Leilão de Carros

Leilão de motos do Detran 2021: 12 coisas que você precisa saber!

Confira quais são as principais dicas para se dar bem no Leilão de motos do Detran 2021

por

Murilo C.

Publicado em

ANÚNCIOS

Leilão de motos do Detran 2021 é oportunidade aguardada por todos

O leilão de motos do Detran, é um leilão que ocorre ao menos uma vez por ano e como o nome já sugere, é organizado pelo Detran – Departamento de Trânsito e a razão pela qual muita gente se interessa em participar do evento é principalmente pelos valores das motos lá comercializadas que estão muito abaixo dos preços de mercado. 

Conteúdo Recomendado

Leilão de carros online: Como funciona e quais os

Saiba como funciona um leilão de carros online, quais são os benefícios e como participar!

Como muita gente sabe, esse tipo de evento é movimentado por lances e já foi deixado de lado por muita gente. 

Mas nos dias de hoje esse tipo de evento é cada vez mais valorizado e consequentemente disputado. 

Se você está em busca de comprar uma moto por até metade do prêmio, para utilizar no dia a dia ou simplesmente para revender, o leilão organizado pelo Detran é uma ótima opção para você. 

Hoje vamos separar as principais dicas para você se dar bem para quando o leilão de motos do Detran 2021 acontecer. Vamos nessa?

Leilão de motos do Detran: Tudo começa com um cadastro

Participar de um leilão de motos do Detran é relativamente simples, mas algumas ações são necessárias. 

O primeiro passo para participar é realizar um cadastro no próprio site do departamento em três passos simples.

Cadastro é ponto de partida para participar do Leilão

Passo 1: Para participar de leilões online, é necessário acessar o site oficial do órgão e para isso é só clicar aqui. 

Já em casos de leilões presenciais. Você precisará se direcionar até uma das sedes da entidade. 

Passo 2: Em qualquer uma das alternativas - online ou presencial, você vai precisar apresentar os dados pessoais e os seguintes documentos:

  • RG – Registro Geral;
  • CPF – Cadastro de Pessoas Físicas;
  • Comprovante de endereço caso participe como pessoa física;
  • Comprovante de estabelecimento caso participe como pessoa jurídica. 

É importante levar todos esses documentos caso opte por participar de um leilão presencial. 

Passo 3: Em seguida, é preciso ver quais são os leilões disponíveis, para que então veja não apenas o lugar onde ele ocorrerá, mas também o horário do acontecimento. 

No site oficial do Detran do seu estado você também pode saber a data e os futuros leilões que irão acontecer. 

Por que uma moto pode parar em um leilão do Detran?

As razões que podem levar uma moto ao leilão do Detran são muitas. 

  • Condução ilegal;
  • Excesso de velocidade;
  • Acúmulo de multas;
  • Débitos irregulares.

Para que seja tomada a medida máxima que é a entrega da moto para ser leiloada, o proprietário deve realizar a regularização da sua situação dentro do prazo máximo de 90 dias.

As motos que são disponibilizadas de tal maneira ficam disponíveis no pátio das seções regionais do Detran por um período determinado de tempo divididos em lotes. 

Na visitação, cada pessoa no leilão analisa detalhes da moto por meio de uma ficha descritiva contendo informações importantes para quem deseja realizar o arremate. 

Como muita gente sabe, os lances são dados acima do valor mínimo que é definido previamente. 

O responsável por intermediar a compra e venda e por anunciar os valores de cada moto oferecida é o leiloeiro. 

É importante ressaltar que há uma taxa de comissão sobre a moto comprada. 

Você só terá a sua moto em mãos depois que o pagamento for efetuado. 

Outra coisa que é preciso ser dita é que os compradores estão sujeitos a uma multa equivalente a 2% do valor da moto arrematada por cada dia de atraso da retirada.

Participar de um leilão de motos organizado pelo Detran é simples, mas requer atenção!

12 coisas que você precisa saber sobre leilão de motos do Detran

Para que você tenha sucesso ao participar de um leilão de motos do Detran, nós do Senhor Carros preparamos algumas dicas. 

Na verdade, são 12 dicas para te ajudar a conhecer o que acontece de forma detalhada o que acontece em um leilão do detran. 

Essas dicas são importantes para que você faça uma excelente compra e evite frustrações na hora de comprar sua motocicleta

Bora lá? 

12. Acostume-se com o leilão do Detran

Nossa primeira dica é a seguinte: Acostume-se com o leilão de motos do Detran. 

Antes de participar de modo ativo e já sair comprando motos é preciso aprender a se acostumar com as etapas e como são feitas as negociações. 

Para isso você o recomendado é visitar os leilões e ver na prática como as motos são negociadas. 

Assim, comece com um simples expectador. 

Dessa maneira você vai ganhar experiência, inclusive com os termos e jargões usados nos leilões e na dinâmica que os compradores têm ao negociar as motocicletas. 

Após aprender na teoria e ver como proceder em um leilão de motos você estará preparado para realizar suas propostas e dar seus lances. 

É sempre  importante aprender primeiro como participar. Essa é uma dica de ouro. 

11. Leia o edital com MUITA atenção

Um dos pontos mais importantes de um leilão de motos do Detran é ler o edital com máximo de atenção. 

O edital é a documentação que mostra todas as informações que fazem parte do leilão como por exemplo: a data, o horário e o local. 

Ainda sobre o edital, é preciso de informar com muita atenção sobre os custos ocultos do leilão. 

É muito comum encontrar uma moto barata no leilão. Mas assim que se descobre o quanto essa moto tem de multa ela pode torna cara e o negócio passa a não fazer sentido.

Assim, é fundamental saber de maneira antecipada todas as informações sobre as motos que você tem no alvo. 

10. Conheça os detalhes da moto: Vá ver ela ao vivo

Esse é um dos pontos mais importantes em um leilão de motos do Detran. 

 Você precisa ver a moto pessoalmente antes de dar um lance e tentar fechar um bom negócio. 

Mesmo que muitas motos sejam negociadas oficialmente, é preciso ver a moto ao vivo e conhecer um pouco mais dela. 

Ver a moto ao vivo é importante antes de dar um lance

A dica aqui é simples e valiosa: Veja a moto ao vivo antes de fazer uma oferta por ela. 

Apenas assim você saberá se a moto é confiável ou não. 

Além disso, você vai conhecer também o verdadeiro estado de conservação dela. Sem contar que ao visitá-la é possível saber se ela tem algum problema. 

Detalhes que envolvem alinhamento, pintura, lataria, raios das rodas e acima de tudo se o motor está funcionando devem ser vistos e conferidos com MUITA ATENÇÃO. 

Para garantir um negócio ainda melhor, leve um mecânico de confiança. 

Outro ponto importante que muita gente não sabe é o de que a moto não pode ser ligada durante a vistoria e muita gente não sabe dessa regra. 

Logo, levar o seu mecânico é importante para um feedback positivo e uma boa avaliação na motoca escolhida. 

Um olhar profissional e treinado consegue encontrar uma série de itens que podem ser um problema e te prevenir de uma compra ruim!

9. Faça uma análise detalhada dos problemas da moto

Algo sobre leilões de motos do Detran é certo: dificilmente você vai encontrar uma moto em perfeitas condições

Sempre haverá multas ou pequenos reparos a fazer. 

Por isso, ao saber o verdadeiro estado da moto avalie se vale a pena ir adiante ou não com a negociação. 

Eis aqui o principal motivo para você ver e conhecer a moto ao vivo antes de dar o seu lance. 

8. Não compre uma moto em outro estado

Se você não quer ter problemas ao participar de um leilão de motos promovido pelo Detran, a regra aqui é clara: Não compre motos de outros estados!

Na verdade, essa é uma ordem que precisa ser levada à risca para fazer uma boa negociação. 

Os motivos para você não comprar uma moto de leilão de outro estado são:

Uma moto de outro estado custa mais caro;

O leiloeiro entrega a moto apenas com a nota do leilão e não do veículo;

A documentação, nesse caso o CRLV - Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo atrasa;

O comprador terá gastos com guincho para transportar a moto até sua casa.

Além disso, você também precisa considerar os custos de ida e volta até o leilão. 

Por isso, nós do senhor carros não recomendamos a compra de motos em leilões de outro estado.

Com certeza, perto de você há bons negócios para serem feitos. 

7. Defina um valor máximo a ser pago

Aqui já vamos direto para a conclusão de uma negociação de uma moto comprada em leilões do Detran. 

Quando você terminar de fazer a avaliação sobre a moto que deseja comprar tenha um valor definido que vá de acordo com o valor da moto. 

Defina um valor máximo a ser pago pela moto

Lembre-se: em um leilão você precisa arrematar a moto, pagar os débitos do veículo e ainda pagar a documentação.

Ir para o leilão com um valor-alvo já definido evita que você gaste desnecessariamente. 

Caso a sua meta de valor estipulado seja atingida, pare de dar lances e aguarde pela próxima rodada de motos que vão ser leiloadas. 

6. Seja verdadeiro nas negociações

Mesmo que uma moto tenha um valor de desconto que pode chegar a até 50% do seu valor na tabela FIPE é importante saber que você não conseguir revendê-la pelo preço da tabela. 

Atualmente as motos de leilões custam entre 5 e 10% a menos que o seu valor de tabela FIPE.

Dessa maneira, se você pensa em comprar motos de leilão para revenda é importante ser realista e vender pelo preço de acordo com o que você pagou. 

Falando de modo verdadeiro e realista uma moto de leilão do Detran pode ser vendida por até 25% a mais do que foi pago por ela. 

5. Evite motos de seguradoras e provenientes de processos judiciais

Tão importante quanto saber como participar é quando participar de um leilão de motos do Detran. 

Um fator que faz a diferença é evitar as motos que tem problemas na justiça e que sejam provenientes de seguradoras. 

As razões disso são:

  • O dono da moto pode entrar com uma ação na justiça e atrapalhar a negociação;
  • Motos de seguradora têm históricos de sinistros, quedas e acidentes;
  • A regularização dos documentos é mais difícil. 

Esses motivos são suficientes para te mostrar o porquê de se evitar motos com problemas na justiça e que vieram de seguradoras. 

4. Prefira motos que vieram de financeiras e frotas

Aqui temos um exemplo clássico de quando você deve participar de um leilão de motos organizado pelo Detran: 

Quando as motos forem provenientes de financeiras e frotas.

Motos que de financeiras normalmente são de pessoas que não conseguiram pagar pelo financiamento e precisaram devolvê-la. 

Já as motos que vieram de frotas são provenientes de empresas ou locadoras de veículos. 

Por isso, todos os trâmites que fazem parte desse tipo de negociação são mais fáceis e o comprador não vai ter nenhum tipo de problema na hora de fazer a transferência da moto para o seu nome, nem em qualquer outro serviço que envolva a compra. 

3. Participe ativamente dos leilões do Detran

Participar ativamente dos leilões do Detran significa só dar lances de você realmente quiser comprar a moto. 

Caso tenha dúvidas a respeito da compra opte por não comprar. 

Além disso, é importante lembrar que não é possível retirar um lance no leilão. 

Participar de leilões é a melhor forma de treinar

Ou seja, se você der um lance sem ter certeza de que deseja comprar a moto e ninguém cobrir a moto será sua e isso está descrito no edital. 

Como também está escrito no edital uma multa de 5% do valor de incidência do leiloeiro mais as taxas administrativas e tempo de pátio que a moto permanecer. 

Por isso é tão importante conhecer os detalhes que fazem parte de um leilão de motos do Detran.

Evitar agir por impulso é fundamental na hora de fazer uma boa negociação!

2. Se prepare para retirar a moto

Aqui temos uma dica muito importante e fundamental desse tipo de leilão. 

Dar um lance e ele ser aceito é apenas metade da negociação. Ou seja, existem outras etapas que precisam ser concluídas para que você consiga retirar sua moto. 

Na maioria das vezes uma moto de leilão possui problemas que a impede de transitar os mais comuns são:

  • Falta de combustível;
  • Falta de bateria;
  • Pneus murchos ou furados;
  • Problemas mecânicos;
  • Problemas com documentação.

Para concluir a negociação é preciso resolver esse tipo de questão de forma antecipada e assim se preparar para retirar a sua nova moto!

1. Regularize e aproveite sua moto

E a nossa última dica é simples:

Para que você consiga enfim ter uma boa moto comprada em um leilão você deve regularizar todos os detalhes que envolvem a sua documentação. 

Por exemplo: o recibo é preenchido com dados pessoais do comprador e então, é feito um cadastro na plataforma do leiloeiro. 

Mas aqui vale um anúncio importante: Esse recibo não pode ser feito em nome de terceiros!

Depois disso, os recibos serão encaminhados para um comitente que vai assinar o documento e reconhecer a firma. 

Só assim a moto será liberada para o comprador. Todo esse trâmite costuma durar entre 30 e 90 dias para acontecer. 

Feita a liberação, a moto pode ser revendida diretamente para lojas, estacionamentos ou terceiros. 

E caso o comprador quiser utilizá-la em seu dia a dia, ela também estará apta e livre para transitar sem problema algum. 

Conclusão

Depois de conferir todas as nossas dicas sobre leilão de motos do Detran, pode se considerar um verdadeiro expert no assunto. 

Agora é hora de ir até o site do Detran do seu estado para saber quando vai ser o próximo leilão de motos para que você possa participar. 

Com certeza você vai conseguir comprar uma boa moto, com valores baratos, em bom estado de conservação e com ótima documentação. 

Mas se sua praia não são as motos e sim os carros e você está em busca de segurança por conta do novo coronavírus não tem problema. 

Te convidamos para ler um artigo especial que criamos. 

Ele fala tudo sobre leilão de carros online: Como funciona, os benefícios e como participar!

Para saber mais é só clicar abaixo e dar início aos seus estudos para conquistar um carro pela metade do preço! 

Conteúdo Recomendado

Leilão de carros online: Como funciona e quais os

Saiba como funciona um leilão de carros online, quais são os benefícios e como participar!

https://senhorcarros.com/leilao-de-carros-online-como-funciona-e-quais-os-beneficios/

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Top 10 Carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Os carros de luxo mais vendidos no Brasil parecem estar totalmente imune à crise causada pelo coronavírus que afeta diferentes setores da economia no mundo todo.

De acordo com os dados do portal financeiro Infomoney, mesmo após a chegada da pandemia no Brasil o número de vendas de carros luxuosos literalmente disparou e se manteve num patamar bastante agradável para compradores e vendedores. 

Carros de luxos mais vendidos

Mas será que você sabe quais foram os modelos de luxos mais vendidos até agora? Se sua resposta foi negativa, então você precisa conferir o artigo que nós do Senhor Carros criamos especialmente para você.

Os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020 

Confira agora os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil até agora em 2020. Você certamente vai se surpreender com a nossa lista 

10. Porsche Cayenne

Começamos a nossa lista com o SUV da montadora alemã Porsche. 

Lançado nos primórdios dos anos 2000 mais precisamente no ano de 2002 muitos fãs da marca acharam um absurdo o lançamento de uma SUV no meio de tantos modelos esportivos. Hoje a escolha se mostra mais do que acertada. 

Esse ano o Cayenne chegou à sua segunda geração e ganhou uma variação com carroceria que o coloca como um SUV Cupê. Isso deixou o design mais harmonioso e muito semelhante com famoso 911, o queridinho da marca. 

Porsche Cayenne
Porsche Cayenne

Podemos afirmar sem sombra de dúvida que o Porsche Cayenne é um esportivo luxuoso que praticamente não possui defeitos.

Os mais críticos podem dizer que ele é gastão. Mas o que é um gasto de combustível perto do seu valor que começa na faixa dos R$ 459 mil? Ao todo 443 unidades foram vendidas. 

9. Porsche 911

Aqui temos mais um exemplar que dispensa apresentações. Afinal, quem não conhece o Porsche 911?

Ao levarmos em consideração as condições de estradas e ruas no Brasil é fácil notar que ele não é um carro para ser utilizado no dia a dia. Por isso, quem compra um 911 certamente só o utiliza em ocasiões especiais. 

Porsche 911
Porsche 911

Um verdadeiro carro de corrida. É assim que muitos definem o Porsche 911 que tem diversas versões, com valores que partem da casa dos R$ 500 mil e podem alcançar cifras de R$ 1.3 milhão. Ao todo foram emplacada 600 unidades do modelo por aqui até agora. 

8. Land Rover Range Rover Evoque

Na oitava posição dos carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020 temos um representante inglês.

O modelo que surgiu a partir de um conceito criado em 2008, mas que só ganhou as ruas em 2011 agrada muita gente no Brasil e mundo afora. 

O luxuoso SUV que era produzido aqui, agora é importado diretamente da inglaterra tem como principal novidade um sistema semi-híbrido.

Nele um pequeno motor elétrico substitui o motor de partida melhorando a eficiência do conjunto como um todo.

Land Rover Range Rover Evoque
Land Rover Range Rover Evoque

De acordo com a marca, esse sistema foi capaz de melhorar o consumo do Evoque em cerca de 6%. O modelo conta agora com todas as luzes: Internas, externas e dos painéis em led. 

E para finalizar o Evoque conta ainda com um sistema inovador batizado de ClearSight Ground View. Capaz de reproduzir uma imagem 3D e transparente do que se passa sob o capô. 

O Evoque 2020 parte de R$ 281 mil podendo chegar a R$ 322. Até agora foram vendidas 884 unidades. 

7.  Mercedes Benz GLA

Chegamos à sétima posição com um modelo de uma marca conhecida pelo luxo e pela qualidade. 

O modelo “alemão” passou para uma renovação completa deixando-o mais condizente com sua proposta de SUV, afastando o rótulo de Hatchback. 

Comparado com modelo anterior o GLA 2020 ficou 1,4 centímetros menor. Seu entre-eixos possui agora 2,73 metros. A principal alteração pode ser sentida na altura, já que o modelo ganhou 10,4 centímetros extras fazendo com que tenha agora 1,50 de altura. 

Mercedes Benz GLA
Mercedes Benz GLA

Para transmitir a sensação de SUV ao volante a posição de dirigir ficou mais alta e o banco do motorista também sofreu grande elevação. Apenas para efeito de comparação, o banco do GLA é 14 centímetros mais alto que o do famoso Classe A. 

Os valores do GLA partem de R$ 185 mil e podem chegar a R$ 200 mil. Ao todo 985 unidades foram emplacadas por aqui em 2020. 

6. Land Rover Discovery Sport

A montadora inglesa trouxe para o Discovery Sport algumas alterações pontuais que só podem ser notadas com um pouco de atenção. 

Por fora o modelo tem faróis em formatos filetados e com novos contornos em LEDs que trazem a função de luzes diurnas. O capô e a linha de cintura permanecem iguais com pequenas alterações na grade frontal.

Land Rover Discovery Sport
Land Rover Discovery Sport

A entrada de ar nas extremidades do pára-choque dianteiro ficou mais fina e perdeu as luzes auxiliares. O modelo ainda conta com duas opções de motor à gasolina ou a diesel. 

Com valores partindo de R$ 249 mil e podendo chegar próximos de R$ 270 mil dependendo da versão, o Land Rover Discovery Sport vendeu 1191 unidades. 

5. Mercedes Benz Classe C

Ocupando a quinta posição entre os carros de luxo mais vendidos do Brasil temos mais um exemplar da Mercedes. O famoso Classe C. 

O modelo que é um dos mais procurados no Brasil possui três versões diferentes: Avantgarde, Exclusive e Sport. Todas elas são empurradas pelo mesmo motor 1.6 turbo flex com 156 cavalos de potência.

Desde sua criação o Classe C mantém um design elegante com muito estilo e sem arroubos extravagantes. 

Mercedes Benz Classe C
Mercedes Benz Classe C

A versão 2020 possui filetes cromados na grade dianteira que acomodam a famosa estrela da marca acima das tomadas de ar. Na traseira lanternas em LED invadem sem nenhum tipo de exagero a lateral do veículo. 

Já a versão Sport possui linhas um pouco mais distintas na grade frontal a nas entradas de ar. Com valores partindo de R$ 180 mil e podendo chegar a R$ 279 mil. Ao todo foram vendidas 1315 unidades. 

4. Volvo XC60 

Na quarta posição, mais um veículo com DNA alemão. Nesse caso o Volvo XC60 que foi anunciado com algumas novidades para o mercado brasileiro em 2020. 

As principais mudanças se concentram na versão R-Design que é a mais vendida no Brasil. O visual dessa configuração perdeu alguns elementos cromados que se tornaram preto brilhantes e ganhou novas rodas e saída de escapamento dupla.

Volvo XC60
Volvo XC60 

A gama do modelo 2020 ganhou uma nova versão chamada de Polestar Engineered que é considerada como topo de linha. Essa versão também é híbrida com um motor 2.0 de 420 cavalos que funciona de modo combinado a um motor elétrico. 

Do ponto de visual, a versão top de linha conta rodas exclusivas, cintos de segurança dourados e acabamento interior em tom de carvão. 

Fora isso, a Volvo aplicou somente pequenas mudanças especiais no XC60 com a antiga filosofia: Em time que está ganhando não se mexe. Os valores partes de R$ 245 mil e podem chegar a R$ 335 mil. Ao todo, 1577 unidades foram vendidas. 

3. BMW X1

A linha X1 da BMW é muito admirada pelos brasileiros e a versão 2020 ganhou novos apêndices, se tornando ainda mais equipada. 

A principal novidade se dá em termos de visual. O BMW X1 2020 ganhou uma nova grade que segue a tendência de outros modelos da marca.

O pará-choque também mudou e abandonou os faróis de neblina redondos para adotar luzes horizontais. 

Na parte traseiras as lanternas foram totalmente redesenhadas e a saída de escapamento ficou maior e mais imponente.

O visual é completado com as novas rodas que podem ser de 18 ou 19 polegadas dependendo da versão escolhida pelo comprador. 

BMW X1
BMW X1

No interior a principal novidade é a central multimídia de 10,2 polegadas nas versões mais caras.

A lista de equipamentos e itens de série continua um tanto quanto farta capaz de agradar até os consumidores mais exigentes. 

O BMW X1 parte de R$ 195 mil podendo chegar a R$ 235 mil. Até agora 1863 unidades foram vendidas em 2020. 

2. BMW Série 3

Mais uma vez temos um modelo da BMW fazendo uma dobradinha no pódio com medalha de bronze e prata. Ocupando a segunda posição dos modelos mais de luxo mais vendidos do Brasil temos o Série 3. 

O Série 3 é o modelo preferido da marca pelos brasileiros e chega à sétima geração totalmente reformulado em termos de visual, proporções, itens de segurança, conectividade e sistemas de assistentes de condução.

Em termos visuais a grade frontal é mais larga e com moldura única. Os faróis se tornaram mais modernos e sofisticados e os para-choques e lanternas traseiras ganharam contornos mais retilíneos e envolventes. 

Internamente a cabine está mais ampla e combina materiais como couro e alumínio.

BMW Série 3
BMW Série 3

Essa combinação oferece nova disposição dos elementos internos. O painel de instrumentos está mais completo e o console central mais elevado. 

Em termos de conectividade, acessórios e itens de série o BMW Série 3 é completo e capaz de agradar até aqueles que são extremamente exigentes. 

Disponível em três versões o BMW série 3 parte de R$ 195 mil podendo chegar a R$ 217 mil. Ao todo 2874 unidades foram emplacadas até o momento no Brasil em 2020. 

1. Toyota SW4

E o campeão entre os carros de luxos mais vendidos no Brasil em 2020 é o Toyota SW4. 

O SUV modelo 2020 da marca japonesa foi anunciado ainda na metade de 2019 e traz uma série de novidades interessantes.

A principal delas diz respeito à segurança com a adição de mais bolsas de airbags. Assim o modelo totaliza sete airbags em todas as versões. 

Toyota SW4
Toyota SW4

Na questão de navegação o SW4 ganhou nova central multimídia de oito polegadas capaz de receber toques simultâneos com permissão de zoom. O GPS do equipamento também foi melhorado. 

O modelo ganhou uma nova versão a SRX diamond que tem como base a SRX de sete lugares e moto turbo diesel.

No interior há novos revestimentos, chave personalizada e bancos dianteiros com sistema de ventilação. 

A famosa e funcional versão SR Flex de sete lugares saiu de linha. Agora a versão mais acessível é a SRV 2.7 flex AT. Fora o que citamos o modelo segue com poucas alterações estéticas. 

Os valores do modelo partem de R$ 175 mil e podem chegar a R$ 280 mil. Especialistas são unânimes de que a SW4 não vale o que custa. Mesmo assim até agora, 4.856 unidades foram comercializadas.

Conclusão

Como ocorre em diferentes partes do mundo parece não haver crise quando falamos do mercado de luxo, mesmo estando no Brasil.

Agora queremos saber de você! Qual é o seu preferido na lista dos carros de luxo mais vendidos no Brasil? Deixe um comentário contando o motivo da sua escolha. Sua opinião é muito importante para nós.

E depois de conhecer os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil que tal conhecer uma marca que só produz veículos luxuosos que vai chegar por aqui ano que vem? Para saber mais, basta clicar no botão a seguir!

Continuar Lendo

Em Alta