Avaliação de veículos

Prós e contras da Chevrolet Montana: Como é ter um exemplar

Conheça os prós e contras da Chevrolet Montana e saiba como é ter um exemplar para chamar de seu!

por

Murilo C.

Publicado em

ANÚNCIOS

Prós e contras da Chevrolet Montana

Com quase 20 anos nas costas, a Montana vem sobrevivendo no mercado por conta da qualidade da marca e do próprio veículo em si. Embora sua concorrência ofereça mais itens e sistemas de série, ela é a prova viva de que o simples funciona e também deve ser levado em consideração. Foi pensando nisso que nossos especialistas criaram esse conteúdo que mostra quais são os prós e contras da Chevrolet Montana.

Prós e contras da Chevrolet Montana

Se você tem em mente comprar uma picape compacta para uso híbrido, ou seja, que pode ser utilizada tanto para trabalho, quanto para lazer, saiba que a Montana pode ser a escolha óbvia. 

Para conferir seu comportamento no dia a dia você só precisa ler o conteúdo a seguir até o final. 

ANÚNCIOS

Prós e contras da Chevrolet Montana

Saiba agora quais são os aspectos positivos e negativos de se ter uma Chevrolet Montana para chamar de sua. 

Pró: Design

Muita gente diz que o design da nova geração da Montana que mudou em 2017 ficou pior do que o anterior. Embora isso possa ser verdadeiro, ao analisar a picape é possível concluir que se trata sim, de um veículo bonito (e diferenciado).

A Montana possui linhas retas e agradáveis e embora não salte aos olhos ela é funcional e capaz de agradar até mesmo os mais exigentes.

ANÚNCIOS

Pró: Consumo

Um dos pontos mais atrativos na Montana é o seu bom consumo de combustível. 

Mesmo em trechos urbanos a picape apresenta boas médias e consumo até quando está abastecida com etanol. 

Proprietários que utilizam a Montana para trabalhar afirmam que mesmo quando a caçamba está carregada os níveis de consumo de também são positivos, o que faz dela uma ótima compra. 

Pró: Desempenho

Aqui temos um ponto que merece destaque na nossa lista de prós e contras da Chevrolet Montana que é o seu desempenho. 

Mesmo sendo uma picape pesada, pesando pouco mais de 1 tonelada, a Montana apresenta um bom desempenho, tanto quando está com a caçamba vazia, assim como quando está carregada. 

desempenho
Desempenho da picape compacta agrada

Isso só é possível por conta de alterações específicas no motor. Muitos apontam o propulsor 1.4 Econoflex da Montana como antigo e já pouco funcional. 

Embora isso seja verdade, é preciso ressaltar que o motor passou por uma série de alterações para não ficar antigo. 

Em outras palavras, o motor é antigo, mas a tecnologia aplicada no seu interior e funcionamento é nova e isso já é o suficiente para garantir não apenas um ótimo desempenho, como bons níveis de consumo, como citado anteriormente. 

ANÚNCIOS

Pró: Tamanho da caçamba

O tamanho da caçamba é mais um ponto positivo que merece destaque na Montana. 

Quando comparada às suas concorrentes, a caçamba da Montana derruba tanto a Fiat Strada quanto a VW Saveiro. 

No total, a Montana é capaz de levar 1152 litros e carregar até 744 kg. 

Dessa maneira ela é uma ótima opção para aqueles que possuem alma aventureira e amam viajar, casais sem filhos que curte esportes de contato com a natureza e para quem busca um veículo que seja robusto e forte para trabalhar. 

Pró: Dirigibilidade

A dirigibilidade é outro ponto que agrada bastante e não poderia ficar de fora da nossa lista de prós e contras da Chevrolet Montana. 

Como a suspensão foi projetada para suportar grandes volumes de cargas, a Montana é um tanto quanto estável. É comum que alguns proprietários até achem que ela é dura em um primeiro momento. 

Entretanto, essa configuração de montagem e funcionamento visa trazer mais firmeza à condução, tornando a picape até mesmo mais divertida de se pilotar. 

Pró: Ergonomia

A ergonomia é mais um ponto que merece destaque na Chevrolet Montana.

A posição de dirigir é potencializada pela espuma dos bancos que possui ótima composição em termos de camadas. 

Para complementar o conjunto, a direção possui ajustes de altura e o banco pode ser colocado mais para trás ou mais para frente. 

Além disso, os botões no console central, as alavancas atrás do volante, câmbio, são todas de fácil acesso por parte do motorista. 

A união de todos esses fatores torna a ergonomia muito boa e até mesmo divertida dependendo da situação e do local de condução. 

Pró: Valor das revisões

Como muita gente sabe, para que a garantia de um veículo seja validada é necessário realizar as revisões em concessionária autorizada.

Quando as revisões são feitas em oficinas autônomas e particulares o motorista pode acabar perdendo a garantia do veículo.

Enquanto que em alguns modelos os valores das revisões costumam ser salgados, os proprietários da Montana não têm do que reclamar nessa situação. 

Os planos de revisão para a Montana são realizados a cada 10 mil km e devem ser realizados nas concessionárias até que o veículo atinja a faixa de quilometragem de 60 mil km. 

Dentro deste período de quilômetros o proprietário de uma Montana gastará em média R$ 3.600 já incluída a mão de obra. 

Trata-se de um valor um tanto quanto barato e muito elogiado (e até mesmo comemorado). 

O valor das revisões da Montana são um tanto quanto semelhantes aos de hatches populares e isso é uma grande vantagem. 

Contras: Simplória

Uma grande reclamação por parte de proprietários e possíveis compradores da picape é de que o modelo é um tanto quanto simplório. 

Enquanto até 2020 haviam diferentes opções de versões, em 2021 a montadora optou por manter apenas uma versão, a LS. 

Simples
Montana é extremamente simples

Embora existam uma série de acessórios que podem ser adquiridos no momento da compra, isso é considerado algo negativo, pois passa a imagem de que a picape estaria próxima de ser descontinuada, o que segundo a montadora não é verdade. 

O que se sabe, é que em 2022 a picape deve passar por uma reestilização e fazer uso de plataformas, motores e peças tanto do Onix quanto do Tracker. 

Contra: Faltam alguns itens

Esse ponto negativo é na verdade uma continuidade do item anterior e também merece destaque na nossa lista de prós e contras da Chevrolet Montana. 

O fato de ser uma picape simples não é o problema, o problema é que ela é apenas simples. 

Por exemplo: enquanto que as principais concorrente possuem sistemas mais avançados de segurança, a Montana conta somente com itens que são obrigatórios por lei, como o sistema de freios ABS e os airbags. 

Além disso, na parte de tecnologia e conectividade a Montana deixa a desejar. A picape não vem equipada nem com a central multimídia MyLink que está presente em praticamente todos os carros da montadora. 

Contra: Valor

E o nosso último item na lista de prós e contras da Chevrolet Montana é o seu valor. 

A picape possui um valor relativamente alto para o que entrega. Seu preço de entrada está estabelecido em R$ 77.980,00. O que é muito se analisarmos tudo o que ela entrega a seus proprietários. 

Conclusão

Depois de analisar todos os prós e contras da Chevrolet Montana cabe a você agora analisar se contar com um exemplar na garagem é ou não é uma boa ideia. 

Como sempre gostamos de dizer por aqui, não existe um veículo que seja 100% em termos de aprovação. 

Enquanto uns gostam de determinados modelos, outros desgostam do mesmo veículo. 

De modo geral, nós do Senhor Carros avaliamos a Montana como uma compra e que deve se fazer presente na lista de de todos aqueles que estejam buscando uma picape compacta para chamar de sua. 

Se depois de nossa análise você ainda estiver pensando em comprar uma Montana saiba que nós podemos ajudar. 

Para contar com nossa ajuda, você precisa apenas clicar no botão abaixo para dar início ao processo de compra da sua Chevrolet Montana

montana
Chevrolet Montana

Chevrolet Montana

Forte Funcional

Força e tranquilidade para o trabalho e para a rotina diária!

Você permanecerá no site atual
Você permanecerá no site atual

Força e tranquilidade para o trabalho e para a rotina diária!

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Não feche negócio: 10 Carros 0km que você deve evitar

Não feche negócio antes de ler esse artigo com os 10 carros 0km que você deve evitar de comprar!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Você já parou para pensar que existem carros 0km que você deve evitar? Parece louco, mas é a pura verdade. Existe uma série de modelos que não devem ser comprados por uma série de motivos.

Pensando em te manter informado nós do Senhor carros separamos 10 modelos de carros 0km que você não deve comprar. As razões são as mais distintas e vão desde incerteza de continuidade até o preço em si. 

Carros 0km que você deve evitar

Se você está prestes a comprar um carro aqui vai um aviso: Não feche negócio antes de ler o artigo de hoje. Ele pode salvar o seu bolso! 

10 carros 0km que você deve evitar

Conheça agora quais são os 10 carros 0km que você deve evitar. 

10. Mitsubishi ASX

O Mitsubishi ASX é um carro legal que muita gente gosta, mas é preciso dizer que ele parou no tempo. 

O modelo é produzido há dez anos sobre a mesma plataforma e mesmo com reestilizações, ainda tem um design ultrapassado perante aos seus rivais e até mesmo quando comparados a outros modelos da marca. 

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

O acabamento é um tanto quanto simples para o seu valor. Além do mais, proprietários afirmam que o motor 2.0 Flex deixa a desejar e o pós-venda tem fama de complicado.Por fim, o preço também um tanto quanto salgado.

Existem outras opções no mercado que são mais espaçosas e mais acessíveis em termos financeiros como é o caso do Jeep Compass e o Volkswagen Tiguan Allspace. 

9. Chery New QQ

O New QQ já não pode mais nem se valer de ser o carro mais barato do país, já que o Moby é agora o detentor desse título. 

O New QQ tem uma estrutura frágil, motor fraco e sua manutenção tem fama de ser complicada. Além disso a montadora já confirmou que 2020 é o fim da linha para o modelo. 

Chery New QQ
Chery New QQ

Tão ruim quanto comprar um New QQ 0km é ter que vendê-lo no futuro. Por isso, se você tem amor ao seu dinheiro não compre os modelos remanescentes nas concessionárias por mais que isso possa parecer um bom negócio. 

8. Volkswagen Fox

Você deve estar pensando: Essa galera do Senhor Carros está louca. O Fox é um carrão! Sim… Não há dúvidas quanto a isso e vamos mostrar porque o modelo está nessa lista. 

O Volkswagen Fox ficou um pouco deslocado na linha da marca depois da chegada do Up e do Polo. O Fox hoje é vendido em três versões que vão de  R$ 51 mi a R$ 56 mil. 

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox

Só que o Polo que é muito mais moderno e mais prazeroso de pilotar, tem preço inicial na faixa dos R$ 53 mil.  

Mesmo a versão 1.6 MSI do Polo que sai por R$ 61 mil acaba tendo melhor custo benefício por conta da tecnologia e segurança e novidades estruturais. Além disso, há rumores fortes que o Fox saia de linha já em 2021.

Ter nas mãos um carro obsoleto e fora de linha é prejuízo na certa. Por isso, o ideal é evitá-lo. 

7. Nissan March

Aqui temos um motivo direto para você evitar o Nissan March 0km: 2020 é o último ano do modelo. A Nissan já confirmou que ele sai de linha. 

O modelo já vinha meio esquecido pela Nissan há algum tempo. Além do mais seu preço era um tanto quanto salgado com valores entre R$ 51 mil e R$ 56 mil. 

Nissan March
Nissan March

Seria um negócio muito melhor comprar o sedã que usa a mesma plataforma e tem ainda um porta-malas maior e amplo espaço interno. Isso sem contar que é uma versão com menos desvalorização. 

6. Renault Duster

A reestilização do Renault Duster foi uma verdadeira vergonha e não apenas por isso que ele é mais um dos carros 0km que você deve evitar.

A montadora que estava prometendo mudanças drásticas à SUV fez apenas uma maquiagem no exterior e pouco mexeu no interior e na mecânica, tirando ainda uma das versões mais vendidas que era a 4x4. 

Renault Duster
Renault Duster

A nova versão conta apenas com um tipo de motor o antigo e defasado 1.6. Para o futuro se espera o 1.3 t turboflex que entrega um ótimo custo x benefício em termos de desempenho e consumo. 

5. Citroen

A exemplo do que ocorre com o Nissan March, o Citroen C3 parece ter sido abandonado pela montadora francesa. 

O modelo que é repleto de itens de série e preços relativamente acessíveis era um chamariz para diferentes perfis de consumidores. Mas seu futuro no Brasil ainda é incerto. 

Citroen
Citroen

Seguindo o padrão atual do mercado automotivo de crossover, o C4 Cactus deve ganhar as ruas ano que vem e com isso modelos mais antigos tendem a cair no esquecimento ou até mesmo saírem de linha.

Embora a Citroen não confirme há fortes rumores de que o C3 está próximo de ser descontinuado. 

4. Fiat Grand Siena

O Fiat Grand Siena é mais um entre os carros 0km que você deve evitar. 

O modelo possui valor de entrada na faixa dos R$ 50 mil equipado com motor 1.0 e custa cerca de R$ 56 mil com motorização 1.6. No entanto existe outro sedã da mesma marca e com custo X benefício muito mais atrativo.

Fiat Grand Siena
Fiat Grand Siena

 Estamos falando do Cronos. Que embora parta de valores na faixa de R$ 58 mil vem equipado com o moderno motor 1.3 FireFly muito mais econômico e com melhor dirigibilidade sem contar os diversos itens de série. 

O Siena é um modelo ultrapassado que dificilmente vai passar por um processo de renovação. Por isso deve ser evitado. 

3. Lifan X60

O Lifan X60 tem um custo x benefício melhor que muitos outros veículos que são concorrentes. Além disso parte de uma faixa de R$ 70 mil, muito mais em conta que seus concorrentes EcoSport e Tracker por exemplo.

Lifan X60
Lifan X60

O Lifan X60 também vem recheado de opcionais de série. Mas então por que ele é um carro a ser evitado?

Simples: Existem poucas concessionárias e o modelo tem fama manutenção cara e complicada. Além do mais o modelo tem uma liquidez ruim o que o desvaloriza muito mais do que seus rivais. Triste não é mesmo?

2. Fiat Doblò

o Fiat Doblò é mais um caso de carros que não devem ser comprados 0km. 

Na verdade, modelo é uma verdadeira incógnita. Trata-se de um projeto antigo e sem nenhum tipo de renovação com um motor antigo e pouco eficiente. Além do mais o modelo só possui opção de câmbio manual e acabamento extremamente simplório.

Fiat Doblò
Fiat Doblò

O Doblò é um carro que serve para trabalhar e também para famílias que tenham algum ente portador de necessidades especiais. O modelo é muito mal visto no mercado automotivo e tem grande desvalorização.

Além do mais anualmente o Doblò é colocado na lista dos carros que podem deixar de ser produzidos. Por isso não recomendamos. 

1. Chevrolet Tracker

O Tracker vem sendo amplamente elogiado e isso é correto, afinal o modelo é muito bom e tem muita qualidade. Entretanto não se trata de um modelo que deve ser comprado 0km. 

A justificativa são: preço, plataforma e comparação com um veículo da mesma marca.A versão de entrada do Tracker parte de R$ 85 mil. Já a versão top de linha do Onix Plus custa R$ 80 mil.

Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker

O Tracker e o Onix Plus usam a mesma plataforma e o mesmo motor. Enquanto o Tracker vem pelado, por R$ 5 mil a menos o Onix Plus vem completão.

Assim, se você está pensando em comprar um Tracker 0km reveja com calma e dê valor ao seu suado dinheiro. 

Conclusão

E na sua opinião? Além dos modelos que mostramos aqui tem mais algum modelo que não deve ser comprado 0km? Se sim, deixe um comentário pra gente contando qual é o modelo.

Depois de conhecer os modelos de carros 0km que você deve evitar, que tal conhecer modelos baratos que são exemplos de segurança? Para isso, é só clicar no botão abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta