Artigos

Os 19 melhores carros elétricos de 2019

por

Senhor Carros

Publicado em

Os veículos elétricos entraram no mercado como meio de ajudar a preservar o nosso planeta. Um veículo elétrico não produz poluentes para o meio ambiente e tem o seu abastecimento totalmente elétrico. Diferentemente dos veículos térmicos (à combustão), os elétricos entregam toda sua força de arranque imediatamente. Um veículo elétrico atualmente é a melhor opção para dirigir com autonomia e preservar o planeta, e hoje, o Senhor Carros separou a lista dos melhor carros elétricos de 2019.

Ficou curioso? Então continue lendo.

Os melhores carros elétricos de 2019
ANÚNCIOS

19. Audi e-Tron

Fabricado pela Audi, o e-Tron é uma excelente construção, mas o Audi e-Tron é demasiado caro para a autonomia que apresenta.

O Modelo passou por alguns problemas no software e não foi lançado no ano previsto, 2018. Quem já teve acesso ao veículo, fala de uma condução fantástica. Apesar de ter uma grande bateria de 95 kWh, poderá não ter disponíveis os 400 km de autonomia, como anunciado. Os testes parecem indicar que são viáveis as 200 milhas de alcance do veículo. Isto quer dizer que deveremos ter cerca de 320 km de autonomia real.

Mesmo com algumas dúvidas pendentes, a proposta do Audi e-Tron é muito boa e com certeza com o passar do tempo vai agradar a todos, assim como os outros modelos da marca.

Audi e-Tron

18. Tesla Model S Long Range

Fabricado pela Tesla, O Model S Long Range é um veículo com características futuristas e foco em ecologia e tecnologia inteligente. É um dos veículos elétricos mais bonitos no mercado.

O Tesla Model S Long Range é o carro elétrico com a maior autonomia atualmente à venda. Cerca de 600 km de autonomia segundo o Ciclo WLPT. Apesar de ser um grande defensor do meio ambiente, acaba pesando na carteira, com um custo superior a 80 000 €.

A linha Model S da Tesla mudou o mercado trazendo veículos impressionantes, como o Long Range. 

Tesla Model S Long Range

17. Mercedes-Benz EQC 

Fabricado pela Mercedes-Benz, o EQC vai ser um concorrente direto ao Audi e-Tron, num segmento onde não estão sozinhos, pois o segmento de SUVs também é o escolhido de outras marcas, o que indica que podemos esperar grandes carros elétricos nos próximos anos.

O Mercedes Benz EQC é o elétrico chefe da gigante alemã. Um excelente SUV com cerca de 415 km de autonomia, ciclo WLPT, mas com preço hiperbólico comparado com a autonomia. O EQC tem o valor estimado de 70 000 €.

De acordo com a folha de especificações, o EQC é equipado com um carregador interno refrigerado a água com capacidade de 7,4 kW e tem uma capacidade máxima de até 110 kW numa estação de carregamento apropriada.

Mercedes-Benz EQC 

16. Tesla Model 3 Long Range

Fabricado pela Tesla, o Model 3 Long Range é um dos elétricos com maior economia do mercado. Com autonomia de cerca de 560 km, ciclo WLPT, o carro custa mais de 50 000 €.

O Tesla Model 3 Long Range possui uma potência de 80.5 kWh.  É elegante, rápido, seguro para o uso e tem um alcance de até 90 km, graças à bateria retrabalhada com maior densidade de energia.

O Model 3 Long Range, assim como os outros da marca, é um dos melhores veículos elétricos do mercado.

Tesla Model 3 Long Range

15. MINI Electric 2019

Fabricado pela BMW, o Electric, como o próprio nome já diz, é um carro totalmente elétrico da BMW. O trem de acionamento utiliza tecnologia desenvolvida para o BMW i3 anterior. 

Apesar de pesar 145 kg a mais que o Cooper S, o Mini Electric corre de 0 a 62 mph em 7,3 segundos, apenas um décimo mais lento. A velocidade máxima é limitada a 93 mph (149,67 km/h). O primeiro modelo totalmente elétrico da Mini está disponível apenas como um hatchback de três portas.

A capacidade da bateria é classificada em 32,6 kWh, que oferece um alcance (sob o protocolo WLTP) entre 124-144 milhas.

MINI Electric 2019

14. Tesla Model X Long Range

Fabricado pela Tesla, o Model X Long Rang é um dos maiores veículos elétricos da Tesla, com 7 lugares. O preço começa em 80 000 €.

O Model X pesa cerca de 8% a mais que o Model S e compartilha cerca de 30% do conteúdo de suas peças – abaixo dos 60% esperados no início do desenvolvimento. O espaço de carga é de 87,8 pés (26,76 m).

O Tesla Model X é vendido em três versões. Na versão com bateria potência de 75 kWh, tem uma autonomia no ciclo WLTP de 330 km. Mas se a versão for Long Range (bateria de 100 kWh), este Tesla possui uma autonomia de 500 km no ciclo WLPT.

Tesla Model X Long Range

13. BMW i3 

Fabricado pela BMW, O novo i3 foi o primeiro elétrico a ser vendido para o público no Brasil e, por muito tempo, representou a categoria dos carros elétricos no país sozinho.

Este BMW tem uma bateria com potência de 42,2 kWh, e autonomia no ciclo WLTP de apenas 260 km. Quanto ao preço, o BMW i3 começa nos 32 000 €. Ele é oferecido em três versões: BEV; BEV Connected; BEV Full; e Rex Full. Atualmente, o BMW i3 só é vendido por encomenda.

Para carregar o i3, o motorista pode utilizar uma tomada doméstica de 230 volts. Outra opção é comprar o carregador da marca, que acelera o tempo de carregamento.

BMW i3 

12. Jaguar I-Pace SUV

Fabricado pela Jaguar, o I-Pace é o carro mais caro entre os veículos elétricos no Brasil. Um excelente carro da Jaguar que possui excelentes especificações.

O I-Pace se caracteriza por ser um utilitário esportivo de luxo com desempenho destacado. O I-Pace é um SUV de cinco lugares, com uma autonomia WLTP realista de 470 km. Tem um ponto forte que é o carregamento rápido das baterias, com uma potência de 90 kWh, que em apenas 40 minutos podem ser carregadas até 80%.

Ele também pode ser recarregado com 7,4 kW, mas, neste caso, vai demorar 10 horas para alcançar 80% do carregamento.

Jaguar I-Pace SUV

11. Nissan Leaf

Fabricado pela Nissan, o Leaf é o carro elétrico mais vendido do mundo, e também a opção mais antiga da categoria. Ele foi lançado em 2010, e demorou para chegar no Brasil.

Entre os equipamentos do carro elétrico, estão alerta de tráfego cruzado; alerta de ponto cego; assistente de mudança de faixa; e assistente de partida em rampa. O japonês também conta com o sistema e-Pedal, que coloca a tecnologia de frenagem regenerativa no pé do motorista.

Sucesso em vários países, o Leaf chega em sua versão com 150 cavalos de potência e torque de 32,6 kgfm. A bateria de lítio 40 kWh confere ao Nissan Leaf independência de 389 km.

10. Kia Niro EV

Fabricado pela Kia, o Niro EV é o primeiro carro elétrico da empresa sul-coreana. O alcance de até 455 km e um preço razoável nesse contexto, fizeram do modelo um sucesso para motoristas e críticos.

Na Europa, o Niro EV já tem homologação em WLTP, que aponta para 484 km com a bateria maior. Ela tem uma capacidade de 64 kWh e vai ser a única a ser comercializada em Portugal.

O Niro EV traz consigo uma grande autonomia, e o o preço previsto para o nosso país deverá rondar os 50 000 euros.

Kia Niro EV

9. Porsche Taycan

Fabricado pela Porsche, o Taycan é o mais esperado veículo elétrico de 2019. Isto porque a marca irá introduzir um sistema de 800 volts e a carga de EV mais rápida vista até hoje.

O carro entrega 530 cv, subindo para 571 cv com as baterias maiores – a versão turbo tem 680 cv e a Turbo S entrega 761 cv. Segundo a Porsche, o Taycan tem uma autonomia de 407 km na versão normal, subindo para 463 km com o pacote maior de baterias, segundo o ciclo de testes europeu WLTP. A potência menor ajuda que esta versão tenha uma autonomia maior do que os 450 km da variante Turbo.

Porsche Taycan

8. Hyundai Kauai Electric 

Fabricado pela Hyundai, o Kauai Electric é o primeiro SUV compacto elétrico na Europa. Uma combinação inovadora entre a autonomia elétrica e o design espaçoso de um SUV.

Os componentes cuidadosamente combinados do motor elétrico foram projetados para facilitar a condução e tornar o teu dia-a-dia ainda mais prático. A plataforma completamente nova do KAUAI permite uma integração das baterias sem comprometer o espaço.

Dependendo da ligação à rede elétrica doméstica ou do tipo de estação de carregamento rápido a que tem acesso, o KAUAI Electric oferece várias possibilidades e tipos de tomada para carregamento.

KAUAI Electric

7. Chevrolet Bolt

Fabricado pela General Motors, o Bolt é o lançamento mais importante das “quatro grandes” montadoras subsidiárias no Brasil. No Estados Unidos, o preço varia entre US$ 30 mil e US$ 37 mil. No Brasil, deverá ficar acima de RS$ 130 mil.

É totalmente elétrico, alimentado por baterias LG posicionadas no assoalho, que garantem autonomia de 380 km, potência de 148.57 kWh e aceleração de 0 a 100 km em 7 segundos.

A montadora norte-americana apresenta ao mercado um carro elétrico capaz de entregar 202 cv e de torque, 36 kgfm, uma força igual a do motor V6, ou um turbo 2.0. 

Chevrolet Bolt

6. Toyota Prius Flex

Fabricado pela Toyota, o Prius, lançado pioneiramente no Japão em 1997, é o primeiro híbrido comercializado no mundo, e está na quarta geração.

A novidade da Toyota é a possibilidade de o seu modelo Prius ser lançado no Brasil com um motor híbrido flex. O Prius é composto pelo motor 1.8 aspirado e um motor elétrico que juntos geram 122 cv.

O desempenho não é brilhante (de 0 a 100 km em 12 segundos), mas seu grande atrativo está na economia de combustível (18 km/l). O preço básico fica em torno de R$ 126 mil.

Toyota Prius

5. Volkswagen e-Golf 

Fabricado pela Volkswagen, o e-Golf é um modelo já consagrado na Europa, onde liderou as vendas de elétricos na Noruega em 2017, ano em que os veículos movidos a energias renováveis passaram dos 50% do mercado total do país pela primeira vez.

Segundo a montadora, o e-Golf tem potência de 136 cv, velocidade máxima de 150 km/h e autonomia de até 300 km. O desempenho é razoável: de 0 a 100 km em 9,6 segundos.

O tempo de carregamento através de uma tomada doméstica é de cerca de 17 horas. Se utilizar uma Wallbox com corrente alternada numa ligação doméstica, necessita de pouco mais de 5 horas.

Volkswagen e-Golf

4. Jac iEV40

Fabricado pela Jac, o iEV40 é um dos carros elétricos mais baratos do Brasil. Ele foi desenvolvido em parceria com a Volkswagen na China, e foi apresentado no início de 2019.

O modelo foi totalmente inspirado no SUV T40, também da montadora chinesa. O motor possui 115 cavalos e 27,5 kgfm de torque. Segundo a montadora, as baterias do seu carro elétrico garante ao veículo uma autonomia de 300 km alcançando 130 km/h.

Entre os carros elétricos no Brasil, o iEV40 já foi o mais acessível. Quando chegou, custaria R$ 129.990, depois passou para R$ 139.990 e, agora, é oferecido por R$ 153.500.

Jac iEV40

3. Renault Zoe

Fabricado pela Renault, o Zoe foi um dos carros elétricos no Brasil apresentados durante o Salão de São Paulo de 2018.

O Zoe tem motor R90 gerando 92 cv e torque de 22,4 mkgf, o que equivale ao motor 2.0. Sua bateria se destaca devido à tecnologia empregada, entregando 300 km de autonomia. A bateria tem capacidade de recuperar cerca de 80% da carga em 1h40 em tomada 22kW trifásica.

O Renault Zoe requer a instalação de um carregador doméstico próprio. Ainda que o carregador domiciliar não seja obrigatório, a recarga pode ser muito lenta sem ele.

Renault Zoe

2. Chery Arrizo 5e

Fabricado pela Chery, o Arrizo 5e é um veículo elétrico brilhante estilo sedã. Em relação aos compactos que aparecem antes do Arrizo 5e, o carro elétrico da Caoa Chery tem uma bateria maior, de 53 kWh com capacidade que se aproxima à do Bolt, de 60 kWh.

O Caoa Chery Arrizo 5e tem um motor elétrico de 122 cv. De acordo com informações da fabricante, ele acelera de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos. O tempo de recarga de baterias do Caoa Chery Arrizo 5e varia de uma a 20 horas. No primeiro caso, o processo tem de ser feito em eletropostos com recarregador rápido.

Chery Arrizo 5e

1. JAC iEV20

Fabricado pela Jac Motors, o iEV20 é um dos carros elétricos mais baratos da categoria no Brasil, apresentado em setembro de 2019.

Ele tem 68 cavalos de potência máxima e 21,9 kgfm de torque máximo. A autonomia máxima é de 400 quilômetros em ciclo NEDC, se ativado o modo econômico Low. Caso contrário, cai para 320 km.

A Linha iEV é 100% elétrica, com autonomia para o dia-a-dia e uma série de vantagens para o planeta. Além de preservar o meio ambiente com emissão zero de poluentes, os veículos da linha possibilitam um baixíssimo custo por km rodado, até seis vezes inferior ao do modelo similar com motor a combustão.

Chery Arrizo 5e

Listas

É o fim: Saiba quais são os carros que vão sair de linha em 2020

por

Murilo C.

Publicado em

| Atualizado em

Carros que vão sair de linha

Sempre que o ano chega em seu segundo semestre, notícias temerosas surgem no universo automotivo e em 2020 a história não é diferente. Muitos modelos já estão com data marcada para desaparecer. Embora alguns vão ser substituídos por novas gerações, há alguns carros que vão sair de linha. 

Se você escolheu 2020 como o ano para comprar um carro, não feche nenhum negócio antes de ler o artigo de hoje, afinal, comprar um carro que vai sair de linha nem sempre é uma boa idéia. 

Com o objetivo de te manter informado, nós do Senhor Carros vamos te mostrar hoje quais são os carros que vão sair de linha em 2020. Não deixe de conferir. 

Carros que vão sair de linha em 2020: Saiba quais são

Saiba agora quais são os carros que vão sair de linha em 2020

Chevrolet Cobalt

Com o lançamento do Onix Plus, a chevrolet disse que o Cobalt não sairia de linha. 

Até agora, o modelo ainda é comercializado em concessionários, mas de acordo com informações de representantes da marca, as unidades comercializadas são 2019/2020.

Cobalt
Cobalt é cotado para aposentadoria eterna

Assim que os estoques acabarem, o Chevrolet Cobalt chegará ao fim de sua jornada. Seu irmão menor, o Joy Plus (antes chamado de Prisma) ganhou sobrevida e deverá deixar o mercado apenas no fim de 2022.

Ford Fusion

As perspectivas são obscuras para o Ford Fusion. A montadora estadunidense já afirmou que o modelo, que é produzido no México e exportado para EUA e Brasil terá a produção encerrada. 

De acordo com a própria Ford, um substituto direto está descartado, uma vez que a marca vai abandonar o segmento de sedãs médios e grandes para focar em SUVs. A chegada do Bronco é um exemplo disso. 

Fusion
Fim da linha para o Fusion

O modelo ainda segue sendo comercializado nas concessionárias, mas sob a chancela de produção e modelo 2019/2020. 

Hyundai IX35

O Hyundai IX35 pode até não sair de linha em 2020, mas seu futuro é um tanto quanto incerto. 

O motivo do modelo estar na lista dos carros que vão sair de linha em 2020 é sua baixa participação no mercado. 

Além de sofrer derrotas consecutivas para concorrentes de outra marca, o Creta faz concorrência interna direta por ser mais moderno e ter valores semelhantes. 

IX35
Imbróglio jurídico e baixas vendas devem colocar fim na produção do IX35

Embora o modelo 2020 esteja sendo comercializado, e eIxista um contrato de produção entre a Hyundai e a Caoa, a empresa sul-coreana se recusa a renová-lo. 

O imbróglio é tão grande que está sendo analisado no tribunal de justiça de Frankfurt na Alemanha. Pela nossa experiência na área, é muito provável que 2020 seja o fim da linha para o IX35. 

Volkswagen Fox

O Fox pode até ganhar sobrevida e sobreviver mais um ano, mas se isso ocorrer, os modelos provavelmente serão comercializados como 2020/2021. 

A sobrevivência do pequeno hatch está atrelada ao seu desempenho comercial. Em 2019 o modelo foi o 19º carro mais vendido por aqui com mais de 38 mil unidades emplacadas. 

Fox
Vendas podem sacramentar a produção do Fox

O problema é que seus emplacamentos vêm sofrendo quedas constantes. É importante lembrar que a SpaceFox já foi descontinuada exatamente por conta de seu fraco desempenho de vendas. 

Gerações que sairão de linha em 2020

A exemplo de alguns carros que vão sair de linha em 2020, há também as gerações que estão se despedindo para dar lugar às suas sucessoras, que terão apenas seus nomes, mas que na prática serão totalmente diferentes. Bora saber quais são?

Renault Duster

Conforme já mostramos aqui, o novo Duster passou por algumas alterações que são fáceis de serem notadas, mas que deixaram a desejar. 

O carro foi sim, e é considerado pela montadora francesa como uma nova geração, mas só de olhar, é possível encontrar muitas semelhanças com a geração anterior. Além disso, a motorização é sem sombra de dúvidas o ponto fraco dessa “renovação”

O novo Renault Duster conta apenas com uma opção de motor, o “defasado” 1.6 Sce de 120 cavalos. 

Duster
Nova geração do Duster é semelhante à anterior

O aclamado motor 2.0 aspirado saiu de linha e o substituto natural, que seria o 1.3 turbo ainda não deus as caras por aqui. Algo que pode atrapalhar as vendas. 

Chevrolet Tracker

O Tracker é mais um modelo que terá sua geração renovada. 

O modelo que antes era fabricado e importado do México passou por idas e vindas no mercado brasileiro e agora tenta se firmar de uma vez por todas como um SUV competitivo e atrativo. 

Além do visual renovado, as versões mais básicas do novo Chevrolet Tracker trazem sob o capô um motor 1.0 turbo flex de 3 cilindros, capazes de render até 116 cavalos de potência e câmbios manual ou automático de 6 marchas. 

Tracker
Chevrolet Tracker mudou da água pro vinho

Já as versões superiores, são equipadas com um inédito motor 1.2 turbo, também de três cilindros, flex, mas somente com câmbio automático de 6 velocidades. Sem sombra de dúvidas um “plus” para enfrentar a concorrência. 

Peugeot 208

Considerado o “carro chefe” da montadora francesa no Brasil, o 208 vai ganhar uma nova geração incrível. 

O modelo será igual ao europeu que foi lançado no ano passado. A exemplo de muitos outros veículos, o novo 208 teve seu lançamento e vendas atrapalhados pela pandemia do novo coronavírus. 

A geração atual do 208 é fabricada na fábrica de Porto Real no RJ, mas o novo será produzido na Argentina, na fábrica da montadora na cidade de El Palomar e será importado para o Brasil com os benefícios comerciais assegurados pelo Mercosul. 

208
Peugeot 208 passou sofreu mudanças profundas

O hatch é parte importante dos planos da Peugeot para aumentar a participação no mercado automotivo brasileiro a partir de 2021.

Honda FIT

A quarta geração do Honda Fit foi apresentada na última edição do Salão do Automóvel de Tóquio e é esperada aqui no Brasil ainda no segundo semestre de 2020. 

Embora tenha sido totalmente reformulado, o modo mantém o foco no aproveitamento do espaço interno e praticidade no interior do habitáculo. 

Além da renovação estética, o Fit conta com novidades no motor. Pela primeira vez, o modelo será equipado com uma unidade 1.0 turbo de três cilindros e injeção direta associado a um câmbio CVT. 

Honda Fit
Honda Fit passou por alterações mais do que necessárias

Já no mercado europeu, o Fit da nova geração terá uma versão híbrida, movida por um motor 1.5 à combustão movido a gasolina e outro elétrico. 

Agora queremos saber de você. Qual é o seu modelo preferido entre os carros que vão sair de linha de 2020? Deixe um comentário contando pra gente. 

E depois de descobrir quais são os modelos de carros que vão sair de linha em 2020 que tal conferir uma lista com aqueles modelos que mais se destacaram na última década? Para isso, é só clicar no botão a seguir.

Continuar Lendo

Em Alta