Dicas

10 dicas práticas para um motorista iniciante: Veja como dirigir bem

Nossos especialistas separaram 10 dicas para motorista iniciante se dar bem no início de sua jornada ao volante e mandar bem nas ruas e estradas país afora. Confira!

Anúncios

Saiba o que fazer para ser um ótimo motorista iniciante com nossas dicas

Mas, afinal, quais as melhores dicas para quem está começando a dirigir? Fonte: Pexels.
Mas, afinal, quais as melhores dicas para quem está começando a dirigir? Fonte: Pexels.

Fornecer dicas para motorista iniciante é algo muito importante. 

Afinal, todo mundo que começa em alguma coisa precisa de referências e quando o assunto é direção isso também é válido.

A liberdade de dirigir para onde bem entender é algo que não tem preço, afinal o ato de entrar em um carro, ligá-lo e sair dirigindo até o seu local de destino é uma maneira de espairecer. 

Contudo, o caminho até essa sensação de tranquilidade envolve prática e confiança. 

De modo geral, quem está aprendendo ou começando a dirigir precisa dar atenção às dicas básicas para não passar sufoco. 

Motoristas que sofrem com algum tipo de ansiedade, precisam trabalhar esse sentimento com um bom instrutor de autoescola, além de conferir dicas sobre o assunto, como o nosso artigo de hoje. 

Mas se você já é uma pessoa segura e ainda está aprendendo a dirigir, é muito importante ficar de olho em alguns conselhos. 

Assim, para te ajudar nessa missão, nossos especialistas reuniram uma série de dicas precisas.

O conteúdo de hoje com dicas para motorista iniciante é de utilidade pública e deve ser lido por quem está fazendo aulas práticas ou é recém-habilitado.

Então, bora conferir?

Dirigir ou pilotar? Carros voadores estão chegando

Saiba o que já é realidade entre carros voadores e conheça os principais modelos que já estão à venda.

Anúncios

O que é um motorista iniciante?

Embora seja uma pergunta com resposta óbvia é preciso compreender o termo motorista iniciante. 

O motorista iniciante é aquele motorista que está no início de sua vida automotiva.

Pode ser tanto o motorista recém-habilitado, quanto aquele que já tirou a CNH há algum tempo, mas ainda não tinha veículo e começou a dirigir após um certo tempo.

Assim, a gente afirma que motorista iniciante é exatamente aquele que está iniciando a sua jornada motorizada.

E para ajudar essa galera, a gente separou nada mais do que 10 dicas para motorista iniciante mandar bem na pilotagem.

Bora conferir. 

10 dicas para dirigir bem mesmo sendo um motorista iniciante

Então, quais as dicas para o motorista iniciante? Fonte: Pexels.
Então, quais as dicas para o motorista iniciante? Fonte: Pexels.

Enquanto para uns dirigir é um dom, para outros é uma tarefa difícil.

Sendo assim, não devemos fazer nenhum tipo de julgamento com aqueles motoristas que estão no início de sua jornada.

Afinal, a exemplo de qualquer outra jornada, se adaptar na direção de um carro é algo que demanda tempo e dedicação. 

Assim, para ajudar, separamos nada menos do que 10 dicas para motorista iniciante. 

Para quem está começando a dirigir agora, tirar um tempinho para leitura das dicas a seguir fará toda a diferença.

Então, vamos começar?

Anúncios

10. Atenção à posição de dirigir

Essa é uma dica para motorista iniciante que é muito importante. 

Esse é o ponto de partida para todo motorista.

Afinal, encontrar a posição correta de condução impacta na segurança e conforto.

Então, acomode-se no banco de forma que as costas e o quadril estejam firmes conta a parte de trás do assento. 

Estique o braço totalmente e ajuste o banco até que o punho pouse de forma natural sobre o aro de cima do volante. 

A partir daí é possível ajustar também a altura e a profundidade da coluna de direção. 

O ideal é que com as duas mãos ao volante na posição dez para as duas ou quinze para as três os braços fiquem ligeiramente arqueados. 

Outro ponto importante diz respeito ao acionamento dos pedais, especialmente o da embreagem em carros manuais. 

Assim, o ideal é conseguir pisar no pedal sem precisar esticar a perna toda. 

Caso o carro seja automático, esqueça a perna esquerda e a repouse no “descansa-pé” ao lado dos pedais que esses tipos de veículos geralmente oferecem. 

Por fim, é preciso ficar atento também à altura do banco de modo que você consiga ver a ponta direita do capô. 

9. Coloque o cinto antes de sair dirigindo

Uma das dicas para motorista iniciante que não deve ser negligenciada é a do cinto de segurança. 

O cinto deve ser afivelado antes mesmo de dar a partida no motor. Ao puxá-lo, verifique se o cinto não está torcido. 

A faixa superior deve passar sobre o ombro e não sobre o braço ou muito próxima ao pescoço.

Enquanto a inferior deve passar pelo colo. 

Assim, depois de puxar o cinto é preciso inserir a correia metálica na parte da fivela e quando ouvir o clique, pronto! 

Esse é o sinal de que o cinto está afivelado e vai te proteger. 

Então, afaste um pouco a faixa para longe do seu corpo, até que as duas faixas se moldem ao seu corpo sem qualquer folga. 

E aqui temos uma dica dentro da dica. 

Evite usar clipes ou outras peças para prender o cinto.

Isso porque, em caso de acidentes, você pode ter uma lesão séria na coluna ou até mesmo quebrar o pescoço.

Afinal, com folgas no dispositivo o corpo acaba deslocado, algo que o cinto devidamente afivelado evita. 

8. Dê uma atenção especial ao encosto de cabeça

O encosto de cabeça não é uma peça ilustrativa.

Ele é importante para o seu conforto e sua segurança. 

A peça deve cobrir preferencialmente toda sua nuca.

Assim, a parte mais alta do encosto não deve ficar no nível do pescoço, pois em caso de acidente isso facilita um efeito de chicote do pescoço. 

A dica para motorista iniciante aqui é clara:

A têmpora deve ficar posicionada no centro do apoio. Isso traz conforto e segurança ao mesmo tempo. 

7. Ajuste os espelhos retrovisores

O ajuste dos espelhos retrovisores para quem vai dirigir pela primeira vez é muito importante. 

Então, depois de ajustar sua posição de dirigir e colocar o cinto, ajuste os espelhos retrovisores para o ângulo mais aberto possível.

Em seguida, vá trazendo a lente lentamente para dentro da carroceria até que apareça uma parte do carro. 

O ideal é que sem deslocar a cabeça você seja capaz de enxergar a traseira do carro pelos retrovisores externos. 

Já o espelho interno precisa estar posicionado de modo que você consiga apenas com o movimento dos olhos visualizar a janela inteira. 

O ajuste dos retrovisores é muito importante, afinal, um o ajuste errado aumenta em até 40% a área de ponto cego. 

6. Se familiarize com o carro antes de dirigir

Se familiarizar com o carro é dica importante! Fonte: Unsplash.
Se familiarizar com o carro é dica importante! Fonte: Unsplash.

Antes de dirigir um veículo pela primeira vez é importante estar familiarizado com ele. 

Afinal, o motorista iniciante ainda não tem o hábito de ficar ao volante.

Então, fazer um teste básico mesmo dentro da garagem é uma boa ideia.

Ligar e desligar o carro, realizar mudanças de marchas com o veículo parado, sentir o freio de mão, acionar faróis, setas e limpadores para saber onde estão os principais comandos é uma das dicas para motorista iniciante não deixar de lado. 

5. Vá com calma

Pisar de maneira suave no acelerador é uma das principais dicas para motorista iniciante. 

Na verdade essa é uma recomendação para todos os motoristas inexperientes que devem ir com calma no início. 

Assim, ao acelerar com calma, o motorista iniciante vai ter mais tempo para sentir o carro como um todo. 

Além disso, terá mais facilidade para controlar ou frear o veículo em caso de emergência. 

Isso não quer dizer que é preciso dirigir em velocidades muito baixas, algo que inclusive é considerado infração de trânsito.

Mas no começo, comece devagar. Ou seja: vá com calma. 

4. Repare nos motoristas que você conhece

Mesmo que seus parentes e amigos não te ensinem a dirigir, nada impede que você repare na forma com que eles conduzem o carro. 

Assim, preste atenção nas trocas de marcha, a forma como passam por lombadas ao estacionar ou ultrapassar outro veículo, por exemplo.

Observar é uma ótima forma do motorista iniciante pegar alguns insights. 

3. Não esqueça os documentos

Dando continuidade a nossa série de dicas para motorista iniciante chegamos a um ponto importante. 

Um erro comum dos iniciantes é dar aquela saída rápida e não levar os documentos. 

Infelizmente, não é possível prever quando haverá uma blitz.

Então, esteja sempre com os documentos em mão. 

Ou seja, CNH e documento do carro sempre com você!

2. Busque horários calmos

No início é importante evitar horários de rush.

Os horários com maior trânsito são no início da manhã e no final da tarde, inclusive costumam ser caóticos e estressantes. 

Além de ser um período com grande incidência de imprudência por parte dos motoristas, afinal todo mundo está desesperado para chegar em casa ou no trabalho. 

1. Vá por caminhos tranquilos

E a última das nossas dicas para motorista iniciante é de ir por caminhos tranquilos no começo.

Não é preciso evitar vias expressas e avenidas movimentadas quando estiver começando a dirigir. 

Mas se puder, prefira ruas mais calmas, com menor fluxo de carros. 

Isso é bom até para você treinar com mais calma, sem ninguém colado, buzinando na sua orelha ou te fechando. 

Mitos sobre carros que você já ouviu (e acreditou)

E depois de conhecer as principais dicas para motorista iniciante que tal aproveitar que você está começando a dirigir e já rever algumas informações sobre veículos?

Nossos especialistas produziram um material especial mostrando os principais mitos sobre veículos que muita gente ainda crê ser verdade.

Assim, para se manter informado e ligado no setor automotivo, você só precisa clicar no botão abaixo. 

Mitos sobre carros que muita gente acredita

Conheça 10 mitos sobre carros que são difundidos por aí e que muita gente acredita, mas que na verdade não possuem nenhum fundamento!

Sobre o autor

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Em Alta

content

JAC T60 Plus: Conheça o SUV diferentão que tem tudo para emplacar

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! JAC T60 Plus: Conheça o SUV diferentão que tem tudo para emplacar

Continue lendo
content

Hyundai HB20, O melhor carro do Brasil! Será?

O novo modelo de 2020 tem grande expectativa. O veículo conquistou os brasileiros e dominou as vias nacionais, dizem que é o melhor carro do Brasil. Será?!

Continue lendo
content

Como comprar Volkswagen T-Cross: Saiba como fazer bom negócio

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Como comprar Volkswagen T-Cross: Saiba como fazer bom negócio

Continue lendo

Leilão de Carros

Termos usados em leilão veicular: Conheça os principais

Conheça os principais termos usados em leilão veicular e se torne um verdadeiro expert antes de participar, dar seus lances e arrematar qualquer tipo de veículo.

Os principais termos usados em leilão veicular

Na teoria, participar de leilões para comprar carros, caminhões e motos não é algo tão complicado, no entanto, conhecer os termos usados em leilão veicular é uma ótima maneira de entender ainda mais sobre esse universo onde é possível encontrar veículos por até metade de seu valor de tabela. 

Como participar e onde arrematar em leilão

Conheça os passos para participar de um leilão, e descubra onde é possível encontrar veículos para serem arrematados por ótimos preços!

Com o mercado de carros, motos e caminhões praticando valores abusivos, muita gente tem procurado os leilões para comprar veículos. 

A busca por leilões é um tanto quanto óbvia, pois essa é a melhor forma de pagar um valor justo por um veículo. 

Outro ponto importante de se ressaltar sobre os leilões veiculares é que eles são seguros e estão dentro da lei. 

Inclusive, diferente do que muita gente imagina e até mesmo divulga, é possível até fazer seguro auto para carro comprado em leilão.

Se você está querendo participar de um leilão veicular, mas antes quer reunir o máximo de informações sobre essa modalidade de compra, você veio ao lugar certo.

Hoje vamos te mostrar quais são os principais termos usados em leilão veicular. 

A compra do seu veículo por até metade do preço começa aqui! 

Termos usados em leilão veicular: Conheça os principais

Arrematante, comitente, repasse, lote, incremento mínimo. Você já ouviu alguns desses termos?

Provavelmente não! 

Isso porque, normalmente apenas as pessoas que estão mais familiarizadas com o mercado de leilões veiculares é que conhecem seus significados. 

O detalhe é que se você tem em mente participar de um leilão, é importante conhecer o significado de todos esses termos para ficar por dentro do processo de compra e vendas. 

Conhecer esses termos garante mais segurança na hora da compra e mais condições de decidir se de fato, é um bom negócio tentar comprar determinado veículo. 

Como o objetivo do Senhor Carros é te ajudar, vamos te explicar hoje o significado dos principais termos usados em um leilão veicular. 

Bora aprender?

Edital do leilão

Como não poderia deixar de ser, temos que começar falando sobre o Edital do Leilão!

Esse é sem sombra de dúvidas o termo mais utilizado em um leilão veicular

O Edital do Leilão nada mais é do que o documento oficial que faz a publicação de todas as informações relevantes para os interessados em participar das negociações. 

O edital sempre vai conter:

  • A data e a hora em que o leilão vai ser realizado;
  • Informações sobre o veículo a ser leiloado, como seu estado de conservação;
  • Dados do leiloeiro;
  • Formas de pagamento ao arrematar o lote;
  • Procedimentos para retirada do veículo arrematado. 

Falando de modo popular, o edital contém todas as regras do jogo. 

Logo, a sua leitura atenta é fundamental para conferir toda a segurança do processo, seus deveres, garantias e até mesmo para avaliar se determinada oportunidade é realmente boa para você. 

Comitente e arrematante

Esses são dois dos termos mais falados em um mercado de leilões com certeza e isso não é à toa. 

Afinal, eles são as peças principais e consequentemente mais importantes de todo o processo. 

Bora aprender o que significa cada um desses termos. 

O comitente nada mais é do que o vendedor do leilão. Ou seja, é aquele que disponibiliza os bens para a venda.

Ele pode ser uma pessoa física ou jurídica, assim como bancos, financeiras, construtoras ou empresas frotistas.

 Já o arrematante, é aquele que ofereceu o último lance da disputa e venceu a concorrência.

Dessa maneira basta que ele apresente os documentos exigidos e faça o pagamento para se tornar efetivamente o comprador do bem leiloado. 

Lote

O lote é mais um dos termos usados em leilão veicular. 

Na verdade, é possível afirmar que esse é o termo mais utilizado em qualquer tipo de leilão. 

É chamado de lote, o conjunto de um ou mais bens leiloados a cada disputa. 

Os itens são divididos dessa forma de acordo com suas características, o que ajuda a tornar o leilão mais ágil e funcional. 

Isso quer dizer que, quando você dá um lance em um determinado lote, está oferecendo um valor para todos os itens daquele conjunto. 

Por isso, é primordial e fundamental conferir atentamente o edital para descobrir se o veículo que você procura está à venda de forma isolada ou somada a uma série de outros veículos. 

Em leilões veiculares, é muito comum que o lote seja somente uma propriedade, ou seja, apenas um carro, ou uma moto ou um caminhão, por exemplo, por conta do seu valor. 

Entretanto, quando falamos de leilões de sucatas, dentro de um lote pode haver uma série de partes e peças para venda. 

Incremento mínimo

Para que a disputa não gire em torno de lances muito baixos como centavos ou dezenas de reais, o leiloeiro determina para cada lote um valor de incremento mínimo. 

O incremento mínimo é o quanto deve ser adicionado a cada nova oferta. 

Veja o seguinte exemplo:

Se o último lance ofertado por um carro foi de R$ 5.000,00 e seu incremento mínimo é de R$ 500,00 os próximos lances devem ser dados adicionando esses R$ 500,00. 

Ou seja, eles podem ser R$ 5.500,00; R$ 6.000,00; R$ 6.500,00 e assim sucessivamente até que o vencedor seja definido. 

Algo importante a ser dito é que o leiloeiro pode alterar o incremento mínimo no decorrer do leilão.

Isso costuma acontecer por conta da sua dinâmica. 

Por isso, é importante ficar atento quando isso acontecer para que seja possível avaliar se vale a pena continuar na disputa. 

Lances

A essa altura, você com certeza já sabe que os lances são as ofertas feitas pelos concorrentes sobre um lote e que devem respeitar  o incremento mínimo estabelecido.

O detalhe é que no mercado de leilões existem tipos específicos de lances que podem estar previstos no edital.

Um deles é o lance inicial, que se refere à oferta mínima aceita em uma disputa. 

É importante ter em mente que esse valor nem sempre é divulgado e que se a cifra não for atingida, o leiloeiro pode acabar aceitando uma oferta menor do que a estabelecida inicialmente pelo comitente para  venda. 

Nesse caso, esse lance inferior é chamado de lance incondicional, também conhecido como proposta e que pode ocorrer mesmo o lance dado for o lance inicial. 

Isso acontece porque, em algumas situações, os valores são cadastrados abaixo do estabelecido, exatamente para tentar a venda do lote também com a proposta. 

Se durante a disputa o valor chegar ao determinado pelo comitente, o lote é finalizado e dado como vendido. 

Quem quer ter a chance de arrematar um lote sem precisar acompanhar o pregão em um leilão virtual pode optar pelo lance automático. 

Nessa modalidade, o participante estipula o valor máximo que está disposto a pagar e depois de cada lance dos concorrentes, o sistema cobra automaticamente até o limite informado. 

E por fim há o lance manual!

O lance manual é a oferta definida e feita pelo próprio participante. É o tipo mais comum de lance. 

Leilões judiciais

Dando continuidade aos termos usados em leilão veicular temos os chamados leilões judiciais. 

Esse termo se refere aos leilões veiculares com algum processo que tramita no sistema judiciário, como é o caso de execuções trabalhistas, civis ou fiscais. 

Eles devem ser determinados por um juiz com a finalidade de utilizar os recursos arrecadados com a negociação para quitar dívidas ou custos de processos. 

Nesses casos, é importante destacar que os lances são dados de acordo com a porcentagem estabelecida previamente pelo juiz. 

No entanto, existe uma pequena chance do de um lance ser aceito com o valor menor do que o estabelecido. 

Por isso é preciso que haja coerência na hora de realizar as propostas, já que, normalmente, lances que excedem um desconto de 5% não vão ser aceitos.

O que pode ser feito também, se houver interesse, é a oferta por parte do arrematante de um pagamento parcelado em relação ao lance inicial. 

Para que isso ocorra, a proposta deve ser enviada via e-mail, conforme estabelecido pelo artigo 895 do código de Processo Civil, para que seja apresentada ao juiz. 

Assim, se não houver lances online, ela poderá ser aceita ou não pelo Juiz.

Algo importante a ser dito sobre esse termo e consequentemente tipo de leilão é que ele deve ser evitado. 

Pois, pelo fato de se tratar de um leilão que ainda envolve jurisdições, antigos proprietários de veículos podem entrar com recursos que irão dificultar a liberação e ajustes de documentação. 

Leilão extra judicial

Esse é o tipo de leilão motivado exclusivamente pelo interesse do proprietário do bem que será ofertado, sem nenhum tipo de relação com processos judiciais. 

Para isso, é preciso buscar leiloeiros ou casas de leilões certificadas que fazem a intermediação da venda. Isso garante segurança e vantagem para esse tipo de compra. 

Eles também podem ocorrer em função do não pagamento de bens alienados às instituições financeiras, como é o caso de muitos carros, motos e caminhões. 

Quando isso acontece, a empresa que bancou o financiamento retoma o bem e o coloca em leilão como forma de compensar o descumprimento do contrato. 

Diferente do leilão judicial, os leilões extrajudiciais são os melhores tipos de leilão para participar. 

Neles, é possível encontrar veículos em ÓTIMO estado de conservação, por valores surpreendentes. 

Se você está pensando em participar de leilões, os extrajudiciais são os melhores. Foque sempre neles. 

Regra dos três minutos

E para finalizar o nosso artigo com os termos usados em leilão veicular, temos o último termo: a regra dos três minutos. 

Em leilões online, quando existe alguma penhora de bens para pagamento de dívidas ou processos, os interessados participam do leilão em tempo real por meio da internet. 

Para cada oferta, existe uma data e horário pré-estabelecidos para encerrá-lo. 

No entanto, com a regra dos três minutos, é estabelecido que o lote só será realmente finalizado depois de se passarem três minutos, sem novas ofertas de lance. 

Além disso, é válido destacar também que essa regra serve apenas para leilões online, já que nos simultâneos quem dá o tempo de encerramento do lote é o próprio leiloeiro enquanto o processo ocorre. 

Conclusão

Como já mostramos várias vezes, os leilões são excelentes alternativas para quem busca um veículo de qualidade com preços muito mais baixos que os normais. 

Contudo, conhecer os termos usados em leilão veicular é fundamental para ficar por dentro das negociações, entender todos os processos e efetivar uma boa compra. 

Agora que você já conhece os principais termos, que tal aprender quais são os principais passos antes de participar de um leilão e onde encontrar um veículo para chamar de seu?

Para te ajudar nessas duas questões, preparamos um artigo com dicas de segurança, todos os passos para se credenciar a participar desse tipo de negócio e o mais importante: Onde buscar o seu exemplar. 

Para ter todas essas informações ao seu alcance, você só precisa clicar abaixo! 

Como participar e onde arrematar em leilão

Conheça os passos para participar de um leilão, e descubra onde é possível encontrar veículos para serem arrematados por ótimos preços!

Você também pode gostar

content

Renault Kwid: Conheça tudo sobre o modelo mais barato do Brasil

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Renault Kwid: Conheça tudo sobre o modelo mais barato do Brasil

Continue lendo
content

Fiat Cronos: Conheça os detalhes do modelo

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Fiat Cronos: Saiba tudo sobre o sedã que não tem nada de esportivo

Continue lendo