Artigos

Carros mais importantes da década: confira 11 modelos que se destacaram

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Em pouco tempo tudo pode mudar, principalmente quando falamos do universo automotivo. Uma série de lançamentos se destacaram por motivos diversos nos últimos 10 anos no mercado brasileiro. Mas será que você é capaz de se lembrar quais são os carros mais importantes da década?

Carros da década

Se você não se lembra quais são eles, não tem problema. Montamos uma lista daqueles que são considerados os carros mais importantes da década, seja por conta de tecnologia, número de vendas e até mesmo por alterar comportamento dos consumidores. Confira. 

ANÚNCIOS

Os carros mais importantes da década

Confira agora os carros mais importantes da década e saiba quais são os motivos deles estarem presentes nessa ilustre lista. 

11. Chevrolet Onix 

Você deve estar se perguntando o por quê o Chevrolet Onix está na lista dos carros mais importantes da década. Pois bem, vamos lá. 

Apresentando em 2012 com a intenção de substituir o Corsa, o Onix quebrou literalmente a hegemonia de dois dominadores da época, o Volkswagen Gol e o Fiat Palio, levando a GM a ser líder no mercado a partir de 2015, algo que não acontecia desde os anos dourados do Monza (1984 a 1986). 

O Onix trouxe em todos os seus modelos (e isso inclui os de entrada), o sistema multimídia MyLink e se manteve soberano mesmo com a chegada da segunda geração do Ford Ka e do Fiat Argo. A nova geração, vem equipada com nova plataforma, motor e equipamentos inéditos no segmento para se manter na liderança por um longo período. 

Chevrolet Onix
Chevrolet Onix 

10. Hyundai HB20

Foi através da Caoa que a Hyundai se tornou conhecida no Brasil ainda quando importava modelos com Azera, Sonata e i30, mas foi também em 2012, com a chegada oficial da marca no país que as coisas começaram a melhorar para a montadora. 

A estreia como fabricante nacional veio acompanhada do HB20, modelo que foi desenvolvido exclusivamente para o mercado brasileiro, com a intenção de bater os líderes da época Volkswagen Gol, Honda Fit e Fiat Palio. 

Com um design único, dotado de bom acabamento e construção nunca vista em um modelo de entrada, o HB20 rapidamente mostrou ao que veio, e se tornou rapidamente vice-líder de mercado. Embora faça parte dos carros mais importantes da década, o modelo vem perdendo o fôlego nos últimos anos.

Hyundai HB20
Hyundai HB20

9. Renault Kwid 

Aqui temos mais um exemplo de um pequeno notável na lista dos carros mais importantes da década. Foi sob o mote de SUV dos compactos, que o Renault Kwid estreou, com a intenção de ser diferentão. 

O projeto indiano da montadora francesa caiu como uma luva no mercado brasileiro, trazendo ao segmento dos mais baratos do Brasil itens como suspensão elevada, airbags laterais, central multimídia e porta-malas com quase 300 litros. 

O motor 1.0 de 3 cilindros com 70 cavalos de potência é outra atração à parte. Com baixo consumo e bom desempenho por conta do seu baixo peso, o Kwid é revolucionário pois é barato de comprar e de manter. Em 2019 ele foi o quarto carro mais vendido por aqui, ganhando de lavada de seu principal concorrente, o Fiat Mobi.

Renault Kwid
Renault Kwid 

8. Volkswagen up! TSI 

Lançado no ano de 2014, o up! trouxe para o segmento dos subcompactos um modelo refinado e com alto nível de segurança. No entanto, isso tinha um preço mais elevado do que seus concorrentes e o brasileiro não se dispôs a pagar. 

Entretanto, no ano de 2015, com a estreia do motor 1.0 TSI – com turbo e injeção direta a história mudou. A potência aliada de economia fez com que o subcompacto da montadora alemã ganhasse uma legião de fãs.

De quebra, o motor se mostrou uma decisão tão acertada que se espalhou para outros modelos, como Polo, Virtus e até mesmo o famoso T-Cross. Depois da Volkswagen, outras montadoras optaram por seguir pelo mesmo caminho e lançaram seus modelos 1.0 turbo.

Volkswagen up! TSI 

7. Fiat Toro 

Depois de falarmos dos pequenos, é hora de aumentar de tamanho no que diz respeito aos carros mais importantes da década e com isso, chegamos ao Fiat Toro. 

A Fiat Toro nasceu da base de um SUV aliada à praticidade de uma picape. Um modelo diferente, que acabou criando um novo segmento no país, que ganhará concorrentes nos próximos anos, uma vez que Ford e Volkswagen já anunciaram lançamentos para enfrentá-la.

O modelo é produzido sob a mesma plataforma dos Jeep Renegade e Compass. Com uma estrutura monobloco, a Toro inovou na abertura da caçamba, com duas folhas e de abertura lateral. Outro ponto que ajudou a conquistar clientes, foi a variedade de versões, tais como motor 1.8 e 2.4 flex; tração dianteira; motor 2.0 turbodiesel; tração 4×4 e câmbio automático de 9 marchas. 

Fiat Toro
Fiat Toro 

6. Honda HR-V 

Antes do HR-V apenas Renault Duster e Ford EcoSport disputavam no segmento de SUVs compactos. 

Até que a Honda resolveu inovar, e com a base do Fit, o HR-V surgiu, com grande apelo no que diz respeito à modularidade do interior, fazendo uso do que chama de Magic Seat o modelo é referência em espaço interno. 

Além disso, acabamento e design também chamam atenção, nesse que é considerado um dos carros mais importantes da década. No ano de 2018 passou por um processo de reestilização e em 2019 ganhou motor 1.5 turbo a gasolina, equipado com câmbio automático CVT. Líder de vendas desde o seu lançamento, o HR-V desbancou seus “irmãos” Fit e Civic para se tornar o carro-chefe da Honda no mercado brasileiro. 

Honda HR-V
Honda HR-V 

5. Jeep Compass 

O Jeep Compass entra na nossa lista de carros mais importantes da década por um critério mercadológico um tanto quanto incomum: é um SUV médio que vendeu mais do que um compacto.

Mesmo sendo (naturalmente) mais caro, o Compass conseguiu deixar seu irmão de plataforma, o Renegade, para trás e mostrou que mesmo com valores mais elevados, um design com bom acabamento e proposta familiar pode sim, atrair compradores. 

O Compass foi responsável por colocar a marca novamente entre as mais desejadas dos brasileiros, além de conquistar uma participação de mercado em seu segmento superior aos 50%.

Jeep Compass
Jeep Compass 

4. Range Rover Evoque 

Aqui temos um modelo que nasceu de um carro-conceito da montadora inglesa e agradou muita gente logo de cara, por isso chegou às lojas no ano de 2011 com poucas mudanças em relação ao seu projeto inicial. 

O Range Rover Evoque está entre os carros mais importantes da década por ter causado impacto em termos de design e isso o fez se tornar um símbolo de status, tanto no Brasil quanto no Mundo. 

Em pouco tempo, o Evoque se tornou o desejo da classe alta e se tornou figura constante em estacionamentos de estabelecimentos de luxos. Seu impacto foi tamanho, que acabou ditando regra para modelos seguintes da Land Rover. Recentemente, ganhou uma nova geração, com apenas leves mudanças visuais. 

Range Rover Evoque
Range Rover Evoque 

3. Toyota Corolla 

A nossa lista com os carros mais importantes da década não poderia deixar de ter um clássico, não é mesmo?

Mesmo com lançamentos consecutivos de SUVs, o Corolla se manteve firme entre a classe média brasileira. Durante a última década, o Corollão (apelido carinhoso), figurou diversas vezes entre os 10 carros mais vendidos do Brasil, chegando a desbancar modelos menores e muito mais baratos. 

Ano passado, o modelo ganhou uma nova geração. Muito mais moderna e com tecnologia híbrida, se tornando o primeiro carro híbrido flex produzido no Brasil (e consequentemente no mundo). 

Atualmente, movido com um motor a combustão que aceita etanol ou gasolina, o sedã ainda conta com baterias que alimentam o seu motor elétrico, diminuindo seu gasto de combustível. Por conta dessa pegada ecológica (e econômica) o Corolla passou a ser ainda mais desejado. 

Toyota Corolla
Toyota Corolla 

2. BMW i3

2019 foi um marco no que diz respeito a eletrificação de automóveis no Brasil, mas foi em 2013 que o BMW i3 deixou sua marca na história e entrou para a lista de carros mais importantes da década. 

Com o visual futurista, o modelo “ostentava” com sua estrutura em fibra de carbono, rodas aro 20 com pneus finos e um motor a combustão apenas para recarga de baterias. O i3 nunca foi barato, é importante dizer, e ainda nos dias de hoje o modelo alemão custa valores exorbitantes. 

Comercializado hoje sem o motor a combustão, o i3 conta com um motor elétrico capaz de gerar 170 cavalos de potência, além de manter a versão com o gerado, um motor de dois cilindros, de 647 cilindradas, que não possui função de movimentá-lo, mantendo, como um veículo 100% elétrico.

BMW i3
BMW i3

 1. Nissan Leaf 

Lançado em 2010, O Nissan Leaf tornou-se o primeiro elétrico da história a ultrapassar as 400 mil unidades vendidas, se consolidando como líder de mudança global por uma mobilidade mais sustentável em todo o mundo 

A segunda geração do Leaf foi lançada em 2017 e ganhou fôlego no que diz respeito a desempenho e autonomia. Entretanto o modelo empolga no quesito aceleração, uma vez que tem excelente torque, aliado ao silêncio a bordo no momento de dirigir. 

O Nissan Leaf possui três modos de condução: Normal, econômico e com regeneração, que inverte a função do motor para desacelerar e recarregar a bateria. O sistema de recuperação energética é acionado por um botão. Divertido e fácil de conduzir, o modelo é uma ótima opção para mobilidade urbana, uma vez que quase dispensa o pedal do freio.  

Desde o seu lançamento, a Nissan estima que os mais de 400 mil Leafs comercializados já rodaram mais de 10 bilhões de quilômetros, o que seria suficiente para economizar quase 4 milhões de barris de petróleo por ano. 

Não é preciso explicar quais são os motivos pelos quais o Nissan Leaf está na lista dos carros mais importantes da década, não é mesmo?

Nissan Leaf
Nissan Leaf

Depois de descobrir quais são os carros mais importantes da década aqui no Brasil, que tal ter acesso a uma lista que é totalmente o oposto do que acabamos de mostrar? Estamos falando da lista dos piores carros já vendidos do Brasil. Se você ficou curioso(a) para descobrir quais são essas bombas, basta clicar aqui.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Listas

Top 10 Carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Os carros de luxo mais vendidos no Brasil parecem estar totalmente imune à crise causada pelo coronavírus que afeta diferentes setores da economia no mundo todo.

De acordo com os dados do portal financeiro Infomoney, mesmo após a chegada da pandemia no Brasil o número de vendas de carros luxuosos literalmente disparou e se manteve num patamar bastante agradável para compradores e vendedores. 

Carros de luxos mais vendidos

Mas será que você sabe quais foram os modelos de luxos mais vendidos até agora? Se sua resposta foi negativa, então você precisa conferir o artigo que nós do Senhor Carros criamos especialmente para você.

Os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020 

Confira agora os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil até agora em 2020. Você certamente vai se surpreender com a nossa lista 

10. Porsche Cayenne

Começamos a nossa lista com o SUV da montadora alemã Porsche. 

Lançado nos primórdios dos anos 2000 mais precisamente no ano de 2002 muitos fãs da marca acharam um absurdo o lançamento de uma SUV no meio de tantos modelos esportivos. Hoje a escolha se mostra mais do que acertada. 

Esse ano o Cayenne chegou à sua segunda geração e ganhou uma variação com carroceria que o coloca como um SUV Cupê. Isso deixou o design mais harmonioso e muito semelhante com famoso 911, o queridinho da marca. 

Porsche Cayenne
Porsche Cayenne

Podemos afirmar sem sombra de dúvida que o Porsche Cayenne é um esportivo luxuoso que praticamente não possui defeitos.

Os mais críticos podem dizer que ele é gastão. Mas o que é um gasto de combustível perto do seu valor que começa na faixa dos R$ 459 mil? Ao todo 443 unidades foram vendidas. 

9. Porsche 911

Aqui temos mais um exemplar que dispensa apresentações. Afinal, quem não conhece o Porsche 911?

Ao levarmos em consideração as condições de estradas e ruas no Brasil é fácil notar que ele não é um carro para ser utilizado no dia a dia. Por isso, quem compra um 911 certamente só o utiliza em ocasiões especiais. 

Porsche 911
Porsche 911

Um verdadeiro carro de corrida. É assim que muitos definem o Porsche 911 que tem diversas versões, com valores que partem da casa dos R$ 500 mil e podem alcançar cifras de R$ 1.3 milhão. Ao todo foram emplacada 600 unidades do modelo por aqui até agora. 

8. Land Rover Range Rover Evoque

Na oitava posição dos carros de luxo mais vendidos no Brasil em 2020 temos um representante inglês.

O modelo que surgiu a partir de um conceito criado em 2008, mas que só ganhou as ruas em 2011 agrada muita gente no Brasil e mundo afora. 

O luxuoso SUV que era produzido aqui, agora é importado diretamente da inglaterra tem como principal novidade um sistema semi-híbrido.

Nele um pequeno motor elétrico substitui o motor de partida melhorando a eficiência do conjunto como um todo.

Land Rover Range Rover Evoque
Land Rover Range Rover Evoque

De acordo com a marca, esse sistema foi capaz de melhorar o consumo do Evoque em cerca de 6%. O modelo conta agora com todas as luzes: Internas, externas e dos painéis em led. 

E para finalizar o Evoque conta ainda com um sistema inovador batizado de ClearSight Ground View. Capaz de reproduzir uma imagem 3D e transparente do que se passa sob o capô. 

O Evoque 2020 parte de R$ 281 mil podendo chegar a R$ 322. Até agora foram vendidas 884 unidades. 

7.  Mercedes Benz GLA

Chegamos à sétima posição com um modelo de uma marca conhecida pelo luxo e pela qualidade. 

O modelo “alemão” passou para uma renovação completa deixando-o mais condizente com sua proposta de SUV, afastando o rótulo de Hatchback. 

Comparado com modelo anterior o GLA 2020 ficou 1,4 centímetros menor. Seu entre-eixos possui agora 2,73 metros. A principal alteração pode ser sentida na altura, já que o modelo ganhou 10,4 centímetros extras fazendo com que tenha agora 1,50 de altura. 

Mercedes Benz GLA
Mercedes Benz GLA

Para transmitir a sensação de SUV ao volante a posição de dirigir ficou mais alta e o banco do motorista também sofreu grande elevação. Apenas para efeito de comparação, o banco do GLA é 14 centímetros mais alto que o do famoso Classe A. 

Os valores do GLA partem de R$ 185 mil e podem chegar a R$ 200 mil. Ao todo 985 unidades foram emplacadas por aqui em 2020. 

6. Land Rover Discovery Sport

A montadora inglesa trouxe para o Discovery Sport algumas alterações pontuais que só podem ser notadas com um pouco de atenção. 

Por fora o modelo tem faróis em formatos filetados e com novos contornos em LEDs que trazem a função de luzes diurnas. O capô e a linha de cintura permanecem iguais com pequenas alterações na grade frontal.

Land Rover Discovery Sport
Land Rover Discovery Sport

A entrada de ar nas extremidades do pára-choque dianteiro ficou mais fina e perdeu as luzes auxiliares. O modelo ainda conta com duas opções de motor à gasolina ou a diesel. 

Com valores partindo de R$ 249 mil e podendo chegar próximos de R$ 270 mil dependendo da versão, o Land Rover Discovery Sport vendeu 1191 unidades. 

5. Mercedes Benz Classe C

Ocupando a quinta posição entre os carros de luxo mais vendidos do Brasil temos mais um exemplar da Mercedes. O famoso Classe C. 

O modelo que é um dos mais procurados no Brasil possui três versões diferentes: Avantgarde, Exclusive e Sport. Todas elas são empurradas pelo mesmo motor 1.6 turbo flex com 156 cavalos de potência.

Desde sua criação o Classe C mantém um design elegante com muito estilo e sem arroubos extravagantes. 

Mercedes Benz Classe C
Mercedes Benz Classe C

A versão 2020 possui filetes cromados na grade dianteira que acomodam a famosa estrela da marca acima das tomadas de ar. Na traseira lanternas em LED invadem sem nenhum tipo de exagero a lateral do veículo. 

Já a versão Sport possui linhas um pouco mais distintas na grade frontal a nas entradas de ar. Com valores partindo de R$ 180 mil e podendo chegar a R$ 279 mil. Ao todo foram vendidas 1315 unidades. 

4. Volvo XC60 

Na quarta posição, mais um veículo com DNA alemão. Nesse caso o Volvo XC60 que foi anunciado com algumas novidades para o mercado brasileiro em 2020. 

As principais mudanças se concentram na versão R-Design que é a mais vendida no Brasil. O visual dessa configuração perdeu alguns elementos cromados que se tornaram preto brilhantes e ganhou novas rodas e saída de escapamento dupla.

Volvo XC60
Volvo XC60 

A gama do modelo 2020 ganhou uma nova versão chamada de Polestar Engineered que é considerada como topo de linha. Essa versão também é híbrida com um motor 2.0 de 420 cavalos que funciona de modo combinado a um motor elétrico. 

Do ponto de visual, a versão top de linha conta rodas exclusivas, cintos de segurança dourados e acabamento interior em tom de carvão. 

Fora isso, a Volvo aplicou somente pequenas mudanças especiais no XC60 com a antiga filosofia: Em time que está ganhando não se mexe. Os valores partes de R$ 245 mil e podem chegar a R$ 335 mil. Ao todo, 1577 unidades foram vendidas. 

3. BMW X1

A linha X1 da BMW é muito admirada pelos brasileiros e a versão 2020 ganhou novos apêndices, se tornando ainda mais equipada. 

A principal novidade se dá em termos de visual. O BMW X1 2020 ganhou uma nova grade que segue a tendência de outros modelos da marca.

O pará-choque também mudou e abandonou os faróis de neblina redondos para adotar luzes horizontais. 

Na parte traseiras as lanternas foram totalmente redesenhadas e a saída de escapamento ficou maior e mais imponente.

O visual é completado com as novas rodas que podem ser de 18 ou 19 polegadas dependendo da versão escolhida pelo comprador. 

BMW X1
BMW X1

No interior a principal novidade é a central multimídia de 10,2 polegadas nas versões mais caras.

A lista de equipamentos e itens de série continua um tanto quanto farta capaz de agradar até os consumidores mais exigentes. 

O BMW X1 parte de R$ 195 mil podendo chegar a R$ 235 mil. Até agora 1863 unidades foram vendidas em 2020. 

2. BMW Série 3

Mais uma vez temos um modelo da BMW fazendo uma dobradinha no pódio com medalha de bronze e prata. Ocupando a segunda posição dos modelos mais de luxo mais vendidos do Brasil temos o Série 3. 

O Série 3 é o modelo preferido da marca pelos brasileiros e chega à sétima geração totalmente reformulado em termos de visual, proporções, itens de segurança, conectividade e sistemas de assistentes de condução.

Em termos visuais a grade frontal é mais larga e com moldura única. Os faróis se tornaram mais modernos e sofisticados e os para-choques e lanternas traseiras ganharam contornos mais retilíneos e envolventes. 

Internamente a cabine está mais ampla e combina materiais como couro e alumínio.

BMW Série 3
BMW Série 3

Essa combinação oferece nova disposição dos elementos internos. O painel de instrumentos está mais completo e o console central mais elevado. 

Em termos de conectividade, acessórios e itens de série o BMW Série 3 é completo e capaz de agradar até aqueles que são extremamente exigentes. 

Disponível em três versões o BMW série 3 parte de R$ 195 mil podendo chegar a R$ 217 mil. Ao todo 2874 unidades foram emplacadas até o momento no Brasil em 2020. 

1. Toyota SW4

E o campeão entre os carros de luxos mais vendidos no Brasil em 2020 é o Toyota SW4. 

O SUV modelo 2020 da marca japonesa foi anunciado ainda na metade de 2019 e traz uma série de novidades interessantes.

A principal delas diz respeito à segurança com a adição de mais bolsas de airbags. Assim o modelo totaliza sete airbags em todas as versões. 

Toyota SW4
Toyota SW4

Na questão de navegação o SW4 ganhou nova central multimídia de oito polegadas capaz de receber toques simultâneos com permissão de zoom. O GPS do equipamento também foi melhorado. 

O modelo ganhou uma nova versão a SRX diamond que tem como base a SRX de sete lugares e moto turbo diesel.

No interior há novos revestimentos, chave personalizada e bancos dianteiros com sistema de ventilação. 

A famosa e funcional versão SR Flex de sete lugares saiu de linha. Agora a versão mais acessível é a SRV 2.7 flex AT. Fora o que citamos o modelo segue com poucas alterações estéticas. 

Os valores do modelo partem de R$ 175 mil e podem chegar a R$ 280 mil. Especialistas são unânimes de que a SW4 não vale o que custa. Mesmo assim até agora, 4.856 unidades foram comercializadas.

Conclusão

Como ocorre em diferentes partes do mundo parece não haver crise quando falamos do mercado de luxo, mesmo estando no Brasil.

Agora queremos saber de você! Qual é o seu preferido na lista dos carros de luxo mais vendidos no Brasil? Deixe um comentário contando o motivo da sua escolha. Sua opinião é muito importante para nós.

E depois de conhecer os 10 carros de luxo mais vendidos no Brasil que tal conhecer uma marca que só produz veículos luxuosos que vai chegar por aqui ano que vem? Para saber mais, basta clicar no botão a seguir!

Continuar Lendo

Em Alta