanto salgado.

Existem outras opções no mercado que são mais espaçosas e mais acessíveis em termos financeiros como é o caso do Jeep Compass e o Volkswagen Tiguan Allspace. 

9. Chery New QQ

O New QQ já não pode mais nem se valer de ser o carro mais barato do país, já que o Moby é agora o detentor desse título. 

O New QQ tem uma estrutura frágil, motor fraco e sua manutenção tem fama de ser complicada. Além disso a montadora já confirmou que 2020 é o fim da linha para o modelo. 

Chery New QQ
Chery New QQ

Tão ruim quanto comprar um New QQ 0km é ter que vendê-lo no futuro. Por isso, se você tem amor ao seu dinheiro não compre os modelos remanescentes nas concessionárias por mais que isso possa parecer um bom negócio. 

8. Volkswagen Fox

Você deve estar pensando: Essa galera do Senhor Carros está louca. O Fox é um carrão! Sim… Não há dúvidas quanto a isso e vamos mostrar porque o modelo está nessa lista. 

O Volkswagen Fox ficou um pouco deslocado na linha da marca depois da chegada do Up e do Polo. O Fox hoje é vendido em três versões que vão de  R$ 51 mi a R$ 56 mil. 

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox

Só que o Polo que é muito mais moderno e mais prazeroso de pilotar, tem preço inicial na faixa dos R$ 53 mil.  

Mesmo a versão 1.6 MSI do Polo que sai por R$ 61 mil acaba tendo melhor custo benefício por conta da tecnologia e segurança e novidades estruturais. Além disso, há rumores fortes que o Fox saia de linha já em 2021.

Ter nas mãos um carro obsoleto e fora de linha é prejuízo na certa. Por isso, o ideal é evitá-lo. 

7. Nissan March

Aqui temos um motivo direto para você evitar o Nissan March 0km: 2020 é o último ano do modelo. A Nissan já confirmou que ele sai de linha. 

O modelo já vinha meio esquecido pela Nissan há algum tempo. Além do mais seu preço era um tanto quanto salgado com valores entre R$ 51 mil e R$ 56 mil. 

Nissan March
Nissan March

Seria um negócio muito melhor comprar o sedã que usa a mesma plataforma e tem ainda um porta-malas maior e amplo espaço interno. Isso sem contar que é uma versão com menos desvalorização. 

6. Renault Duster

A reestilização do Renault Duster foi uma verdadeira vergonha e não apenas por isso que ele é mais um dos carros 0km que você deve evitar.

A montadora que estava prometendo mudanças drásticas à SUV fez apenas uma maquiagem no exterior e pouco mexeu no interior e na mecânica, tirando ainda uma das versões mais vendidas que era a 4x4. 

Renault Duster
Renault Duster

A nova versão conta apenas com um tipo de motor o antigo e defasado 1.6. Para o futuro se espera o 1.3 t turboflex que entrega um ótimo custo x benefício em termos de desempenho e consumo. 

5. Citroen

A exemplo do que ocorre com o Nissan March, o Citroen C3 parece ter sido abandonado pela montadora francesa. 

O modelo que é repleto de itens de série e preços relativamente acessíveis era um chamariz para diferentes perfis de consumidores. Mas seu futuro no Brasil ainda é incerto. 

Citroen
Citroen

Seguindo o padrão atual do mercado automotivo de crossover, o C4 Cactus deve ganhar as ruas ano que vem e com isso modelos mais antigos tendem a cair no esquecimento ou até mesmo saírem de linha.

Embora a Citroen não confirme há fortes rumores de que o C3 está próximo de ser descontinuado. 

4. Fiat Grand Siena

O Fiat Grand Siena é mais um entre os carros 0km que você deve evitar. 

O modelo possui valor de entrada na faixa dos R$ 50 mil equipado com motor 1.0 e custa cerca de R$ 56 mil com motorização 1.6. No entanto existe outro sedã da mesma marca e com custo X benefício muito mais atrativo.

Fiat Grand Siena
Fiat Grand Siena

 Estamos falando do Cronos. Que embora parta de valores na faixa de R$ 58 mil vem equipado com o moderno motor 1.3 FireFly muito mais econômico e com melhor dirigibilidade sem contar os diversos itens de série. 

O Siena é um modelo ultrapassado que dificilmente vai passar por um processo de renovação. Por isso deve ser evitado. 

3. Lifan X60

O Lifan X60 tem um custo x benefício melhor que muitos outros veículos que são concorrentes. Além disso parte de uma faixa de R$ 70 mil, muito mais em conta que seus concorrentes EcoSport e Tracker por exemplo.

Lifan X60
Lifan X60

O Lifan X60 também vem recheado de opcionais de série. Mas então por que ele é um carro a ser evitado?

Simples: Existem poucas concessionárias e o modelo tem fama manutenção cara e complicada. Além do mais o modelo tem uma liquidez ruim o que o desvaloriza muito mais do que seus rivais. Triste não é mesmo?

2. Fiat Doblò

o Fiat Doblò é mais um caso de carros que não devem ser comprados 0km. 

Na verdade, modelo é uma verdadeira incógnita. Trata-se de um projeto antigo e sem nenhum tipo de renovação com um motor antigo e pouco eficiente. Além do mais o modelo só possui opção de câmbio manual e acabamento extremamente simplório.

Fiat Doblò
Fiat Doblò

O Doblò é um carro que serve para trabalhar e também para famílias que tenham algum ente portador de necessidades especiais. O modelo é muito mal visto no mercado automotivo e tem grande desvalorização.

Além do mais anualmente o Doblò é colocado na lista dos carros que podem deixar de ser produzidos. Por isso não recomendamos. 

1. Chevrolet Tracker

O Tracker vem sendo amplamente elogiado e isso é correto, afinal o modelo é muito bom e tem muita qualidade. Entretanto não se trata de um modelo que deve ser comprado 0km. 

A justificativa são: preço, plataforma e comparação com um veículo da mesma marca.A versão de entrada do Tracker parte de R$ 85 mil. Já a versão top de linha do Onix Plus custa R$ 80 mil.

Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker

O Tracker e o Onix Plus usam a mesma plataforma e o mesmo motor. Enquanto o Tracker vem pelado, por R$ 5 mil a menos o Onix Plus vem completão.

Assim, se você está pensando em comprar um Tracker 0km reveja com calma e dê valor ao seu suado dinheiro. 

Conclusão

E na sua opinião? Além dos modelos que mostramos aqui tem mais algum modelo que não deve ser comprado 0km? Se sim, deixe um comentário pra gente contando qual é o modelo.

Depois de conhecer os modelos de carros 0km que você deve evitar, que tal conhecer modelos baratos que são exemplos de segurança? Para isso, é só clicar no botão abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta