Dicas

8 dicas para saber se o carro teve quilometragem adulterada

Um dos maiores receios e desejos de quem compra um usado ou seminovo é saber se o carro teve quilometragem adulterada e é exatamente isso que a gente mostra para você no artigo de hoje!

Anúncios

Descubra se a quilometragem de um carro foi adulterada

Aprenda como conferir a quilometragem do seu carro. Fonte: Pexels.
Aprenda como conferir a quilometragem do seu carro. Fonte: Pexels.

Afinal, como saber se o carro teve quilometragem adulterada? 

Essa é uma dúvida muito comum e que assombra muitos compradores de usados e seminovos.

Comprar um veículo seminovo possui uma série de vantagens e conseguir preços atrativos e acessíveis é a principal delas. 

Contudo, quando os devidos cuidados não são tomados, esse tipo de aquisição vem acompanhada de armadilhas. 

Assim, consultar a quilometragem do veículo é fundamental para garantir que o carro tem boa procedência, além de boas condições de uso e não esconde nenhum problema. 

Por se tratar de um bem durável, que vai ficar com você por muitos anos é importante avaliar o custo x benefício do veículo e do negócio. 

Além disso, contar com ajuda profissional é algo mais do que aconselhável nesse tipo de negócio! 

Afinal, para alterar a quilometragem de um carro, golpistas usam vários artifícios para enganar um futuro comprador. 

Então, o segredo é tomar alguns cuidados antes de fechar o negócio que envolva um carro usado ou seminovo. 

Assim, no artigo de hoje, nossos especialistas trazem uma série de dicas e sugestões para que você cheque o odômetro do carro.

Assim, você vai saber se o carro teve quilometragem adulterada ou segue com o marcador original.

Então, bora descobrir como fazer essa avaliação?

Dicas simples para não ser enganado na oficina

Confira 11 dicas para se dar bem e nunca mais ser enganado na oficina mecânica e pagar o preço justo pelo conserto!

Anúncios

A importância de conferir a quilometragem do veículo antes da compra

É importante saber se o carro teve quilometragem adulterada por conta da quilometragem ser o histórico do de uso do veículo.

Embora seja apenas um número, de forma prática, a quilometragem diz muita coisa a respeito da situação do carro.

Assim, é fundamental prestar atenção na quilometragem. 

Antes de mais nada: caso você esteja em busca de um carro seminovo é preciso considerar a sua necessidade de uso.

A necessidade de uso inclui o perfil de busca e a forma de utilização do carro depois da compra. 

Assim, por exemplo, se você busca um carro para uso diário, sem grandes necessidades de deslocamento ou uso intenso, a quilometragem pode ser mais elevada. 

Contudo, se você busca um carro para realizar viagens constantes e rodar muito, então é fundamental escolher um veículo menos rodado, assim, você não precisará realizar reparos e manutenções tão cedo!

Dessa forma a lógica aqui é bastante simples:

Caso você compre um veículo com alta quilometragem, rapidamente será preciso gastar com manutenções e substituições de peças, algo que não é vantajoso.

Por isso é tão importante saber se o carro já teve a quilometragem adulterada.

E é isso que vamos te ensinar agora! 

Como saber se o carro está com a quilometragem adulterada? Veja 8 dicas práticas

Agora que você já sabe a importância da quilometragem na hora de escolher um veículo, é hora de saber se o carro teve quilometragem adulterada.

Para isso, nossos especialistas separaram algumas dicas simples de serem colocadas em prática. 

Bora conhecer cada uma delas agora! 

Anúncios

8. Comece analisando a documentação

Uma maneira simples de saber se o carro teve quilometragem adulterada é por meio da observação da documentação.

Assim, é possível chegar a procedência do veículo e conferir a situação em órgãos oficiais, como o Detran.

Para isso, você precisa ter apenas o CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo em mãos. 

Com esse documento é possível ter acesso a uma série de informações sobre o carro, tais como:

Placa, chassis, tipo de combustível, e quilometragem no momento da última vistoria obrigatória.

Além disso, é importante lembrar que hoje em dia, existem aplicativos que oferecem essa consulta para que o comprador se sinta mais seguro na hora de adquirir um veículo seminovo ou usado.

7. Peça para ver o manual do proprietário

Caso o antigo dono seja cuidadoso ele ainda vai ter o manual. 

O manual do proprietário é importante para verificar as revisões feitas no carro.

Caso as revisões tenham sido feitas na concessionária, um carimbo é batido.

Nesse carimbo constam a data da revisão e a quilometragem no momento. 

Caso as manutenções tenham sido efetuadas em oficina, exija, então, as notas fiscais do procedimento. 

É importante lembrar que hoje redes de concessionárias trabalham com sistemas informatizados e interligados.

Assim, é possível consultar o histórico dos serviços feitos no veículo ao longo dos anos e saber qual era a quilometragem em cada um dos procedimentos. 

Dessa forma, com essas essas informações, fica mais fácil comparar datas e quilometragem, acabando com dúvidas sobre adulteração do odômetro. 

6. Confira as trocas de óleos

Troca de óleo é ótima forma de conferir quilometragem. Fonte: Unsplash.
Troca de óleo é ótima forma de conferir quilometragem. Fonte: Unsplash.

No momento das trocas de óleo é colocado um adesivo no carro.

Normalmente, esse adesivo é colado na parte superior direita do vidro frontal, informando a quilometragem do veículo na última troca. 

Pessoas mal-intencionadas fazem alterações na quilometragem, mas se esquecem desse detalhe comprometedor.

Por isso, atenção aos adesivos das trocas de óleo. 

5. Confira itens no interior do carro

Uma série de itens do interior do carro dão indícios claros de uso do veículo.

Soleiras das portas, marcas de desgaste nas maçanetas, alavanca do câmbio, espuma do assento do motorista e nos pedais dão indícios do tempo real de uso do veículo.

Por isso, antes de fechar a compra, observe esses detalhes com cuidado. 

Um carro abaixo dos 50 mil km rodados deve estar com esses itens em excelente estado de conservação. 

Assim, de maneira geral, todas as partes do carro que sofrem com atrito, seja entre si, com os passageiros ou cargas, apresentam desgaste. 

Dessa forma, o estado de conservação dos carpetes e bancos, indicam, por exemplo, se o veículo é seminovo ou usado. 

Por isso, caso se depare com marcas de desgaste, mas uma quilometragem baixa, desconfie! 

4. Atenção aos detalhes exteriores

Dando continuidade às nossas dicas para saber se o carro teve quilometragem adulterada, é importante também olhar o exterior do veículo.

Riscos na lataria, arranhões em para-choques e retrovisores, manchas de sol e pontos de ferrugem – principalmente no assoalho, são indicativos clássicos de que o carro sofreu com o uso e com o tempo. 

Assim, é fundamental prestar atenção na pintura. 

Afinal, existem danos que levam muito tempo para ocorrer, como por exemplo o desbotamento da pintura.

Além disso, dê uma boa olhada nas peças de plástico no interior.

Elas geralmente se tornam esbranquiçadas com o passar dos anos e esse é um indicativo de uso do carro.

3. Observe o motor

Observe o motor com atenção! Fonte: Unsplash.
Observe o motor com atenção! Fonte: Unsplash.

Observar o motor é outra forma funcional de saber se o carro teve quilometragem adulterada. 

Caso externamente o veículo tenha sinais de uso, mas o motor estiver limpo, é sinal de que ele foi lavado com o objetivo de esconder vazamentos ou defeitos. 

Por isso, é até comum que compradores mais experientes busquem encontrar um pouco de sujeira sob o capô.

Afinal, isso assegura que o motor não sofreu maquiagem.

Além disso, caso haja parafusos novos em peças desgastadas ou marcas de apertos, caia fora, pois é um sinal claro de que o motor passou por algum reparo. 

2. Observe os pneus com atenção

Observar os pneus também é muito importante quando falamos de quilometragem de um veículo.

Um conjunto de pneus dura entre 40 mil e 60 mil km. 

Ou seja, se o carro que você está avaliando possui uma quilometragem inferior a isso, os pneus devem ser originais. 

Mas como descobrir se os pneus são originais?

Muita gente não sabe, mas é fácil descobrir se o pneu é o mesmo que saiu da fábrica. 

Na parte externa do pneu existe a sigla DOT – Depto de Transporte e após a sigla há quatro números. 

Os dois primeiros são o mês e os dois últimos o ano de produção.

Assim, o ano de fabricação do pneu deve coincidir com o do carro!

1. Conte com ajuda profissional

Muita gente não conhece de mecânica e pode acabar se perdendo na hora de saber se o carro teve quilometragem adulterada.

Assim, para avaliar um carro como um todo e te garantir que a quilometragem é original, conte com seu mecânico de confiança.

Marque um horário com ele para que vocês possam ver o veículo que você deseja comprar juntos. 

Essa é uma das maneiras mais eficazes de conferir a quilometragem do seu futuro carro.

Como saber se o carro é de leilão?

Além de saber se o carro teve a quilometragem adulterada, outra dúvida muito comum de compradores é saber se o carro já foi de leilão.

Hoje os leilões estão cada vez mais seguros e populares, contudo, muita gente ainda tem receio de comprar um veículo que já foi leiloado.

Assim, para te ajudar também nessa questão, nossos especialistas prepararam um excelente material.

Nesse material há dicas para descobrir se o carro que você está querendo comprar já foi ou não de leilão.

Ficou curioso? Quer descobrir se o carro que você está negociando já foi de leilão?

Então, é só clicar abaixo!

Como saber se o carro é de leilão? Veja dicas

Confira dicas funcionais para descobrir se o carro que você quer comprar já passou por um leilão!

Sobre o autor

Murilo C.

Redator especialista em carros, se identifica com conteúdos relacionados a lançamentos e análises de veículos e acredita que compartilhar conhecimento na área ajuda todos a tomarem melhores decisões em busca do veículo ideal para cada tipo de perfil.

Em Alta

content

Conheça quais são os prós e contras do Honda Fit

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Conheça quais são os prós e contras do Honda Fit

Continue lendo
content

Conheça o Citroen Ami: Um elétrico diferente de tudo o que você já viu

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Conheça o Citroen Ami: Um elétrico diferente de tudo o que você já viu

Continue lendo
content

Faça você mesmo! Incrível Guia de cuidados caseiros com o carro

Que tal manter a manutenção do seu veículo em dia e ainda economizar um dinheiro? Confira como é possível com nosso guia de cuidados caseiros com o carro

Continue lendo

Dicas

10 mitos sobre carros que você já ouviu e acreditou

Você sabia que os pneus não podem ficar parados por muito tempo? Pois confira esse e outros mitos sobre carros que foram espalhados por aí e que muita gente acabou acreditando por inocência ou simplesmente por falta de informação!

Descubra os maiores mitos sobre carros que já te contaram

Você sabia que existem muitos mitos sobre carros nos quais muita gente acredita?

Embora muitas informações sejam passadas com a melhor das intenções, existe muita coisa errada quando o assunto são os carros espalhados por aí. 

Contudo, infelizmente, a desinformação tomou conta de muitas áreas mundo afora e no setor automotivo isso também é comum.

Com o objetivo de te manter informado e longe de fake news que possam causar danos ao seu veículo, nossos especialistas separaram os principais mitos sobre carros que você certamente já ouviu e o pior: acreditou.

Assim, é chegada a hora de organizar uma série de informação automotiva e trazer à tona informação de qualidade sobre o seu carro e todo o universo automotivo.

Bora então, desmistificar os principais mitos veiculares?

Partiu! 

Descubra onde estão os carros mais baratos do país

Saiba em quais estados e cidades comprar um carro é mais barato e economize milhares de reais na hora de escolher o seu veículo!

Top 10 mitos sobre carros e as verdades por trás deles

Para te manter informado sobre seu carro, os especialistas do Senhor Carros separaram os principais mitos sobre carros.

Assim, quando você se deparar com algum deles, poderá refutá-los com o máximo de autonomia. 

Vamos começar?

10. Motores de 3 cilindros são mais baratos para os fabricantes

Muitos motores de quatro cilindros estão sendo substituídos por motores de três cilindros ultimamente. 

Tal alteração, deu origem a uma série de mitos envolvendo motores, inclusive o de que o carro ficaria mais barato para a montadora.

Contudo, isso é um dos principais mitos sobre carros espalhados sem fundamento por aí.

Os propulsores antigos são lucrativos, e inclusive, já deram todo o retorno de pesquisa e desenvolvimento que podiam dar às marcas. 

Assim, você certamente está se questionando:

Mas então, se os o motores de quatro cilindros são mais baratos, por que eles não continuam sendo produzidos?

A resposta aqui é lógica:

Porque o setor automotivo precisa de motores mais eficientes em termos de energia para atender o PROCONVE – Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores.

Esse programa entra em vigor em 2022 e precisa dos motores mais eficientes possíveis rodando!

9. Peças paralelas são ruins

Aqui temos um dos mais poderosos mitos sobre carros que existem. 

O mercado de peças paralelas é gigante. 

E nesse mercado existem marcas com tradição e certificação, assim como marcas reconhecidas por sua péssima qualidade. 

Assim, mitos sobre a falta de qualidade em peças que não são originais fazem sentido, mas não se aplicam a todas as peças. 

Embora pouca gente saiba, muitos fabricantes que atuam no mercado paralelo, são inclusive fornecedores de montadoras. 

Assim, o ideal é que você sempre pesquise e opte por empresas com boa reputação na hora de trocar algum componente do seu carro. 

É verdade que peças originais possuem qualidade assegurada, contudo, elas nem sempre são encontradas, principalmente em caso de veículos que já saíram de linha.

Então, não venha com o papo de que todas as peças paralelas são ruins, ok?

8. Misturar óleo diesel na gasolina é uma boa ideia

Existem uma série de mitos sobre uso inapropriado de combustíveis com o objetivo de beneficiar o motor do carro.

Contudo é preciso cautela e principalmente bom senso quando se fala sobre combustível.

Um mito em particular ganhou muita força após ser publicado no tiktok:

Adicionar 10 ml de diesel a cada litro de gasolina.

De acordo com o publicante, a mistura traria benefícios ao motor, como bicos injetores mais limpos, além de economia. 

Mas isso na verdade é um mito! 

Se seu carro for movido a gasolina, a gente te pede: Por favor, não faça isso com o seu carro!

Ao misturar diesel com gasolina você vai gerar resíduos e aumentar o consumo do seu carro.

Além disso, as chances de você danificar vários componentes do motor são imensas. 

Ou seja, aqui temos mais um entre os grandes mitos sobre carros que muita gente viu e acreditou. 

7. A gasolina brasileira é ruim

Outro mito bastante difundido na internet é o de que a gasolina brasileira é ruim. 

No passado, o combustível brasileiro era sim, de péssima qualidade, contudo essa história mudou. 

Nos últimos 20 anos o combustível brasileiro deu um salto de qualidade. 

Hoje o combustível brasileiro possui alta octanagem, baixo teor de enxofre e excelente densidade. 

Assim, se você quer reclamar da gasolina, reclame do teor de etanol onde o índice é de 27,5%

Esse índice, inclusive, supera o que é adotado em outros países.

Contudo, é importante destacar que a mistura com etanol, em menor quantidade, é comum em muitos outros países do mundo. 

Nesse momento você deve querer questionar: mas e se a gasolina for adulterada?

Nesse caso, o problema é um crime, onde a gasolina é adulterada manualmente e não tem nada a ver com refinos industriais. 

Assim, nossos especialistas garantem: embora seu preço seja caro, a gasolina brasileira é de qualidade! 

6. Economizador diminui consumo de combustível

A maioria dos mitos sobre carros está diretamente ligada ao consumo e à economia de combustível.

Assim, um dos itens que se popularizaram, principalmente em época de combustíveis caros, foram os economizadores. 

Existem hoje muitos modelos que agem com base em diferentes princípios.

No entanto, nenhum deles é eficaz e alguns podem inclusive, colaborar com incêndios no seu carro. 

Por mais que vendedores inventem histórias mirabolantes sobre esse item pensa com a gente:

Se eles fossem realmente efetivos, os carros viriam de fábrica com eles, não é mesmo?

Economizador é um dos maiores mitos já inventados, então, fuja dessa mentira.

5. Combustível aditivado melhora o desempenho do carro

Abastecer com gasolina aditivada é algo que traz vantagens.

Afinal, esse tipo de combustível conta com detergentes que provocam uma queima mais limpa, o que evita depósito de carbonos no motor.

Mas não espere um maior desempenho por conta disso. 

Existem alguns aditivos chamados de Boosters. 

Eles prometem maior performance, mas não surtem efeito com a gasolina brasileira devido ao percentual de etanol na nossa gasolina.

E ainda pior: causam danos às velas e aos catalisadores. 

E já que estamos falando em etanol, existem distribuidoras que oferecem etanol aditivado. 

Contudo, por ter baixo teor de carbono, o etanol quase não deixa resíduos durante a queima.

Assim, a ação detergente não terá muita diferença. 

A vantagem nesse caso, é que os aditivos aumentam a lubricidade do produto.

Ou seja, combustíveis aditivados ajudam na limpeza do motor, mas não aumentam o desempenho.

Seguimos então, derrubando os mitos sobre carros que muita gente ainda acredita.

4. É preciso limpar os bicos injetores periodicamente

Que fique muito claro:

Em determinadas ocasiões, o sistema de alimentação do carro pode precisar de um serviço de limpeza.

Isso ocorre quando os bicos ficam muito carbonizados a ponto de não funcionarem adequadamente.

Mas quando essa limpeza for necessária o motor vai apresentar uma série de falhas e engasgos.

E com isso a luz de alerta da injeção eletrônica vai ficar acesa no painel.

Ademais, esses problemas só ocorrem em veículos mais antigos, com dezenas de milhares de quilômetros acumulados.

Mas o que realmente não existe é a limpeza preventiva de bicos injetores.

Esse é mais um dos mitos sobre carros que muitas oficinas desonestas oferecem para muita gente a título de precaução.

Esse é um procedimento “empurrado” ao cliente que garante lucro fácil para a oficina.

Então, não caia nesse papo! 

3. Suspensão rebaixada fica mais estável

Entre todos os mitos sobre carros que a gente mostrou até aqui, esse é o único que faz sentido.

Afinal, em tese, quanto mais próximo do solo o veículo estiver, maior será seu centro de gravidade.

Contudo, não é isso que acontece. 

Pois é impossível que uma adaptação consiga resultados melhores que o projeto original de fábrica.

Aqui é importante lembrar que a dirigibilidade do seu carro está diretamente ligada ao sistema de suspensão.

Assim, durante os testes de desenvolvimento, os fabricantes avaliam a instabilidade em curvas, mudanças de direção, frenagens e muitas outras situações. 

Além disso, o funcionamento dos sistemas eletrônicos de segurança, incluindo freios ABS, controles de estabilidade e outros dispositivos são desenvolvidos para o projeto original.

É o mesmo caso dos “economizadores”. 

Se a suspensão rebaixada fosse melhor, ela viria de fábrica, concorda?

Mas ainda tem mais:

Além de não surtir o resultado esperado, toda e qualquer alteração na suspensão precisa ser legalizada, para que o veículo não fique irregular.

Então, não rebaixe a suspensão do seu carro acreditando que terá mais estabilidade, pois você não terá!

2. Um pneu parado por muito tempo ainda está novo

Vários componentes veiculares, como combustíveis e óleos, possuem prazo de validade. Ou seja, se degradam com o tempo.

E com os pneus não é diferente. 

Assim, não acredite em histórias que dizem que os pneus estão novos após vários anos sem rodar. 

Isso porque a borracha oxida com o tempo.

Umidade, temperatura e falta de uso contribuem para o envelhecimento do pneu.

Um pneu velho perde aderência e torna a condução do veículo mais perigosa.

Além disso, o ressecamento do pneu provoca fissuras que facilitam um estouro durante o uso. 

De modo geral, os fabricantes determinam um prazo máximo para o uso de pneus. 

Em geral, um pneu é capaz de manter suas características originais entre 5 e 6 anos, mas podem ser usados sem riscos até os 10 anos de idade. 

A partir daí é preciso realizar a troca, inclusive do estepe. 

1. Carros de leilão são ruins 

E o último mito sobre carros é o de que veículos vendidos em leilões são ruins.

Esse é um dos mitos sobre carros que perdura até hoje, mas que aos poucos vem sendo desacreditado. 

Pelo fato de serem mais baratos, muita gente associa que os veículos de leilões precisam ser consertados após a compra. 

Mas isso é uma besteira!

A maioria dos veículos em um leilão são frutos de financiamentos que não foram honrados ou por conta de dívidas com a Receita Federal.

Assim, na maioria das vezes estão em excelente estado de conservação!

Inclusive, comprar veículos de leilões é hoje uma das melhores formas de garantir um exemplar para chamar de seu nos dias de hoje. 

Os 10 melhores sites de leilões do Brasil

Agora que você já conhece os 10 principais mitos sobre carros, que tal descobrir onde garantir um veículo por um preço acessível e em excelente estado de conservação?

Depois de muita pesquisa e análise de dados, nossos especialistas separaram 10 opções de sites de leilões de veículos para você. 

Em cada uma delas, existem veículos dos mais variados tipos, em excelente estado esperando para serem comprados.

Assim, a gente te pergunta:

Quer comprar um veículo em ótimo estado e por um preço justo? Então, é só clicar no link abaixo!

Os 10 melhores sites de leilões do Brasil

Conheça os 10 melhores sites de leilões do Brasil e garanta um ótimo exemplar para chamar de seu ainda hoje!

Você também pode gostar

content

Vantagens do Seguro Auto Ituran: Conheça os motivos para contratar

Senhor Carros | Os melhores artigos sobre carros da internet! Vantagens do Seguro Auto Ituran: Conheça os motivos para contratar

Continue lendo
content

Top 8: Conheça carros brasileiros que são elogiados no exterior

Conheça alguns exemplos de modelos de carros brasileiros elogiados no exterior e saiba o que os gringos pensam deles!

Continue lendo
content

Hyundai Nexo: o modelo que roda 900 km com um tanque

Conheça o Hyundai Nexo, modelo movido a hidrogênio, e descubra os pontos fortes e fracos do veículo capaz de rodar 900 km com um tanque!

Continue lendo