Listas

Os 30 Carros Para Evitar De Qualquer Maneira

por

Senhor Carros

Publicado em

| Atualizado em

ANÚNCIOS

Carros para se evitar

Imagine realizar o sonho da sua vida de comprar um carro e depois descobrir que ele é um dos piores carros do Brasil? Por isso que hoje o Senhor Carros separou especialmente para você os 30 carros para evitar de qualquer maneira.

Os dados deste artigo foram embasados em testes de impacto, sistema de segurança  e análises mecânica dos seguintes sites: 

. https://exame.abril.com.br/

. https://www.minutoseguros.com.br

. https://m.konkero.com.br

Agora me acompanhe e vamos ver os piores carros do Brasil para se evitar de qualquer maneira, confira!

30 – Renault Clio

Convenhamos, não é nenhuma surpresa o Clio aparecer nesta lista. Ele foi um dos piores carros já produzidos pela Renault. E iniciamos com ela por que no teste de risco do programa Latin NCAP publicado pela revista exame, ele foi o pior veículo. Ganhou 0 estrelas na segurança para adultos, o carro não aguentou com o impacto do teste e se houvesse um motorista ali poderia sofrer danos no peito e nas partas, e ainda ganhou somente 2 estrelas para segurança de crianças, com o impacto no teste, a cadeirinha de bebê não foi o suficiente para dar segurança para uma criança de até três anos, e por isso, o Renault Clio é um dos piores carros do Brasil

Clio

29 – Volkswagen Voyage

Antes fosse que o problema do Voyage seja segurança. Mas esse carro é quase literalmente um imã de ladrões. Ele lidera o ranking dos carros mais furtados a anos, de certa forma isso não o torna um dos piores carros do Brasil, mas com certeza é um dos que mais sofrem. Somente em 2019 foram furtados 1.279 modelos do Voyage, e o índice de furto é de 1,38%.

Voyage

28 – Fiat Novo Palio

Se o Renault Clio é o pior carro na questão de segurança, veja só o Fiat New Palio, além de não ter airbags, com o teste de impacto teve o resultado que é possível ter lesões mortais, foi considerado alto o risco de perigo, fazendo o Fiat Novo Palio ganhou 1 estrela na segurança para adultos. Já para crianças, o resultado foi simples, mas as acomodações adequadas para segurança foram incompatíveis, dando apenas 2 estrelas para segurança de criança. O Novo Palio é repleto de utensilhos que devemos observar, tem seus lados bons e ruins, mas há quem diga que é um dos piores carros do Brasil. 

Fiat Palio

27 –  Fiat Siena

O Fiat Siena é um sedan bastante conhecido nacionalmente, ele possui recursos que atiçam o comprador, como seu ótimo porta-malas. É um dos carros mais comercializados no mercado de usados até hoje. Mas para adquirir um veículo desse hoje em dia, não vale a pena. Mesmo tendo um custo-benefício acessível, o Siena pode ser um dos piores carros do Brasil quando o quesito for segurança. Ele é um dos carros mais roubado do país, com  530 registros de furtos só no ano passado, com um índice de 1,29%.

Fiat Siena

26 – Volkswagen Gol Trend 1.6 

Todos nós conhecemos o Gol, claro! E com certeza não iremos falar que ele é um dos piores carros do Brasi. Porém, a versão Trend 1.6 também participou do teste de impacto e foi péssimo. Considerado de alto risco para adultos, levou somente 1 estrela de segurança. E mesmo o Gol ser bastante querido pela nação, ele foi o 4º carro mais roubado de 2019, tendo registro de 814 modelos furtados, com índice de furto de 1,14%.

VW Gol

25 –  Fiat Palio Weekend 

O Palio Weekend não teve a ascensão que esperava, perdendo para concorrentes, o veículo possui uma certa simplicidade e delicadeza, talvez neste modelo não possamos dizer que é um dos piores carros do Brasil, mas quando falamos de segurança, o Palio Weekend perde todos os pontos. Foram registrados 425 furtos deste modelo somente em 2019, com índice de furto de 1,13%, durante anos o Weekend está no ranking dos carros menos seguros.

Fiat Weekend

24 – Jac J3 

A Jac Motors sabe fazer veículos, mas com todo respeito, o Jac J3 sem dúvidas é um dos piores carros do Brasil. No teste de impacto, a cabeça e o peito do motorista comprimiram o airbag. Ele não foi considerado resistente a impactos, com facilidades de lesões graves, por esse motivo ganhou apenas 1 estrela no teste.E se esse fosse o único problema eu até poderia aliviar, mas além de não ter resistência, ele é considerado um dos carros que mais dão problemas, segundo o site Minutos Seguros. Com uma suspensão totalmente sensível e calibração de injeção eletrônica que apresenta problemas, o Jac J3 é um dos piores carros do Brasil, por isso, evite!

Jac J3

23 – Chevrolet Celta 

O veículo que não saiu da ascensão também entra em nossa lista. Pois é, mas não se preocupe, ele ainda continua sendo um bom carro, mesmo sendo “relíquia”, e como relíquia, sempre há uns problemas que acabam surgindo. No caso do Celta é a segurança. No teste de impacto o carro não absorveu o impacto da colisão, o que aumentou o risco de lesão da cabeça do motorista, dando a ele apenas 1 estrela de segurança. E como o Celta é um carro de muita ascensão e facilidade de encontrá-lo, ele também é alvo de ladrões. Foram registrados 1.472 furtos somente em 2019, com índice de 1,19%.

Chevrolet Celta
Celta

22 – Nissan March

O March é um veículo admirável da Nissan, ao olhar um carro desse você não imagina que há problemas. Mas no teste de impacto, o modelo oferece boa proteção para as cabeças dos passageiros. No entanto, a segurança das pernas do motorista foi considerada bastante fraca, dando ao Nissan March 2 estrelas de segurança para adultos. Já para crianças, o impacto não conseguiu evitar o excesso de deslocamento da criança, mas impediu a colisão da cabeça com o assento traseiro do veículo, dando 1 estrela de segurança para crianças. Então se você tem filho, não compre este carro.

Nissan March

21 – Renault Logan

O Logam tinha uma excelente proposta de entrar no mercado e bater de frente com concorrentes de alto nível, mas não dá pra bater de frente se o veículo está na lista dos mais furtados do país. Onde os ladrões optam por esse veículo por dizerem ser “fácil”, o que pode ser muito preocupante. Somente em 2019, foram registrados 563 roubos do Logan ao decorrer do ano, com índice de furto de 1.03%.

Logan

20 – Peugeot 207 

Por mais que alguns tenham o sonho de ter um carro francês, o Peugeot é a pior escolha. No teste de impacto, Mesmo com airbag duplo, os cintos e airbags foram incapazes de impedir que o peito do motorista batesse contra o volante durante a colisão, dando 2 estrelas de segurança para adultos. Enquanto ano passado foram registrados 316 roubos do 207 com índice de 0,86%. Sem contar que seu sucessor (Peugeot 208) é considerado um dos carros que mais dão problemas. O Peugeot 207 é um dos piores carros do Brasil. Se deseja um carro francês, pense em outra opção é não jogue seu dinheiro fora.

Peugeot 207

19 – Fiat Punto

Não posso dizer que o Punto é um dos piores carros do Brasil. Ele é resistente, tem boa mecânica, toda bem e satisfaz o consumidor. O seu problema é que todos os anos ele vira alvo de ladroes, e somente no ano passado foram registrados 433 roubos do Fiat Punto, com índice de furto de 1%.

Punto

18 – Nissan Tiida 

Talvez esse “ninguém” conheça. O carro não conquistou espaço no mercado e serviu se enfeite para as concessionárias. Motivos esses que são a resistência do veículo como principal. No teste de impacto, a proteção da cabeça do passageiro foi considerada baixa, enquanto a segurança do pescoço e do peito dos ocupantes apresentaram risco médio. Mesmo ganhando 3 estrelas na segurança de adultos, a instalação da cadeirinha infantil recomendado não foi o suficiente para segurar o boneco no impacto, e as instruções obrigatórias não estavam também, dando 1 estrela é um risco tremendo para crianças de até 3 anos nesse carro.

Nissan Tiida

17 – Volkswagen Fox

Um Fox é um carro acessível e diversas classes, por isso tão reconhecido. Sua carroceria permite que você trabalhe com o veículo, seja motorista de aplicativo é muito mais. E obviamente, os ladrões também sabem disso, e durante anos o Volkswagen Fox está na mira deles. Com 1.083 roubos registrados em 2019, e com índice de furto de 0,94%, o Volkswagen Fox é um dos carros mais roubado do Brasil.

VW Fox

16 – Renault Sandero

Um carro muito conhecido da Renault, com amplas qualidades. Por isso não posso dizer que o Sandero é um dos piores carros do Brasil. Mas a sua resistência deixa a desejar. No teste de colisão, a estrutura do painel do carro foi considerada perigosa, pois poderia machucar os joelhos dos passageiros na colisão, por isso levou 1 estrela para segurança de adultos. Sem contar que somente no ano passado foram registrados 1.251 roubos do Renault Sandero, com índice de 0,78%. 

Sandero

15 – Ford Ka 

O carro econômico que a família brasileira ama. Em questão de resistente a colisão ele é eficiente. Porém, de alguns anos tempos pra cá, com suas atualizações e demais detalhes, o Ford Ka foi considerado um dos carros que mais dão problema. Tendo como um dos maiores problemas o sistema de arrefecimento, dessa maneira, casos de superaquecimento podem acontecer com mais frequência, o que deixa o motorista com mais dores de cabeça. E de acordo com o site Minutos Seguros, não fácil encontrar peças de carros da Ford, então preserve-o, que mesmo tendo estes problemas ele não é um dos piores carros do Brasil.

Forda Ka Hatch

14 – Daewoo Espero

Essa relíquia ainda viva possui vários donos pelo Brasil, e esse é o principal problema. Ele está na lista dos carros mais difíceis de revenda. Pelo fato dele ser importado, não estar em concessionária e visual não muito atraente, o Daewoo Espero possui uma alta rejeição do mercado. Sua desvalorização era inevitável, agora só virou um dos piores carros do Brasil feito para venda de usados.

Daewoo Espero

13 – Citröen C3 

Convenhamos que o C3 já saiu da moda. Ele pode ser um bom carro, com uma bela carroceria e um chamativo designer, mas seus problemas mecânicos são inevitáveis. Quando falamos de manutenção, o que é obrigatoriamente preciso, o preço do Citröen C3 não é nenhum pouco barato, comparado a carros relativamente mais “baratos”, o preço da manutenção é um absurdo. Além de apresentar problemas em sua suspensão, em vias cujo asfalto não seja bom, como encontramos com facilidade no Brasil, ele tem algumas dificuldades.

Citroën C3

12 – Fiat Marea

Outra relíquia ainda viva fabricada pela Fiat que tem altíssima desvalorização no mercado. No Brasil ele foi lançado com motor 2.0 20V com 142 cv de potência e 18,1 kgfm de torque máximo. Hoje ele é considerado o “carro que ninguém quer comprar”. Altamente desvalorizado e não vale a pena nem o preço em plataformas de revendas de usados.

Fiat Marea

11 – Honda Civic

Honda Civic é um dos melhores veículos já produzidos pela Honda. Nunca que iremos falar que o Civic é um dos piores carros do Brasil. Ele tem ótima resistência com altas qualidades. Mas o seu principal problema, que muitos motoristas ficam com medo, é que ele é um dos principais alvo dos ladrões. Ele está na lista dos carros mais roubados desde 2005 e no ano passado foram 885 registrados, com índice de 0,70%. É uma boa escolha se você deseja “ostentar”, mas saiba que os ladrões também querem isso. 

Honda Civic

10 – Peugeot 208 

Do mesmo jeito seu antecessor – já fado aqui – é um dos piores carros do Brasil, o 208 entra na lista sem muito esforço. O Peugeot 208 apresenta complicações no que diz respeito à suspensão. Para encarar vias onduladas e com buracos, definitivamente ele não é o mais indicado. Seguindo as falhas e problemas tem a falta de informações técnicas, peças escassas e, naturalmente, manutenção encarecida. Sem dúvidas, o Peugeot 208 é uma das piores renovações de modelo já existentes.

Peugeot 208

9 – Volkswagen Polo

Um carro bastante debilitado com o tempo, suas tentativas de promoção falharão e o fizeram ser um dos piores carros do Brasil. O Polo 1.0 não agradou muito o consumidor brasileiro e a Volkswagen teve que encerrar a produção dele no mesmo ano de lançamento, ainda em 2003, ele teve ala desvalorização, e isso faz ele um dos carros mais baratos do Brasil.

VW Polo

8 – Ford fiesta 

Um carro popular adequado, se tiver resguardo e segurança, ele se torna um carro ideal, por isso não irei encaixá-lo entre os piores carros do Brasil. Ele apresenta complicações semelhantes à do Ford Ka. O sistema de arrefecimento é falho, o que pode causar superaquecimento e a facilidade de problemas críticos com o motor pode acontecer mais fácil do que se espera. E este é outro modelo, que segundo Minutos Seguros as peças são muito difíceis de achar, por isso demoram a consertar. O conselho aqui é: preserve seu carro e faça manutenção preventiva regular.

New Fiesta

7 – Ford Ecosport

O Ford Ecosport é um excelente carro, é difícil dizer que ele é um dos piores carros do mercado no Brasil. Durante oito anos, o modelo passou por diversas mudanças com novos itens, outras versões e a retirada da opção 1.0 – que não agradou muito. O Ecosport 1.0 foi reprovado pelo consumidor e pela mídia especializada, revendê-lo é uma missão quase impossível, por isso é comum encontrá-lo com preços baixíssimos no mercado de usados.

Ecosport

6 – Mercedes Classe A

No salão de Genebra, foi apresentado o Mercedes Classe A pela primeira vez, em 1997. Ele começou bem, com boas vendas, mas com seu preço salgado e o dólar só aumentando naquela época as vendas caíram, é muito. Em 2002 teve mais de 8 mil vendas, já em 2005 esse número caiu para 3.499. Se nem a própria Mercedes consegue vendê-lo, imagina você revendê-lo?

Mercedes Classe A

5 – Fiat Linea

Com anos de mercado entre 2008 a 2017, o Fiat Linea substitui alguns modelos que a Ford queria renovar e não deu muito certo. Com vendas relativas na balança do vai e vem, o Linea se desvalorizou e se tornou um carro muito difícil de pós-venda, então, evite!

Fiat Linea

4 – Cherry Qq

Muitos conhecem o querido carro japonês mais barato no Brasil. O que pode ser surpresa ter um preço tão barato e não apresentar algum problema, mas como ele está nesta lista, talvez o Qq seja um dos piores carros do Brasil. O Chery sofre com alguns problemas de projeto. Apesar de rodar bem na cidade, ao longo do tempo de uso as peças desse veículo não dão conta do dia a dia, quebrando com facilidade, consequentemente se torna um dos veículos mais difíceis de revenda, até mesmo em mercados de usados. O que foi barato no começo se tornou caro depois

New QQ

3 – Chery Celer

Mais um chinês em nossa lista, desta vez o Cheler, vendido no Brasil desde 2013. O celer tem bom acabamento interno é ótimo design. porém, perde pelo acabamento e pós-venda. Ele ainda concorre com outros chineses como Jac J3, Lifan 320 e Renault Sandero, o que dificulta ainda mais.

Chery Celer

2 – Peugeot 408

Talvez esse seja a maior surpresa da nossa lista. Mas não se preocupe que ele não está aqui sendo um dos piores carros do Brasil, ele está aqui por que sua pós-venda é extremamente difícil, o veículo briga direto com Honda Civic, Citroën C4 Loung e Toyota Corolla, o que dificuldade a vida do 408. De todas as hipóteses, ele ainda é um bom carro, mas é preciso tomar cuidado na revenda.

Peugeot 408

1 – Fiat Idea 

O carro-família da Fiat tem uma falha de projeto que dá muita dor de cabeça aos donos. O câmbio automatizado (Duologic)  não encaixa bem no carro e acaba dando defeitos com frequência. Além de mesmo após manutenção apresenta problemas. O Fiat Idea poderia ser um veículo perfeito para família, mas é um dos piores carros do Brasil.

Fiat Idea

————————— Você também vai gostar —————————
Os 20 melhores acessórios para carros
Os 30 carros usados mais vendidos do Brasil

Artigos

Os carros para evitar de comprar em 2020. Confira!

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

carros para evitar comprar em 2020

Pensando em trocar de carro? Quais são os carros que você deve evitar esse ano, já se perguntou sobre isso? Sabe-se que a paixão dos brasileiros por carros é muito grande, e como já diria o velho ditado: O amor pode acabar nos cegando, e isso é muito verdadeiro, principalmente quando é adaptado ao universo automotivo, afinal, quando se gosta de algum modelo, existe a grande possibilidade de não se atentar a alguns detalhes que podem ser tornar uma grande dor de cabeça, como ausência de peças, mecânica defasada e valor de seguro, por exemplo.

Foi pensando em te dar uma mão para que você acerte na sua escolha, que escrevemos esse artigo, onde você vai descobrir quais são os carros para evitar comprar em 2020. Confira nossa lista a seguir e nos diga por email o que achou.

Os principais carros para evitar comprar em 2020. Confira!

Saiba quais são os principais carros para evitar comprar em 2020.

15. Lifan X 60 

Embora conte com um custo-benefício absurdo, com valores partindo de R$ 70 mil, e repleto de equipamentos de série, como câmera de ré, luzes diurnas, Isofix, Central multimídia com GPS, bancos de couro e muitos outros, você pode se perguntar: Mas por qual motivo ele está na lista dos carros para evitar comprar em 2020? 

A resposta é simples. A Lifan possui poucas revendas e o modelo é famoso por manutenções caras. Some-se a isso a pouca liquidez, que desvaloriza o carro no momento da venda e pronto. Temos a receita do desastre. 

Lifan x60
Lifan X60

14. Nissan March 

Embora seja um veículo bem interessante, existem rumores de que o compacto da montadora japonesa esteja com os dias contados, uma vez que a aposta da empresa para o mercado brasileiro é nova geração do Versa. 

Com as chances de sair de linha, e com valores um pouco elevados, partindo de cerca de R$ 51 mil e R$ 65 mil para as versões S.10 e SL1.6, respectivamente, o Nissan March, certamente é um dos carros para se evitar de comprar em 2020.

Nissan March
Nissan March

13. Volkswagen Fox 

Com a chegada do Up e do Polo, o Fox acabou ficando meio perdido no mercado, a montadora alemã, acabou criando um verdadeiro dilema entre os seus apreciadores. 

Atualmente, o Fox é vendido somente em duas versões, a Connect e a Xtreme, com valores na faixa de R$ 51 mil e R$ 56 mil. No entanto, o modernizado Polo, possui valores que partem de R$ 53 mil. 

Além disso, com a provável chegada da nova geração do gol em 2021, há quem diga que o a produção do Fox pode acabar. Por via das dúvidas, o Fox é mais um dos carros para evitar comprar em 2020.

Volkswagen Fox
Volkswagen Fox

12. Mitsubishi ASX 

O Mitsubishi ASX é um exemplo clássico de modelo que estacionou no tempo. Produzido a quase uma década sob a mesma plataforma e mesmo como duas reestilizações, o modelo carrega um design ultrapassado em relação aos seus rivais e até os outros modelos da montadora. 

O motor 2.0 flex não empolga, o acabamento é relativamente simples e o pós-venda é desanimador. Além disso, seus concorrente, como Jeeps Compass e o Volkswagen Tiguan possui valores mais atrativos e são considerados veículos com melhor custo-benefício.

Se o Mitsubishi ASX estava em sua lista de compras para 2020, é melhor você riscá-lo fora.

Mitsubishi ASX
Mitsubishi ASX

11. Chery QQ

O Chery QQ continua com o título de veículo mais barato do Brasil, com preços que se iniciam na faixa dos R$ 25 mil, porém sem alguns itens de série. Embora o valor seja um chamariz, o modelo possui uma estrutura simples e frágil e seu motor 1.0 é considerado fraco e de manutenção complicado.

Apesar da montadora negar, algumas concessionárias, ainda em julho de 2019 afirmaram que o modelo vai ter a produção encerrada,e sua fabricação, que era feita em Jacareí (SP) será ocupada pelos novos veículos elétricos da Caoa Chery.

Sem uma previsão clara de futuro, ao invés de investir em um QQ, é mais vantajoso comprar um compacto seminovo com pouco uso e com itens de série. Dessa forma, o Chery QQ é mais um dos carros para evitar comprar em 2020.

Chery QQ
Chery QQ

10. Fiat Grand Siena 

Embora seja um carro bacana, ele peca principalmente no preço. Partindo de R$ 50 mil com motorização 1.0 e R$ 55 mil na versão 1.4. A questão é que é possível encontrar concorrentes que são mais econômicos, e contam com uma grande variedade de itens de série que não oferecidos pelo sedã italiano. 

O Cronos, modelo da mesma montadora, parte de R$ 56 mil, equipado com motorização moderna 1.3 e segundo especialistas, muito mais divertido de dirigir. Sendo assim, é melhor considerar o Grand Siena, como carta fora do baralho.

Fiat Grand Siena
Fiat Grand Siena

9. Citroen C3

O Citroen C3 é um verdadeiro sucesso da montadora francesa por contar com um acabamento de alta e qualidade e itens de série realmente interessantes, no entanto, seu futuro aqui no Brasil ainda é incerto. Isso porque a Citroen enxugou a linha e disponibiliza no momento apenas três versões, precisando que se desembolse cerca de R$ 55 mil para o modelo de entrada. A versão top de linha, hoje custa R$ 71 mil.

Com um futuro incerto, e valores elevados, é mais seguro buscar outras opções, até mesmo dentro da própria montadora, como é o caso do Citroen C4 Cactus, considerado mais moderno e divertido de dirigir, com valores partindo de R$ 75 mil. Infelizmente, o Citroen C3 é mais um dos carros para evitar comprar em 2020.

Citroen C3
Citroen C3

8. Ford EcoSport Run Flat 

Muitos brasileiros ainda colocam a estética do veículo antes da usabilidade e isso fez com que a Ford tirasse o estepe da traseira do EcoSport, acrescentando um kit de reparo de pneus do tipo run flat para sua linha 2020. Dessa forma, caso um pneu fure, o proprietário pode rodar no máximo 200 km com uma velocidade máxima de 80 km/h. 

Trata-se de uma inovação que causa um certo receio, afinal, com a ausência do estepe, o cliente pode equipar o veículo, apenas com pneus do tipo run flat, que são bem mais caros que os convencionais. Além disso, substituir os pneus por modelos convencionais não é permitido no caso do EcoSport Run Flat, que não pode rodar sem estepe e pneus convencionais por conta de sua homologação. 

Ford EcoSport Run Flat
Ford EcoSport Run Flat

7. Chevrolet Cobalt 

Com o lançamento do Onix Plus, o Cobalt automaticamente perde grande espaço dentro da linha de veículos da Chevrolet. Embora o modelo permaneça no site da montadora e ainda exista um estoque de carros disponíveis para vendas, concessionárias já afirmaram que o modelo sai de linha em 2020.

Quando os estoques acabarem, o fim do modelo estará sacramentado. Já seu irmão menor, o Joy Plus, ganha sobrevida no mercado. Dessa forma, o Chevrolet Cobalt é mais um dos carros para evitar comprar em 2020.

Chevrolet Cobalt
Chevrolet Cobalt

6. Honda CR-V 

O SUV japonês está longe de ser um carro ruim, muito pelo contrário. Trata-se de um veículo repleto de qualidades, mas o que atrapalha é o seu preço, que parte de R$ 189 mil.

Mesmo com tração integral e motor turbo 1.5 de 190 cavalos, é possível encontrar concorrentes mais potentes com valores mais atrativos, como o Volkswagen Tiguan R-Line, por exemplo. Além disso, sabe-se que o CR-V sofre uma considerável desvalorização no momento de venda, fazendo com que seja colocado na nossa lista de carros para evitar comprar em 2020. 

Honda CR-V
Honda CR-V 

5. Peugeot 208 

O Peugeot 208 é o carro chefe da montadora francesa no Brasil e vai ganhar uma nova linhagem por aqui. O modelo será igual ao europeu que foi lançado em 2019. As vendas devem começar no segundo semestre. 

A atual geração, ainda é fabricada no Brasil, em Porto Real - RJ. Já a nova versão do 208, será produzida em El Palomar na Argentina e será importado para o Brasil, através de benefícios comerciais assegurados pelo acordo do Mercosul. 

Por isso, se você está pensando em comprar o modelo, é melhor esperar pela chegada e lançamento da nova linhagem. 

Peugeot 208
Peugeot 208

4. Hyundai ix35

O Hyundai ix35 é mais um na lista dos carros para evitar comprar em 2020 por conta de seu futuro nebuloso. O SUV da Hyundai tem vendas cada vez mais discretas. Em 2019, não foram emplacadas nem 6 mil unidades. Para piorar a situação, o ix35 sofre concorrência interna direta do Creta, que é menor, porém, mais moderno e com preços semelhantes. 

O Hyundai ix35 só permanece em produção por conta do contrato da Hyundai com a Caoa, e esse é outro ponto delicado, pois a montadora sul-coreana já afirmou que não irá renová-lo. O caso acabou na justiça alemã, em um tribunal em Frankfurt. 

Atualmente o ix35 é o único automóvel montado na fábrica operada pela empresa brasileira em Goiás. Se você tinha planos de comprar esse SUV, é melhor você escolher outro modelo. 

Hyundai ix35
Hyundai ix35

3. Honda Fit 

A nova geração do Fit foi apresentada no último salão de tóquio e tem previsão de chegada no Brasil nesse segundo semestre. Embora tenha sido completamente reformulado, o utilitário mantém foco no aproveitamento de espaço e praticidade. 

O novo modelo, terá motor turbo, com três cilindros e injeção direta. o câmbio será um CVT automático. Uma versão híbrida também é esperada. Por isso, não é hora de comprar um Honda Fit, pois você provavelmente ficará com um mico nas mãos. 

Honda Fit
Honda Fit

2. Volkswagen Space Fox

A perua da montadora alemã nunca conseguiu substituir à altura suas antecessoras, a Santana quantum e a Parati. Seu motor sempre foi considerado fraco para o peso total da carroceria. 

Sua produção era feita na Argentina e seu fim foi confirmado oficialmente. Com preços partindo de R$ 66 mil, a perua se despede com uma versão de acesso com motor 1.6 com câmbio manual ou automático. 

Embora nunca tenha sido uma boa compra, agora, mais do que nunca, a Space Fox é um dos carros para evitar comprar em 2020.

Volkswagen Space Fox
Volkswagen Space Fox

1. Mitsubishi Lancer 

Já faz tempo que o sedã médio japonês está ameaçado de extinção, mesmo com uma atualização recente em Taiwan, o modelo não se firma no mercado brasileiro. 

No ano de 2019, suas vendas foram pequenas e mesmo com 10 anos de estrada, o Lancer fica desatualizado perante aos seus rivais. Essa ausência de novidades, aliada às baixas vendas levantam dúvidas sobre a sobrevivência do modelo por mais tempo, o fazendo figurar na lista dos carros para evitar comprar em 2020.

Mitsubishi Lancer
Mitsubishi Lancer

Gostou? Continue lendo abaixo!

Continuar Lendo

Em Alta