Leilão de Carros

Moto potente de leilão: Dicas para fazer uma ótima compra

Confira dicas mais do que especiais para comprar moto potente de leilão por meio de um excelente negócio!

por

Murilo C.

Publicado em

ANÚNCIOS

Comprar moto potente de leilão é uma ótima ideia

O leilão veicular é uma modalidade de comprar muito associada à venda de itens como carros e motos que apresentam avarias, problemas e mau estado de conservação. Essa crença é muito difundida, uma vez que é comum encontrarmos veículos sinistrados e com diferentes tipos de monta. No entanto, isso não é uma regra, existem muitos veículos em ÓTIMO ESTADO de conservação que podem ser comprados em leilões, e hoje vamos te dar dicas de como comprar moto poente de leilão

Conteúdo Recomendado
Comprar moto potente de leilão

Como comprar moto potente de leilão

Saiba como e onde comprar uma moto potente proveniente de leilão e fazer um excelente negócio.

Embora muita gente não saiba, além de motos potentes, é possível também comprar carros de luxo e esportivos em perfeitas condições. 

Assim, pensando em esclarecer o assunto para você, resolvemos preparar um conteúdo especial, com muitas curiosidades e dicas para que você encontre a sua moto potente para ser arrematada em um leilão. 

Bora começar?

Moto potente de leilão: como comprar?

A exemplo de carros de luxo, as motos potentes de alta cilindradas também são objetos de desejos de muita gente. 

E como acontece com os carros, elas também costumam custar valores exorbitantes que foge da realidade financeira e muitos. 

No entanto, da mesma forma que é possível comprar SUVs, sedans, hatchs, você também pode arrematar moto potente de leilão. 

No entanto, é preciso que haja um pouco de cautela, cuidado e atenção para fazer um bom negócio. 

Se você está em busca de uma moto potente e quer pagar até metade do seu valor, saiba que você veio ao lugar certo. 

Moto potente de leilão: Qual é a procedência?

Motos potentes anunciadas em leilão possuem diferentes tipos de procedência, No entanto, os casos mais comuns são o de penhora e os de recuperação. 

Os leilões de motos potentes penhoradas, normalmente ocorrem como uma alternativa que a justiça toma para garantir o pagamento de dívidas vencidas.

No entanto, se esses débitos não são quitados de forma devida, a moto então vai para leilão. 

Já os leilões de motos recuperadas podem possuir duas procedências: financeira ou de sinistro! 

As negociações públicas de motos potentes recuperadas de financeira ocorrem quando uma pessoa financia a moto e não paga as parcelas corretamente, por isso, a moto é apreendida judicialmente. 

Além dessa categoria, podemos encontrar leilões de motos recuperadas de sinistros de pequena ou média monta, que são aquelas que passaram por acidentes que comprometeram menos de 75% de sua lataria e quadro, mas já foram consertadas e estão aptas para uso.

Vale a pena comprar uma moto potente em um leilão?

Existem muitas vantagens de se comprar uma moto potente proveniente de um leilão. 

Um grande exemplo disso é a facilidade que o comprador tem em determinar a quantia que deseja gastar, assim como as oportunidades de negociação.

Comprar moto potente de leilão vale a pena

Mas um dos maiores benefícios que essa modalidade de compra pode proporcionar aos seus participantes, com certeza é o custo x benefício. 

Afinal, em leilões de motos potentes é possível encontrar exemplares de 600 cilindradas para cima com preços até 50% do valor da tabela! É bom demais, não é mesmo?

5. Dicas para comprar uma potente em leilão

Embora tenhamos acabado de te mostrar que comprar uma moto potente de leilão é sim um negócio vantajoso, é preciso levar em consideração algumas dicas para que seu negócio seja ainda melhor. 

Bora conhecer essas dicas? 

5. Conheça a procedência da moto

A nossa primeira dica é um dos passos mais importantes para obter sucesso em sua compra: Conhecer a procedência da moto de seu interesse. 

Assim, é fundamental que você leia atentamente a descrição da moto no edital. 

No edital estarão presentes informações como: Pendências; Status de toda a documentação; multas e muito mais. 

Outra forma de conhecer a procedência da moto e se certificar que a sua situação está regularizada é acessar o site do Detran. 

Dessa maneira, você pode ficar por dentro de tudo o que consta no histórico da moto. 

4. Estipule previamente um lance máximo

Uma das principais dicas na hora de comprar uma moto potente de leilão para manter o controle de suas finanças é sair de casa com um valor máximo de lance preestabelecido. 

Dessa maneira, você não se empolga na hora da oferta de lances e gasta apenas a quantia planejada que você tinha em mente. 

Além disso, é importante estar ciente que ao comprar uma moto de leilão, você deverá também arcar com uma taxa de 5% referente à comissão do leiloeiro e também outros serviços. 

Por isso, defina um valor que contemple todos os gastos e não ultrapasse-o. 

3. Peça ajuda profissional

Normalmente, de acordo com as regras de muitas gestoras, durante os leilões de moto presenciais não é possível avaliar a parte técnica da motocicleta. 

Contar com ajuda profissional é importante na hora de escolher sua moto potente de leilão

Em razão disso, para ter mais segurança na hora de arrematar a moto de seu interesse contar com ajuda de um profissional em manutenção de motos é fundamental. 

Um mecânico especializado é capaz de avaliar de maneira criteriosa toda a parte externa da moto e com base na descrição fornecida, dizer se o investimento vale a pena. 

2. Opte por leilões de frotas ou financeiras

Se você busca uma moto potente de leilão que esteja em boas condições, possui sinistros de pequenas monta ou então que estão sendo leiloadas por falta de pagamento o ideal é buscar leilões de frotas ou financeiras. 

Os leilões de frota de motos são uma medida que as instituições privadas encontram para realizar de forma rápida e prática a troca das motocicletas antigas que estão no pátio por modelos mais novas. 

Já os leilões de financeiras, na maioria das vezes possuem motos em estado de zero km, que foram colocadas para leilão justamente porque seus antigos proprietários não pagaram suas parcelas. 

Nesses dois tipos de leilões é possível encontrar a sua moto potente, em ótimo estado de conservação e por preços acessíveis. 

1. Escolha uma leiloeira de confiança

E a nossa última dica para você encontrar e comprar sua moto potente de leilão se dá por meio da escolha de uma leiloeira de confiança. 

Muitas pessoas já se convenceram que comprar uma moto por meio de leilão é sim uma alternativa segura e econômica.

Mas muita gente ainda tem medo de comprar moto de leilão justamente por causa da segurança. 

Antes de pensar em participar de qualquer tipo de leilão para comprar sua moto você precisa prestar atenção nos seguintes detalhes para garantir que a leiloeira é de confiança:

  • Conferir o endereço no site da leiloeira e fazer uma pesquisa no Google Maps para confirmar que o endereço é real;
  • Pesquisar a reputação da empresa e do leiloeiro em diferentes canais como redes sociais e Portal Reclame Aqui;
  • Prestar atenção na forma de pagamento: Nenhuma empresa de confiança pede pagamentos antecipados;
  • Confirmar a presença do edital do leilão;
  • Conferir se a empresa está registrada na junta comercial do estado. 

Só depois de conferir tudo isso que você deve partir para os lances, estamos combinados?

Conclusão

Agora que você já tem certeza de que comprar uma moto potente de leilão é uma ótima opção deve estar se perguntando:

Como eu faço para comprar uma moto em leilão? É só chegar no leilão e dar meu lance? onde posso encontrar minha moto potente?

Calma! 

Nós também pensamos nisso e como sempre fizemos, vamos te ajudar nessa questão. 

Preparamos um artigo especial para te mostrar como e onde comprar sua moto potente em um leilão. 

Para descobrir os caminhos para uma compra segura e certeira é só clicar abaixo. 

Conteúdo Recomendado
Comprar moto potente de leilão

Como comprar moto potente de leilão

Saiba como e onde comprar uma moto potente proveniente de leilão e fazer um excelente negócio.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Artigos

Carros mais importantes da década: confira 11 modelos que se destacaram

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Em pouco tempo tudo pode mudar, principalmente quando falamos do universo automotivo. Uma série de lançamentos se destacaram por motivos diversos nos últimos 10 anos no mercado brasileiro. Mas será que você é capaz de se lembrar quais são os carros mais importantes da década?

Carros da década

Se você não se lembra quais são eles, não tem problema. Montamos uma lista daqueles que são considerados os carros mais importantes da década, seja por conta de tecnologia, número de vendas e até mesmo por alterar comportamento dos consumidores. Confira. 

Os carros mais importantes da década

Confira agora os carros mais importantes da década e saiba quais são os motivos deles estarem presentes nessa ilustre lista. 

11. Chevrolet Onix 

Você deve estar se perguntando o por quê o Chevrolet Onix está na lista dos carros mais importantes da década. Pois bem, vamos lá. 

Apresentando em 2012 com a intenção de substituir o Corsa, o Onix quebrou literalmente a hegemonia de dois dominadores da época, o Volkswagen Gol e o Fiat Palio, levando a GM a ser líder no mercado a partir de 2015, algo que não acontecia desde os anos dourados do Monza (1984 a 1986). 

O Onix trouxe em todos os seus modelos (e isso inclui os de entrada), o sistema multimídia MyLink e se manteve soberano mesmo com a chegada da segunda geração do Ford Ka e do Fiat Argo. A nova geração, vem equipada com nova plataforma, motor e equipamentos inéditos no segmento para se manter na liderança por um longo período. 

Chevrolet Onix
Chevrolet Onix 

10. Hyundai HB20

Foi através da Caoa que a Hyundai se tornou conhecida no Brasil ainda quando importava modelos com Azera, Sonata e i30, mas foi também em 2012, com a chegada oficial da marca no país que as coisas começaram a melhorar para a montadora. 

A estreia como fabricante nacional veio acompanhada do HB20, modelo que foi desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro, com a intenção de bater os líderes da época Volkswagen Gol, Honda Fit e Fiat Palio. 

Com um design único, dotado de bom acabamento e construção nunca vista em um modelo de entrada, o HB20 rapidamente mostrou ao que veio, e se tornou rapidamente vice-líder de mercado. Embora faça parte dos carros mais importantes da década, o modelo vem perdendo o fôlego nos últimos anos.

Hyundai HB20
Hyundai HB20

9. Renault Kwid 

Aqui temos mais um exemplo de um pequeno notável na lista dos carros mais importantes da década. Foi sob o mote de SUV dos compactos, que o Renault Kwid estreou, com a intenção de ser diferentão. 

O projeto indiano da montadora francesa caiu como uma luva no mercado brasileiro, trazendo ao segmento dos mais baratos do Brasil itens como suspensão elevada, airbags laterais, central multimídia e porta-malas com quase 300 litros. 

O motor 1.0 de 3 cilindros com 70 cavalos de potência é outra atração à parte. Com baixo consumo e bom desempenho por conta do seu baixo peso, o Kwid é revolucionário pois é barato de comprar e de manter. Em 2019 ele foi o quarto carro mais vendido por aqui, ganhando de lavada de seu principal concorrente, o Fiat Mobi.

Renault Kwid
Renault Kwid 

8. Volkswagen up! TSI 

Lançado no ano de 2014, o up! trouxe para o segmento dos subcompactos um modelo refinado e com alto nível de segurança. No entanto, isso tinha um preço mais elevado do que seus concorrentes e o brasileiro não se dispôs a pagar. 

Entretanto, no ano de 2015, com a estreia do motor 1.0 TSI - com turbo e injeção direta a história mudou. A potência aliada de economia fez com que o subcompacto da montadora alemã ganhasse uma legião de fãs.

De quebra, o motor se mostrou uma decisão tão acertada que se espalhou para outros modelos, como Polo, Virtus e até mesmo o famoso T-Cross. Depois da Volkswagen, outras montadoras optaram por seguir pelo mesmo caminho e lançaram seus modelos 1.0 turbo.

Volkswagen up! TSI 

7. Fiat Toro 

Depois de falarmos dos pequenos, é hora de aumentar de tamanho no que diz respeito aos carros mais importantes da década e com isso, chegamos ao Fiat Toro. 

A Fiat Toro nasceu da base de um SUV aliada à praticidade de uma picape. Um modelo diferente, que acabou criando um novo segmento no país, que ganhará concorrentes nos próximos anos, uma vez que Ford e Volkswagen já anunciaram lançamentos para enfrentá-la.

O modelo é produzido sob a mesma plataforma dos Jeep Renegade e Compass. Com uma estrutura monobloco, a Toro inovou na abertura da caçamba, com duas folhas e de abertura lateral. Outro ponto que ajudou a conquistar clientes, foi a variedade de versões, tais como motor 1.8 e 2.4 flex; tração dianteira; motor 2.0 turbodiesel; tração 4x4 e câmbio automático de 9 marchas. 

Fiat Toro
Fiat Toro 

6. Honda HR-V 

Antes do HR-V apenas Renault Duster e Ford EcoSport disputavam no segmento de SUVs compactos. 

Até que a Honda resolveu inovar, e com a base do Fit, o HR-V surgiu, com grande apelo no que diz respeito à modularidade do interior, fazendo uso do que chama de Magic Seat o modelo é referência em espaço interno. 

Além disso, acabamento e design também chamam atenção, nesse que é considerado um dos carros mais importantes da década. No ano de 2018 passou por um processo de reestilização e em 2019 ganhou motor 1.5 turbo a gasolina, equipado com câmbio automático CVT. Líder de vendas desde o seu lançamento, o HR-V desbancou seus “irmãos” Fit e Civic para se tornar o carro-chefe da Honda no mercado brasileiro. 

Honda HR-V
Honda HR-V 

5. Jeep Compass 

O Jeep Compass entra na nossa lista de carros mais importantes da década por um critério mercadológico um tanto quanto incomum: é um SUV médio que vendeu mais do que um compacto.

Mesmo sendo (naturalmente) mais caro, o Compass conseguiu deixar seu irmão de plataforma, o Renegade, para trás e mostrou que mesmo com valores mais elevados, um design com bom acabamento e proposta familiar pode sim, atrair compradores. 

O Compass foi responsável por colocar a marca novamente entre as mais desejadas dos brasileiros, além de conquistar uma participação de mercado em seu segmento superior aos 50%.

Jeep Compass
Jeep Compass 

4. Range Rover Evoque 

Aqui temos um modelo que nasceu de um carro-conceito da montadora inglesa e agradou muita gente logo de cara, por isso chegou às lojas no ano de 2011 com poucas mudanças em relação ao seu projeto inicial. 

O Range Rover Evoque está entre os carros mais importantes da década por ter causado impacto em termos de design e isso o fez se tornar um símbolo de status, tanto no Brasil quanto no Mundo. 

Em pouco tempo, o Evoque se tornou o desejo da classe alta e se tornou figura constante em estacionamentos de estabelecimentos de luxos. Seu impacto foi tamanho, que acabou ditando regra para modelos seguintes da Land Rover. Recentemente, ganhou uma nova geração, com apenas leves mudanças visuais. 

Range Rover Evoque
Range Rover Evoque 

3. Toyota Corolla 

A nossa lista com os carros mais importantes da década não poderia deixar de ter um clássico, não é mesmo?

Mesmo com lançamentos consecutivos de SUVs, o Corolla se manteve firme entre a classe média brasileira. Durante a última década, o Corollão (apelido carinhoso), figurou diversas vezes entre os 10 carros mais vendidos do Brasil, chegando a desbancar modelos menores e muito mais baratos. 

Ano passado, o modelo ganhou uma nova geração. Muito mais moderna e com tecnologia híbrida, se tornando o primeiro carro híbrido flex produzido no Brasil (e consequentemente no mundo). 

Atualmente, movido com um motor a combustão que aceita etanol ou gasolina, o sedã ainda conta com baterias que alimentam o seu motor elétrico, diminuindo seu gasto de combustível. Por conta dessa pegada ecológica (e econômica) o Corolla passou a ser ainda mais desejado. 

Toyota Corolla
Toyota Corolla 

2. BMW i3

2019 foi um marco no que diz respeito a eletrificação de automóveis no Brasil, mas foi em 2013 que o BMW i3 deixou sua marca na história e entrou para a lista de carros mais importantes da década. 

Com o visual futurista, o modelo “ostentava” com sua estrutura em fibra de carbono, rodas aro 20 com pneus finos e um motor a combustão apenas para recarga de baterias. O i3 nunca foi barato, é importante dizer, e ainda nos dias de hoje o modelo alemão custa valores exorbitantes. 

Comercializado hoje sem o motor a combustão, o i3 conta com um motor elétrico capaz de gerar 170 cavalos de potência, além de manter a versão com o gerado, um motor de dois cilindros, de 647 cilindradas, que não possui função de movimentá-lo, mantendo, como um veículo 100% elétrico.

BMW i3
BMW i3

 1. Nissan Leaf 

Lançado em 2010, O Nissan Leaf tornou-se o primeiro elétrico da história a ultrapassar as 400 mil unidades vendidas, se consolidando como líder de mudança global por uma mobilidade mais sustentável em todo o mundo 

A segunda geração do Leaf foi lançada em 2017 e ganhou fôlego no que diz respeito a desempenho e autonomia. Entretanto o modelo empolga no quesito aceleração, uma vez que tem excelente torque, aliado ao silêncio a bordo no momento de dirigir. 

O Nissan Leaf possui três modos de condução: Normal, econômico e com regeneração, que inverte a função do motor para desacelerar e recarregar a bateria. O sistema de recuperação energética é acionado por um botão. Divertido e fácil de conduzir, o modelo é uma ótima opção para mobilidade urbana, uma vez que quase dispensa o pedal do freio.  

Desde o seu lançamento, a Nissan estima que os mais de 400 mil Leafs comercializados já rodaram mais de 10 bilhões de quilômetros, o que seria suficiente para economizar quase 4 milhões de barris de petróleo por ano. 

Não é preciso explicar quais são os motivos pelos quais o Nissan Leaf está na lista dos carros mais importantes da década, não é mesmo?

Nissan Leaf
Nissan Leaf

Depois de descobrir quais são os carros mais importantes da década aqui no Brasil, que tal ter acesso a uma lista que é totalmente o oposto do que acabamos de mostrar? Estamos falando da lista dos piores carros já vendidos do Brasil. Se você ficou curioso(a) para descobrir quais são essas bombas, basta clicar aqui.

Continuar Lendo

Em Alta