Dicas

Motorista barbeiro: descubra se você é um

Confira as principais gafes cometidas por motoristas barbeiros e descubra se você faz parte desse seleto e indesejado grupo!

Anúncios

Saiba o que evitar para não ser um motorista barbeiro ao volante

Será que você é um motorista barbeiro? Fonte: Pexels.
Será que você é um motorista barbeiro? Fonte: Pexels.

Existe muito motorista barbeiro por aí que mal sabe que dirige mal. 

Contudo, é preciso dirigir para ser classificado como um bom ou mau motorista.

Assim, é relativamente comum que no início algumas gafes e erros sejam cometidos.

Entretanto, com o passar do tempo, vícios ao volante devem ser diminuídos e falhas amenizadas.

Dirigir no trânsito pesado das cidades é hoje um mal necessário para quem precisa levar crianças na escola, ir ao trabalho, assim como outros afazeres diários.

E no trânsito, é muito importante dirigir de maneira segura e estar sempre atento para não levar aquela buzinada na orelha e o famoso grito em seguida: Barbeiro!

Dirigir com atenção e segurança seja nas cidades ou nas rodovias também vai além da segurança.

É uma forma de poupar o carro de esforços desnecessários que levam ao seu desgaste prematuro. 

Agora responde pra gente: Você é um motorista barbeiro?

No artigo de hoje vamos mostrar dicas do que não fazer para não ser enquadrado como um barbeiro.

Bora começar?

Descubra se a quilometragem foi adulterada

Confira 8 dicas valiosas para conferir se o carro já teve a quilometragem adulterada e se livre de uma furada!

Anúncios

O que é um motorista barbeiro?

Quando a gente fala de direção segura e funcional, muita gente se questiona:

Afinal, o que é ser barbeiro?

O motorista barbeiro não é apenas aquele que dirige mal em termos de pilotagem mecânica.

Ou seja, que deixa o carro morrer, que bate as rodas que não sabe trocar a marcha no tempo certo.

Na verdade, esses são erros comuns que com a prática vão sendo contornados.

Assim, o motorista barbeiro é aquele que não respeita as regras de trânsito, não é educado com pedestres ou outros motoristas, e acima de tudo não cuida do próprio carro.

Dito isso, é hora de seguirmos adiante.

A seguir vamos mostrar 10 dicas para você não dirigir como um motorista barbeiro.

10 dicas para não dirigir como um motorista barbeiro

Confira as dicas! Fonte: Unsplash.
Confira as dicas! Fonte: Unsplash.

Agora que você já sabe o que é ser um barbeiro, nós vamos mais além.

Nossos especialistas separaram 10 dicas de direção para você não ser um barbeiro! 

Vamos começar?

Anúncios

10. Dirigir com suavidade

Essa é uma dica fenomenal. 

Afinal, ser suave é primordial na hora de dirigir. 

Assim que o sinal abrir arranque de maneira suave.

Acelerar de forma brusca só serve para gastar combustível e desgastar peças como pneus e embreagem. 

Viu que o sinal está fechando? Solte o acelerador e deixe o carro rolar freando de maneira leve.

Para contar as curvas, faça movimentos suaves e graduais.

Dirigir de maneira suave, é econômico, além de passar segurança para os ocupantes. 

Um motorista barbeiro dirige de forma agressiva e pouco confortável para si mesmo, os ocupantes do veículo e para todos que estão à sua volta.

Por isso, seja suave, não seja barbeiro.

9. Não pisar fundo com o motor frio

Muita gente não sabe, mas o motor dos carros possuem uma temperatura ideal de funcionamento.

Dessa forma, quando está frio, o óleo lubrificante não consegue chegar até todas as supas partes.

Assim, até que o motor aqueça, o ideal é pegar leve com o acelerador e não subir as rotações. 

Os motores modernos que usam óleos mais finos aquecem mais rapidamente. 

Carros mais antigos, sem termômetro, trazem o que chamamos de luz espia, que fica acesa enquanto o motor está frio.

Em carros com termômetro, o ideal é esperar que a temperatura chegue até o meio da escola para acelerar mais fundo sem dó. 

Apenas um motorista barbeiro pisa fundo com o motor frio.

8. Não segure o carro na descida apenas com o freio

A maioria dos carros usam discos de freio nas rodas da frente e tambores de aço nas rodas de trás.

O uso contínuo e forçado pode superaquecer o sistema, fazendo com que o carro perca o poder de frear.

Assim, em descidas, principalmente as mais íngremes, o ideal é usar o freio motor como forma de aliviar o sistema de freio. 

Isso garante que o freio vai funcionar em caso de emergência. 

Em veículos manuais, basta reduzir para uma marcha mais forte, mas prestando para não “estourar” o limite de rotações. 

Já em carros automáticos, existem posições no trilho do seletor do câmbio, como: 3, 2 e L.

Caso o carro tenha câmbio sequencial é só reduzir uma ou duas posições. 

E por fim, no CVT sem simulação, é só colocar a alavanca na posição L.

Então, agora você já sabe: segurar o carro só no freio, é coisa de barbeiro. Não faça isso.

7. Evite segurar o carro na embreagem nas subidas

Embora isso seja pedido nos exames para tirar CHN, segurar o carro na embreagem nas subidas não é algo aconselhado. 

Saber controlar bem a embreagem e uma habilidade útil na hora de arrancar.

Contudo, quando estiver na subida, o ideal é usar apenas o freio de mão para segurar o carro.

E aqui cabe um ponto importante: Segurar o carro não demérito algum.

Afinal, segurar o carro na embreagem, aumenta muito o desgaste do sistema.

Além disso, a necessidade de manter o carro acelerando enquanto se segura na embreagem aumenta o desgaste de combustível.

Ou seja, isso é coisa de motorista barbeiro. 

6. Não vire para trás para dar ré

Aqui temos uma dica polêmica.

Afinal, isso é o que se pede em alguns exames para tirar a CNH.

Assim, se essa for a solicitação na sua região, faça isso apenas no exame, e depois siga o que nossos especialistas dizem:

A forma mais segura de dar ré é virado para frente, olhando para os três retrovisores. 

Isso porque, ao virar para trás, a sua visão fica limitada apenas à traseira e perde a referência lateral.

O ato de se virar para trás acaba confundindo o motorista, levando-o a esterçar o volante para o lado errado.

Mesmo em carros com câmera de ré, o ideal é usar os retrovisores como auxílio. 

A forma de dirigir evolui, e apenas os barbeiros teimosos se mantêm no passado.

5. Não use o pisca alerta sem necessidade

O Código Brasileiro de Trânsito é explícito: 

Use o pisca-alerta apenas quando tiver que parar o carro em caso de emergência ou quando a sinalização exigir.

Usar o pisca alerta para parar em uma via de mão dupla, em vagas reservadas ou em movimento é coisa de motorista barbeiro folgado. 

O uso inadequado do pisca-alerta acaba por assustar motoristas que vêm atrás, podendo inclusive causar algum acidente.

Assim, só ligue o pisca-alerta quando realmente precisar. 

4. Não dirija colado no carro da frente

Manter uma distância segura do veículo que vai à frente é fundamental, pois te dá tempo para reagir em caso de acidente ou freada repentina.

Quando se está na estrada, o recomendado é buscar um ponto de referência e contar de 4 a 5 segundos entre o carro que vai à frente e você passar por ele. 

Nas cidades essa dica também é válida, mesmo com a velocidade menor.

Afinal, as chances de imprevistos são ainda maiores. 

Por isso a dica aqui é clara: 

não seja um motorista barbeiro que anda colado no carro à frente, as chances de um acidente são grandes.

3. Evite ficar na faixa da esquerda

Em vias com faixas duplas ou múltiplas faixas, a da extremidade esquerda deve ser utilizada apenas para ultrapassagens.

E não importa se você esteja trafegando no limite máximo da via ou acredite que está com pressa.

A faixa da esquerda deve ser usada apenas para ultrapassagem.

A pressa de outro motorista pode ser maior que a sua.

Além disso, você não é policial rodoviário para cuidar da forma com que os outros dirigem.

Rodar na faixa da esquerda e se negar a dar passagem para quem vem atrás é muita barbeiragem.

2. Não dar a seta

É preciso dar a seta. Fonte: Unsplash.
É preciso dar a seta. Fonte: Unsplash.

Aqui temos um verdadeiro clássico entre os motoristas barbeiros. 

Sinalizar para onde vai é algo óbvio e o óbvio também precisa ser dito.

Motoristas e motociclistas que vêm atrás, assim como pedestres não conhecem suas intenções.

Além disso, tão ruim quanto não dar seta, é dar seta apenas em cima da hora e acabar pegando muita gente de surpresa.

Por isso, dê seta e com antecedência. 

1. Jamais dirija com o celular na mão

E aqui temos o que há de pior quando falamos de motoristas barbeiros.

Afinal, quando se roda a uma velocidade de 40 km/h, o carro percorre 11 metros em um segundo.

Ou seja, aquele momento em que você pega o celular, ou muda a rota do GPS pode ser fatal.

Por isso, quando chegar uma mensagem importante ou precisar mudar a rota do GPS, pare o carro.

Isso é mais seguro para você e para todos que vão em volta. 

Somente barbeiros e inconsequentes dirigem mexendo no celular. 

Motoristas de aplicativos também erram: conheça os principais erros

E já que você acabou de conferir dicas preciosas para não ser um motorista barbeiro, que tal falar de motoristas por aplicativos?

Afinal, para ganhar a vida atrás do volante é importante saber dirigir bem.

Assim, a gente preparou um conteúdo especial para quem está começando como motorista de app ou já dirige há algum.

Para conhecer e evitar os principais erros e levantar uma grana certeira, já sabe, né?

É só clicar abaixo! 

Principais erros cometidos por motoristas de app

Conheça os principais erros cometidos pelos motoristas de app, evite-os e potencialize seu lucro na direção!

Sobre o autor

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Em Alta

content

Carros mais gastões do Brasil: Se surpreenda com a lista

Está pensando em comprar um carro mas não quer gastar muito com combustível? Então Confira a nossa lista com os carros mais gastões do Brasil!

Continue lendo
content

Comprar carro sem dar entrada: conheça 4 excelentes alternativas

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Comprar carro sem dar entrada: conheça 4 excelentes alternativas

Continue lendo
content

Eletricidade pura: 15 veículos elétricos que chegam no Brasil em 2020

Diferente do que acontece no Brasil, o mercado de veículos elétricos cresce no mundo inteiro. Conheça os modelos elétricos que chegam em 2020!

Continue lendo

Listas

Carros para crise: Conheça 10 modelos para tempos de dificuldade

Carros para crise: Conheça 10 modelos que podem e devem ser utilizados em momentos de dificuldade financeira!

Muitas pessoas já passaram por algum momento de dificuldade. A atual pandemia, que inclusive atrasou lançamentos, é um momento difícil, e embora muita gente não saiba, existe até mesmo carros para crise. 

Uma das coisas para quem precisa ter obrigatoriamente um veículo para trabalhar, é apostar em modelos mais simples, usados, que costumam ter bom preço, manutenção barata e que dificilmente vão dar algum tipo de problema. 

Trocar de carro, para um modelo mais básico e menos completo não é tão agradável, mas em alguns momentos da vida, é preciso dar um passo atrás, para poder dar dois passos a frente.

Assim, após análises profundas, nós do Senhor Carros separamos os principais carros para crise. Quer saber quais são? É só cair na leitura do artigo de hoje. 

Top 10 carros para crise

Confira agora, 10 modelos de carros para crise que são bons, baratos, econômicos e não dão manutenção. 

10. Chevrolet Corsa

O Corsa foi um importante marco da Chevrolet em meados dos anos 1990. 

O pequenino foi um verdadeiro sucesso de vendas, pois era justamente o que o brasileiro precisava um carro acessível e que funcionasse diante de todos os problemas que podiam existir. 

O Corsa enfrenta ruas esburacadas, dificilmente precisa de manutenção e roda até com combustível ruim. A parte boa disso é que ele também é bem fácil de manter. 

Hoje é possível encontrar versões com motores 1.0 e 1.6 e até mesmo encontrar sua versão em perua, o famoso Corsa Wagon. Bons exemplares são achados por valores entre R$ 5 mil e R$ 10 mil. 

9. Chevrolet Celta

Mais um entre os bons carros para crise é o Celta. 

O Celta na verdade é uma evolução do Corsa, que também atendeu e ainda atende com qualidade muitos brasileiros país afora. 

Um verdadeiro guerreiro, o Celta é econômico, valente e dificilmente precisa ficar parado em oficinas mecânicas. Seus motores são de gerações mais evoluídas do ponto de vista tecnológico do que seu irmão Corsa.

Exemplares com motorização 1.0 e 1.4 podem ser encontrados na faixa de R$ 12 a R$ 18 mil em ótimas condições. É o clássico, pagar e andar. 

8. Fiat Palio Fire

Aqui temos outro exemplar de carro popular e duradouro. Existem relatos na internet de exemplares de Palio Fire que ultrapassaram a faixa dos 200 mil km rodados, ou seja, eles realmente aguentam o tranco.

O Fiat Palio Fire é uma ótima opção entre os carros para crise, pois te leva do ponto A ao ponto B com o menor custo possível. 

Com manutenção muito barata, economia de combustível e robustez, é possível encontrar exemplares do Palio Fire por cifras na casa dos R$ 15 mil. 

7. Uno Mille Fire

O Uno Mille Fire é praticamente um Palio quadrado. 

Brincadeiras à parte, o Uno Mille Fire se destaca pela valentia, afinal é considerado até hoje, pau para toda obra, ou seja, serve para trabalhar, passear e até mesmo para o ser o carro da família.

Seu pouco peso gera economia de combustível, seus pneus são baratos, a manutenção é acessível, ou seja, é literalmente uma ótima escolha entre os carros para crise. 

Desembolsando montantes na faixa entre R$ 9 e R$ 12 mil é possível comprar um Uno Mille Fire e rodar muito gastando pouco. 

6. Ford Fiesta com Motor Zetec Rocam

O Fiesta Zetec Rocam foi um marco nesse modelo da Fiat. 

O modelo em específico se destacava por conta de seu espaço interno e ter corrente de comando ao invés de correia dentada, o que ajuda muito nos custos de manutenção. 

Além disso, outro ponto positivo do modelo, é sua suspensão, que se ajusta facilmente a variações de asfalto, mantendo estabilidade, sendo uma ótima opção para viagens com a família ou a trabalho. 

O ponto positivo do motor Zetec Rocam é sua linearidade de funcionamento aliada à economia de combustível. Com valores entre R$ 10 mil e R$ 15 mil é possível encontrar um ótimo exemplar de Fiesta com motor ZeteC Rocam.

5. Volkswagen Gol com Motor AP

Não é à toa que o Gol foi o líder de vendas no Brasil durante anos a fio, não é mesmo?

Os que vieram de fábrica com motor AP, cujo apelido era apezão, são robustos, simples, baratos e extremamente funcionais. Todo mecânico sabe consertar um motor AP por conta de sua simplicidade e funcionalidade. 

Além do Gol, Parati e Saveiro também tiveram sob o Capô motores AP com variadas faixas de potência. É possível encontrar um Gol com motor AP por valores entre R$ 9 e R$ 15 mil em ótimo estado de funcionalidade. 

4. Volkswagen Santana com motor AP

Aqui temos outro exemplar de carro da Volkswagen com motor AP entre os melhores carros para Crise. 

O Santana com motor AP 1.8 ou 2.0 é uma ótima pedida, pois é um carro espaçoso, forte e embora muitos não acreditem econômico. Com toda a robustez modelos dos anos 2000, 2002, fazem uma média de 12 a 14 km/l na estrada e cerca de 8 km/L na cidade. 

Pode ser usado tanto como carro de família, como carro de trabalho, sendo possível encontrar bons exemplares por valores entre R$ 10 e R$ 15 mil. 

3. Renault Clio

O Renault Clio é mais um que entra na nossa lista de carros para crise. 

O modelo que já foi porta de entrada da montadora francesa para muita gente é considerado ainda uma ótima opção para se ter até os dias de hoje. 

É possível encontrar exemplares com pouco mais de 15 anos de idade com diferentes versões, como hatch, sedã e perua, com motorização tanto 1.0 quanto 1.6. 

Barato de comprar e manter e econômico de rodar, é possível encontrar bons exemplares na faixa de preço entre R$ 10 e R$ 15 mil. 

2. Volkswagen Fox

Lançado no Brasil em 2003, o Fox é mais um exemplar da Volkswagen com muitos anos de duração. Embora haja boatos de que ele deve sair de linha esse ano, ele ainda está na lista dos modelos mais vendidos da montadora alemã por aqui.

Embora tenha quase duas décadas de vida, o modelo é sinônimo de qualidade, funcionalidade e economia.

Exemplares mais antigos são apontados como exemplares no quesito de consumo, além de ser difícil apresentar qualquer tipo de problema mecânico. 

É possível encontrar exemplares equipados tanto como motores 1.0 quanto 1.6 na faixa dos R$ 15 mil. 

1. Volkswagen Polo

Embora tenha sido totalmente renovado recentemente, o polo é um modelo que se faz presente no mercado automotivo brasileiro há muito tempo. 

A exemplo de outros modelos, como o Fox e o Gol, o Polo tem uma base consolidada e clientes fiéis. Com mecânica de qualidade, quase não há manutenção e quando se faz necessário visitas à oficina, os valores não são excessivos. 

O Polo é polivalente, sendo bom para trabalho e lazer. A boa notícia, é que por valores entre R$ 12 e R$ 15 mil é possível encontrar modelos usados com motores 1.0 e 1.6 além de versões hatches e sedans. 

Conclusão

É preciso ter em mente que momentos de crise são passageiros.

Todos estamos enfrentando uma fase difícil que certamente em breve passará, entretanto, algumas medidas, como a troca de carros pode ser algo válido nesse momento. 

Depois de conhecer boas opções de carros para crise, que tal aprender a vender seu carro online e conseguir um preço justo por ele? Para saber tudo sobre o assunto, é só clicar no botão abaixo! 

Você também pode gostar

content

Conheça as vantagens e desvantagens do carro híbrido no Brasil

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Conheça as vantagens e desvantagens do carro híbrido no Brasil

Continue lendo
content

Comprar carro elétrico em leilão: descubra onde arrematar o seu

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Comprar carro elétrico em leilão: descubra onde arrematar o seu

Continue lendo
content

Vale a pena comprar um carro esportivo

Clique e saiba o que levar em conta antes de comprar um carro esportivo, já que nem sempre ele vai se adequar ao seu dia-a-dia. Veja aqui!

Continue lendo