Artigos

Lançamentos adiados pelo coronavírus: Os 10 carros que ficarão para depois!

por

Murilo C.

Publicado em

O Covid-19 não para de se alastrar pelo mundo.

Além de prejudicar a vida de milhões de pessoas em todo o planeta, o vírus alterou o funcionamento de mercados de uma forma que jamais poderíamos imaginar.

Entre eles, o mercado automotivo, e o resultado disso são lançamentos adiados pelo coronavírus. 

Nós do Senhor Carros separamos quais lançamentos sofreram algum tipo de atraso por conta da pandemia.

Confira nossa lista com os 10 principais!

ANÚNCIOS

10. Nissan Versa 

A montadora Japonesa já tinha programado todo o lançamento da nova geração do Nissan Versa para o Brasil, mas os planos foram totalmente afetados pela pandemia que assola o mundo inteiro. 

O Novo Nissan Versa tinha previsão de chegada para o mercado brasileiro entre os meses de abril e maio.

Atualmente seu lançamento está programado para junho, isso se o coronavírus estiver controlado até lá, é claro. 

O Sedã contará com três versões e será equipado com motor 1.6 de 120 cavalos para enfrentar modelos como Chevrolet Onix Plus, Honda City e Fiat Cronos.

Nissan Versa
Nissan Versa
ANÚNCIOS

9. Peugeot 208 

O Peugeot 208 é mais um dos lançamentos adiados pelo coronavírus.

Visto como um divisor de águas, a montadora francesa aposta no modelo para voltar a crescer no Brasil.

Na Europa, o modelo agradou tanto que recebeu o prêmio de carro do ano 2020.

Entretanto, desse lado do oceano, precisaremos esperar um pouco mais para descobrir se o modelo vai corresponder às expectativas. 

O modelo apostará em tecnologias inéditas para o segmento, como sistema de frenagem autônoma de emergência e controle de cruzeiro adaptativo.

Sob o capô, um motor 1.2 aspirado Puretech de 90 cavalos ou um motor 1.2 turbo com 130 cavalos foram prometidos pela montadora.

A apresentação do Peugeot 208 estava prevista para Abril, mas como o veículo será produzido na fábrica argentina de El Palomar, e o país vizinho está em um isolamento social mais duro do que o adotado no Brasil, não existe uma data definida para lançamento, que deve ficar para o segundo semestre. 

Peugeot 208
Peugeot 208

8. Fiat Strada 

A Fiat havia liberado teasers da Nova Strada para o público em geral. Pessoas próximas a marca sinalizavam que tudo já estava pronto para o lançamento da pequena picape, mas infelizmente os planos acabaram sendo adiados por motivo de força maior. 

A produção da Fiat foi interrompida em todas as fábricas do país, e isso faz com que não haja uma expectativa quanto a data de lançamento e a nova geração da Strada, muito esperada por conta de uma série de novidades. O modelo contará com elementos compartilhados com o mobi, como estrutura dianteira, portas, para-brisa e interior, além de versões de cabine simples e dupla. 

O modelo de entrada vai manter o motor 1.4 fire de 88 cavalos, enquanto as mais caras serão equipadas com motorização 1.3 firefly de 109 cavalos com um câmbio manual de cinco marchas como única opção.

A montadora foi questionada sobre a possibilidade de um lançamento online, a exemplo do que ocorreu com a Chevrolet Tracker, mas o alto escalão da marca no Brasil afirmou que isso está fora dos planos da empresa. 

Fiat Strada
Fiat Strada 
ANÚNCIOS

7. Volkswagen Nivus 

O Volkswagen Nivus é mais um dos lançamentos adiados pelo coronavírus que foi muito sentido pelos profissionais do setor. O modelo tinha previsão de chegar às concessionárias brasileiras na segunda quinzena de maio. 

Além de adiar o lançamento do Nivus, a montadora alemã também vai adiar o lançamento do crossover derivado do Polo para o segundo semestre. 

Na cabine, o Nivus contará com um quadro digital de 12 polegadas de série, além de uma central multimídia com internet 4G integrada inédita no Brasil. O modelo será responsável ainda por estrear o novo logotipo da marca no Brasil e o volante de três raios do Golf 8.

No quesito motorização, o Nivus contará com motor 1.0 200 TSI com 128 cavalos, equipado somente com câmbio automático de seis marchas. 

Volkswagen Nivus
Volkswagen Nivus

6. Mitsubishi Outlander Sport 

Embora tenha a nomenclatura Sport, o modelo na verdade é uma reestilização do Mitsubishi ASX. Rebatizado, o SUV é mais um na lista dos lançamentos adiados pelo coronavírus e tinha estreia prevista para o segundo trimestre deste ano. 

A reestilização é inspirada no irmão mais velho – Eclipse Cross, do qual, inclusive, compartilha a mesma plataforma. Na cabine, a novidade é uma central multimídia de 8 polegadas. O motor é 2.0 flex de 170 cavalos do ASX será mantido, assim como o câmbio automático CVT.

Mitsubishi Outlander Sport
Mitsubishi Outlander Sport 
ANÚNCIOS

5. Caoa Chery Arrizo 6

O Caoa Chery Arizzo 6, é mais um modelo dentre tantos lançamentos adiados pelo coronavírus. Com previsão de chegada para o primeiro semestre, provavelmente, o sedã só será lançado no segundo semestre, com a ingrata missão de enfrentar concorrentes como Toyota Corolla e Honda Civic.

A exemplo de seus concorrentes, o Chery Arrizo 6 possui medidas extravagantes, contando com 4,71 metros de comprimento, 1,82 metros de largura, 1,49 metros de altura e 2,67 metros de distância entre-eixos.

O Motor deve ser o mesmo utilizado no Arrizo 5: 1.5 flex capaz de render 150 cavalos, com um câmbio CVT de 9 Marchas. A data de lançamento do Arrizo 6, ainda não foi confirmada pela Caoa.

Caoa Chery Arrizo 6
Caoa Chery Arrizo 6

4. Ford Ranger Storm

A Ford Ranger Storm tinha lançamento previsto para março, mas o coronavirus também adiou os planos da montadora Norte americana. 

A Nova Picape, tem um visual diferente, inspirado no apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo ainda em  2018, com molduras ao redor das caixas de rodas, rodas escurecidas e adesivos nas bases das portas, além disso, os pneus escolhidos são de uso misto. 

O motor é o mesmo das versões top de linha, um 2.3 turbodiesel de 200 cavalos, com um câmbio automático de 6 velocidades. 

Ford Ranger Storm
Ford Ranger Storm

3. Caoa Chery Tiggo 8

Depois do Tiggo 2, 5X e Tiggo 7, a Caoa Chery, a montadora está pronta para colocar mais um SUV nas ruas do Brasil, o Tiggo 8. Após uma reestilização no Salão de Xangai em 2019, o utilitário tinha lançamento previsto no Brasil ainda para o primeiro semestre. 

Entretanto, por conta da pandemia de Coronavírus, a previsão de chegada do novo modelo está prevista para o segundo semestre, assim que as medidas de isolamento social e quarentena forem encerradas. 

Caoa Chery Tiggo 8
Caoa Chery Tiggo 8

2. Citroen C5 AirCross

A Citroen tem se mobilizado para trazer um rival para o Jeep Compass, que vem dominando as vendas no mercado brasileiro, e visando aproveitar o bom momento de vendas do C4 Cactus, a montadora francesa tinha em mente trazer para o Brasil, o  C5 Aircross, entretanto, esse é mais um dos lançamentos adiados pelo coronavírus. 

O novo Citroen C5 Aircross tinha previsão de lançamento entre os meses de maio e junho deste anos. Até agora, não há uma nova definida para sua chegada. O modelo contará com motor 1.6 turbo de 165 cavalos com uma faixa de preço na casa dos R$ 150 mil. 

Citroen C5 AirCross
Citroen C5 AirCross

1. Ford Territory 

E por fim, o último dos lançamentos adiados pelo coronavírus é a SUV Ford Territory. A pandemia afetou muito a estreia do modelo não só no Brasil, como em todo mundo, pelo simples fato de ser produzido na China, local considerado o primeiro epicentro da pandemia no planeta.

O Ford Territory é baseado no modelo chinês da JMC, o Yusheng S330. O SUV possui porte de Jeep Compass e contará com muitos itens de série, tais como câmera 360º, controle de cruzeiro, sistema de estacionamento automático, monitoramento de pontos de cego e alerta de permanência em faixa. O modelo terá sob o capô, um  motor 1.5 turbo flex de 145 cavalos com câmbio automático CVT.

Ford Territory
Ford Territory 

E aí? Na sua opinião qual dos lançamentos adiados pelo coronavírus fará mais falta no mercado brasileiro nesse momento? 

Depois de descobrir quais são os lançamentos adiados pelo coronavírus, que tal conferir a lista daqueles modelos que são considerados os carros mais exclusivos do mundo? Para isso é só clicar no botão a seguir!

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Prós e contras do Jeep Renegade: conheça os detalhes do modelo

A exemplo de muitos veículos no mercado o Jeep Renegade possui prós e contras, a boa notícia é que o exemplar possui mais benefícios do que malefícios, o que faz dele sem sombra de dúvidas uma boa compra.

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Prós e contras do Jeep Renegade que devem ser levados em consideração

Existem muitos prós e contras do Jeep Renegade. No entanto, quando elas são enfileiradas é possível notar que há muito mais pontos positivos em destaque do que pontos negativos, o que nos leva a crer que o modelo é uma boa opção de compra para aqueles que estão em busca de um SUV para chamar de seu.

Prós e contras do Jeep Renegade

O time de especialistas do Senhor Carros entra em campo mais uma vez para te mostrar o que há de bom e o que há ruim no Jeep Renegade e assim servindo como um guia literal para te ajudar nessa jornada de compra. 

Para conferir os prós e contras do Jeep Renegade basta apenas continuar a leitura do artigo. 

Pró: Alta capacidade tecnológica

Começamos a nossa lista de prós e contras do Jeep Renegade com uma questão que chama muito a atenção: O grande poder tecnológico. 

A versão 2021 do Jeep Renegade é rica em detalhes tecnológicos que saltam aos olhos não apenas dos condutores mas de todos os passageiros que viajam no modelo. 

Ar-condicionado dual zone, faróis Full Led, suspensão independente, seletor de terrenos, sensores de chuva e crepuscular tornam a condução do modelo muito mais divertida e consequentemente agradável. 

Afinal a experiência também é importante no momento de decidir comprar um exemplar. 

Pró: Dirigibilidade

Outro ponto positivo do Jeep Renegade tanto na versão 2021 quanto nas versões anteriores é seu poderio de dirigibilidade. 

Mesmo sendo um SUV com ambição off-road o veículo mostra um ótimo comportamento também em pisos de asfalto. Calçado com pneus de uso misto, o Renegade apresenta ótima fluidez em ruas, avenidas e estradas. 

Dirigibilidade
Dirigibilidade é ponto alto

Diferente do que muita gente pensa, sua dirigibilidade em um trânsito mais pesado é agradável e todo o aparato tecnológico é de grande ajuda na hora de realizar manobras. 

Pró: Segurança

O Jeep Renegade é uma ótima opção para o transporte familiar e de amigos. Sendo inclusive uma boa opção de veículos para solteiros que buscam realizar viagens inclusive com amigos. 

E para levar as pessoas que gostamos nada melhor do que contar com um carro conhecido por seus aparatos de segurança, não é mesmo? E quando o assunto é segurança, o Renegado tem grande resguardo. 

Com 7 airbags, sistema de controle de tração e estabilidade, seletor de terrenos e suspensão independente, rodar com um exemplar é uma tarefa prazerosa e segura ao mesmo tempo. 

Pró: Conforto e espaço interno

Aqui temos mais um ponto positivo na lista de prós e contras do Jeep Renegade. Na verdade um não, dois! 

Com um acabamento refinado é rápido e fácil se sentir confortável no interior de um Renegade. Além disso o amplo espaço interno também chama atenção.

Espaço interno
Segurança e espaço interno são destaques

Motorista, carona e ocupantes do banco traseiro, geralmente viajam de maneira bastante confortável em grandes deslocamentos. Sem sombra de dúvidas o SUV é um modelo indicado para quem busca conforto. 

Pró: Consumo na versão diesel

Pensando em custo x benefício direto do ponto de vista de valor de combustível para locomoção, ter um Renegade movido à diesel na garagem é uma ótima opção. 

Afinal, se trata de um SUV com valor mais acessível do que outros modelos e com um motor extremamente durável que apresenta pouca manutenção. 

Pró: Versões usadas em bom estado

Outro ponto positivo na nossa lista de prós e contras do Jeep Renegade é que por ser um veículo com boa aceitação e consequentemente bons números de vendas é relativamente simples encontrar um modelo usado em bom estado. 

É preciso lembrar que comprar um modelo usado nem sempre é má ideia. Uma vez que é possível encontrar veículos conservados, com baixa quilometragem e o mais importante de tudo: Com valores bem mais acessíveis. 

Pró: Possibilidade de customização

Outro item que pesa a favor na hora de comprar um Renegade é a possibilidade de customização do seu exemplar. 

Moab
Possibilidade de customização chama atenção

A montadora disponibiliza para o comprador um pack com uma série de acessórios. Assim cada modelo que sai da concessionária é único e não é igual ao outro, o que praticamente garante um exemplar único. 

Pró: Pacote de serviços

E o nosso último mas não menos importante item a favor na hora de comprar um Renegade é a disposição de um pacote de serviços ao proprietário do veículo.

Dentro deste pacote estão o aumento do período garantia de fábrica, os valores fixados de revisões e ainda proteções extras a rodas e pneus. O que permite maior controle de gastos ou diluição de despesas em caso de compra por meio de financiamento. 

Contra: Porta-malas pequeno

O primeiro item negativo na nossa lista de prós e contras do Jeep Renegade é o tamanho do porta-malas. 

Porta-malas
Porta-malas pequeno é calcanhar de Aquiles do Renegade

Talvez por conta do amplo espaço interno ou por algum erro de projeto. Não sabemos. A verdade é que o porta-malas do Renegade é pequeno e deixa a desejar em termos de espaço e isso pode ser visto como um empecilho na hora da compra por muita gente. 

Contra: Motor defasado

O Renegade já está há alguns anos no nosso mercado e já faz tempo que carrega consigo o funcional porém antiquado motor 1.8 Flex.

Como se sabe a Jeep faz parte do grupo FCA que também envolve a Fiat. Há um motor 1.3 turbo flex FireFly pronto para ser colocado em muitos modelos 2021 e um dos veículos que muitos acreditavam que ganharia o novo motor era justamente o Renegade. 

Mas isso não aconteceu e assim o modelo seguirá em desvantagens em termos de economia, sustentabilidade e até mesmo potência. 

Contra: Consumo com etanol

E o nosso último item da lista é o consumo com etanol. Mesmo se tratando de um SUV pesado o consumo do modelo quando abastecido com Etanol deixa bastante a desejar. 

Esse item negativo está diretamente relacionado ao nosso fator anterior que é um motor antigo e defasado sob o capô. Algo que só deve mudar em 2022. 

Conclusão

A exemplo de muitos outros modelos, não existe um carro que seja 100% em termos de itens favoráveis na hora da compra. Assim é preciso pesar os prós e contras antes de fechar qualquer tipo de negócio. 

Entretanto como é possível notar quando falamos de prós e contras o Jeep Renegade possui muito mais itens positivos do que negativos. Podendo então ser considerado um ótimo negócio. 

Se você está interessado em comprar um modelo, seja ele zero km ou até mesmo usado é só clicar no botão abaixo que te ajudaremos a efetuar a compra de um Renegade para chamar de seu. 

Continuar Lendo

Em Alta