Leilão de Carros

Porque veículos vão a leilão? Descubra quais são as 4 principais causas

Descubra porque veículos vão a leilão e descubra se comprar um qualquer tipo de automóvel proveniente desse tipo de negócio é uma boa escolha!

por

Murilo C.

Publicado em

ANÚNCIOS

Porque veículos vão a leilão?

Você certamente já ouviu que comprar um carro em leilão pode sair por até metade do preço, algo positivo, não é mesmo? Mas na mesma hora você deve ter se questionado, mas afinal, porque veículos vão a leilão? Quais são as causas que fazem com automóveis sejam negociados por até metade do que valem?

Conteúdo Recomendado

Como e onde participar de um leilão?

Saiba como e onde participar de um leilão de veículos e garanta o seu exemplar por até metade do preço!

Essa é uma dúvida muito comum e que faz com que muitos leitores nos escrevam perguntando o motivo pelo qual os carros, motos, caminhões e vans vão parar em um leilão. 

Logo, com o objetivo de trazer o máximo de informações sobre o mercado automotivo e os diferentes tipos de veículos, vamos sanar mais essa dúvida comum do nosso público. 

Se você é mais um que gostaria de saber porque os veículos vão parar em um leilão, finalmente chegou a hora de descobrir. Vamos lá?

Leilão de veículos: a compra que vale a pena

Como se sabe, estamos vivenciando um momento delicado, onde muita gente passou a buscar as melhores alternativas de investimento em todos os âmbitos. 

E uma das melhores formas de investir seu dinheiro se dá, exatamente na compra de um bem que custe o que realmente vale e quando falamos de automóveis, a melhor forma de encontrar esse tipo de negócio se dá por meio de um leilão. 

Afinal, são nos leilões que veículos automotivos são comercializados e podem ser arrematados por valores bem abaixo daqueles praticados no mercado!

Sendo assim, se você planejou para comprar e revender veículos para ganhar um grana, ou simplesmente quer comprar um carro ou uma moto por até metade do preço, leilões, sejam eles presenciais ou online, são o caminho mais favoráveis para uma comprar funcional e econômica. 

Se você já se perguntou, porque veículos vão a leilão e porque eles custam tão barato, chegou a hora de conhecer a resposta para essas questões. 

Para isso, é só continuar a sua leitura! Partiu?

Afinal, porque veículos vão a leilão?

É chegada a hora de, enfim, desvendar o mistério que ronda os carros de leilão. Afinal, porque alguns deles vão parar nos pátios de leiloeiras e são comercializados por até metade do seu preço?

Não existe um, nem dois, mas sim, quatro motivos principais pelos quais veículos vão a leilão. 

4. Processos judiciais

Quando alguém te perguntar: porque veículos vão a leilão? responda que um dos aspectos mais frequentes que motivam a realização de um leilão automotivo são os processos judiciais. 

Trata-se daqueles que para cumprimento de pagamento de um débito, exigem a atualização de um bem de grande valor agregado e os mais comuns, são imóveis e claro: automóveis. 

Com relação à fonte dessas ações movidas na justiça, elas podem ser:

  • Declaração de falência de empresas;
  • Pendências financeiras de contribuintes perante o pagamento de impostos;
  • Processos trabalhistas de ex-funcionários. 

Assim que o juiz responsável pela análise do caso decidir pela apreensão e venda dos bens, o destino imediato deles é o leilão. 

A justificativa para isso é a necessidade de se manter a transparência com relação às transações em destaque. 

Esse é um clássico motivo pelo qual, um veículo vai a leilão. 

3. Veículos recuperados de um sinistro

Aqui temos mais um motivo que leva veículos até um leilão: a ocorrência de sinistros. 

Em se tratando de carros, algo corriqueiro são as colisões. Quando elas são de média monta, isso significa que a perda do veículo foi parcial, diferente da famosa perda total, que inviabiliza qualquer tentativa de recuperar o veículo. 

No caso de sinistros de colisão de média monta, o carro recebe peças novas que são fundamentais para o seu funcionamento pleno. 

Veículos de leilão possuem diferentes origens

Antes de ser comercializado, entretanto, ele ainda passa por exames que atestam o grau de segurança. Se for bem no teste, o veículo ganha o selo CSV - Certificado de Segurança Veicular. 

Existem ainda outros tipos de sinistros que podem levar um carro a leilão. 

Caso após furto ou roubo um veículo seja encontrado, ele também é submetido à inspeção. O objetivo aqui, é confirmar se as eventuais avarias estão localizadas apenas na parte externa.

De qualquer maneira, os veículos provenientes desse tipo de sinistro, possuem boa chance de manutenção e recuperação. 

Feito isso, as empresas seguradoras os enviam a leilão, onde podem ser comprados por valores muito abaixo da tabela. 

E por último, outro sinistro vinculado aos carros de leilão é o de desastres naturais. 

As situações mais comuns nesse caso, são as tempestades e quedas de árvores sobre o veículo. 

É importante mencionar também as enchentes, desde que elas não causem perda total no automóvel. 

2. Renovação de frota

Essa é uma das respostas para o questionamento do porquê veículos vão a leilão!

Diante da necessidade de renovar os veículos que compõem sua frota, médias e pequenas empresas optam por leiloar seus modelos mais antigos. 

Com essa medida, elas recuperam parte do valor investido nos carros, motos, vans e até mesmo caminhões de maneira rápida, contribuindo para a estabilidade do fluxo de caixa, garantindo um aporte financeiro importante para comprar novos exemplares. 

1. Falta de pagamento 

Como muita gente sabe, o preço maioria dos carros vendidos no Brasil fogem da realidade financeira de muita gente e boa parte desse valor acumulado se deve aos impostos que incidem sobre esse tipo de bem.

E por serem caros, é comum que muita gente opte por financiar um veículo. 

A partir do momento em que uma pessoa assina um financiamento, ela passa a ser devedora da instituição que cedeu o crédito para compra do carro. 

Como na prática, o número de parcelas tende a ser razoavelmente grande, o risco de imprevistos financeiros surgirem no meio do caminho também é alto. 

Impossibilitados de dar continuidade ao pagamento das mensalidades do veículo, os donos são então, intimados a devolverem os veículos àquelas empresas que possibilitaram o parcelamento. 

A conclusão do não pagamento é justamente a realização de um leilão

Essa solução encontrada pelas empresas é a mais útil para diminuir o prejuízo vinculado à inadimplência dos compradores. 

O mesmo desfecho é comum no caso de imóveis financiados e não pagos.

Por isso, que um carro financiado é chamado de alienado, pois enquanto houver mensalidades em aberto, a instituição encarregada do financiamento é a verdadeira dona do veículo. 

E a pessoa que solicitou essa modalidade de pagamento é alguém que possui apenas direito à posse do bem em questão. 

Comprar um carro de leilão é um bom negócio?

Agora que você já sabe porque veículos vão à leilão, certamente está se perguntando se comprar um carro de leilão é algo seguro

E nós te respondemos de antemão: 

Sim! Trata-se de uma compra segura, mas, no entanto, alguns cuidados precisam ser tomados antes de arrematar um veículo por meio de leilão. 

Veículos de leilão são ótimas opções para se comprar!

Entre os principais cuidados podemos citar:

  • Conferir o endereço no site e realizar pesquisas em Google Maps para garantir que o endereço é real;
  • Verificar  a reputação da empresa e do leiloeiro em diferentes canais, como redes sociais;
  • Prestar atenção na forma de pagamento:Nenhum leilão seguro solicita pagamentos antecipados;
  • Observar a presença do Selo Leilão Seguro;
  • Prestar atenção se o leiloeira possui cadastro na junta comercial do estado;
  • Garantir a presença de um edital: Se não houver edital, não participe do leilão.

Conclusão

Agora que você já sabe porque veículos vão a leilão, que tal descobrir quais são os passos para comprar um veículo dessa forma?

Para isso preparamos um conteúdo onde mostramos um passo a passo para participar desse tipo de leilão e o mais importante: onde encontrar seu exemplar. 

Para aprender, você só precisa clicar no botão abaixo! 

Conteúdo Recomendado

Como e onde participar de um leilão?

Saiba como e onde participar de um leilão de veículos e garanta o seu exemplar por até metade do preço!

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Não feche negócio: 10 Carros 0km que você deve evitar

Não feche negócio antes de ler esse artigo com os 10 carros 0km que você deve evitar de comprar!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Você já parou para pensar que existem carros 0km que você deve evitar? Parece louco, mas é a pura verdade. Existe uma série de modelos que não devem ser comprados por uma série de motivos.

Pensando em te manter informado nós do Senhor carros separamos 10 modelos de carros 0km que você não deve comprar. As razões são as mais distintas e vão desde incerteza de continuidade até o preço em si. 

Carros 0km que você deve evitar

Se você está prestes a comprar um carro aqui vai um aviso: Não feche negócio antes de ler o artigo de hoje. Ele pode salvar o seu bolso! 

10 carros 0km que você deve evitar

Conheça agora quais são os 10 carros 0km que você deve evitar. 

10. Mitsubishi ASX

O Mitsubishi ASX é um carro legal que muita gente gosta, mas é preciso dizer que ele parou no tempo. 

O modelo é produzido há dez anos sobre a mesma plataforma e mesmo com reestilizações, ainda tem um design ultrapassado perante aos seus rivais e até mesmo quando comparados a outros modelos da marca. 

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

O acabamento é um tanto quanto simples para o seu valor. Além do mais, proprietários afirmam que o motor 2.0 Flex deixa a desejar e o pós-venda tem fama de complicado.Por fim, o preço também um tanto quanto salgado.

Existem outras opções no mercado que são mais espaçosas e mais acessíveis em termos financeiros como é o caso do Jeep Compass e o Volkswagen Tiguan Allspace. 

9. Chery New QQ

O New QQ já não pode mais nem se valer de ser o carro mais barato do país, já que o Moby é agora o detentor desse título. 

O New QQ tem uma estrutura frágil, motor fraco e sua manutenção tem fama de ser complicada. Além disso a montadora já confirmou que 2020 é o fim da linha para o modelo. 

Chery New QQ
Chery New QQ

Tão ruim quanto comprar um New QQ 0km é ter que vendê-lo no futuro. Por isso, se você tem amor ao seu dinheiro não compre os modelos remanescentes nas concessionárias por mais que isso possa parecer um bom negócio. 

8. Volkswagen Fox

Você deve estar pensando: Essa galera do Senhor Carros está louca. O Fox é um carrão! Sim… Não há dúvidas quanto a isso e vamos mostrar porque o modelo está nessa lista. 

O Volkswagen Fox ficou um pouco deslocado na linha da marca depois da chegada do Up e do Polo. O Fox hoje é vendido em três versões que vão de  R$ 51 mi a R$ 56 mil. 

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox

Só que o Polo que é muito mais moderno e mais prazeroso de pilotar, tem preço inicial na faixa dos R$ 53 mil.  

Mesmo a versão 1.6 MSI do Polo que sai por R$ 61 mil acaba tendo melhor custo benefício por conta da tecnologia e segurança e novidades estruturais. Além disso, há rumores fortes que o Fox saia de linha já em 2021.

Ter nas mãos um carro obsoleto e fora de linha é prejuízo na certa. Por isso, o ideal é evitá-lo. 

7. Nissan March

Aqui temos um motivo direto para você evitar o Nissan March 0km: 2020 é o último ano do modelo. A Nissan já confirmou que ele sai de linha. 

O modelo já vinha meio esquecido pela Nissan há algum tempo. Além do mais seu preço era um tanto quanto salgado com valores entre R$ 51 mil e R$ 56 mil. 

Nissan March
Nissan March

Seria um negócio muito melhor comprar o sedã que usa a mesma plataforma e tem ainda um porta-malas maior e amplo espaço interno. Isso sem contar que é uma versão com menos desvalorização. 

6. Renault Duster

A reestilização do Renault Duster foi uma verdadeira vergonha e não apenas por isso que ele é mais um dos carros 0km que você deve evitar.

A montadora que estava prometendo mudanças drásticas à SUV fez apenas uma maquiagem no exterior e pouco mexeu no interior e na mecânica, tirando ainda uma das versões mais vendidas que era a 4x4. 

Renault Duster
Renault Duster

A nova versão conta apenas com um tipo de motor o antigo e defasado 1.6. Para o futuro se espera o 1.3 t turboflex que entrega um ótimo custo x benefício em termos de desempenho e consumo. 

5. Citroen

A exemplo do que ocorre com o Nissan March, o Citroen C3 parece ter sido abandonado pela montadora francesa. 

O modelo que é repleto de itens de série e preços relativamente acessíveis era um chamariz para diferentes perfis de consumidores. Mas seu futuro no Brasil ainda é incerto. 

Citroen
Citroen

Seguindo o padrão atual do mercado automotivo de crossover, o C4 Cactus deve ganhar as ruas ano que vem e com isso modelos mais antigos tendem a cair no esquecimento ou até mesmo saírem de linha.

Embora a Citroen não confirme há fortes rumores de que o C3 está próximo de ser descontinuado. 

4. Fiat Grand Siena

O Fiat Grand Siena é mais um entre os carros 0km que você deve evitar. 

O modelo possui valor de entrada na faixa dos R$ 50 mil equipado com motor 1.0 e custa cerca de R$ 56 mil com motorização 1.6. No entanto existe outro sedã da mesma marca e com custo X benefício muito mais atrativo.

Fiat Grand Siena
Fiat Grand Siena

 Estamos falando do Cronos. Que embora parta de valores na faixa de R$ 58 mil vem equipado com o moderno motor 1.3 FireFly muito mais econômico e com melhor dirigibilidade sem contar os diversos itens de série. 

O Siena é um modelo ultrapassado que dificilmente vai passar por um processo de renovação. Por isso deve ser evitado. 

3. Lifan X60

O Lifan X60 tem um custo x benefício melhor que muitos outros veículos que são concorrentes. Além disso parte de uma faixa de R$ 70 mil, muito mais em conta que seus concorrentes EcoSport e Tracker por exemplo.

Lifan X60
Lifan X60

O Lifan X60 também vem recheado de opcionais de série. Mas então por que ele é um carro a ser evitado?

Simples: Existem poucas concessionárias e o modelo tem fama manutenção cara e complicada. Além do mais o modelo tem uma liquidez ruim o que o desvaloriza muito mais do que seus rivais. Triste não é mesmo?

2. Fiat Doblò

o Fiat Doblò é mais um caso de carros que não devem ser comprados 0km. 

Na verdade, modelo é uma verdadeira incógnita. Trata-se de um projeto antigo e sem nenhum tipo de renovação com um motor antigo e pouco eficiente. Além do mais o modelo só possui opção de câmbio manual e acabamento extremamente simplório.

Fiat Doblò
Fiat Doblò

O Doblò é um carro que serve para trabalhar e também para famílias que tenham algum ente portador de necessidades especiais. O modelo é muito mal visto no mercado automotivo e tem grande desvalorização.

Além do mais anualmente o Doblò é colocado na lista dos carros que podem deixar de ser produzidos. Por isso não recomendamos. 

1. Chevrolet Tracker

O Tracker vem sendo amplamente elogiado e isso é correto, afinal o modelo é muito bom e tem muita qualidade. Entretanto não se trata de um modelo que deve ser comprado 0km. 

A justificativa são: preço, plataforma e comparação com um veículo da mesma marca.A versão de entrada do Tracker parte de R$ 85 mil. Já a versão top de linha do Onix Plus custa R$ 80 mil.

Chevrolet Tracker
Chevrolet Tracker

O Tracker e o Onix Plus usam a mesma plataforma e o mesmo motor. Enquanto o Tracker vem pelado, por R$ 5 mil a menos o Onix Plus vem completão.

Assim, se você está pensando em comprar um Tracker 0km reveja com calma e dê valor ao seu suado dinheiro. 

Conclusão

E na sua opinião? Além dos modelos que mostramos aqui tem mais algum modelo que não deve ser comprado 0km? Se sim, deixe um comentário pra gente contando qual é o modelo.

Depois de conhecer os modelos de carros 0km que você deve evitar, que tal conhecer modelos baratos que são exemplos de segurança? Para isso, é só clicar no botão abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta